Caraval – Stephanie Garber | Resenha

Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.
Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Aventura, fantasia, jovem adulto, romance | 400 páginas | Editora Novo Conceito | Nota: 
Scarlett Dragna cresceu ouvindo as histórias da avó que contavam sobre o Caraval, um grande evento comandado pelo misterioso Mestre Lenda. A cada ano o Caraval, assim como Lenda e sua trupe, estava em um lugar diferente e seu jogo também mudava, assim como o prêmio. Desde os 11 anos, Scarlett escreve cartas ao Mestre pedindo que ele venha até a Ilha de Trisda, onde ela e sua irmã Donatella moram.
Porém, com o passar dos anos, a magia que tanto encantava a moça antes foi sumindo de sua vida. Sofrendo os abusos violentos do pai, o Governador Dragna, Scarlett está de casamento marcado com um conde que sequer viu pessoalmente, mas ele seria sua única chance dela e de Tella viverem longe de seu pai. Assim, ela escreve sua última carta a Lenda, lhe contanto de seu noivado e somente nesta vez, ele lhe responde convidando-a para o próximo Caraval que irá ter, enviando também três ingressos para ela, sua irmã e seu futuro marido.
Foto por Leitora Encantada
É impossível para Scarlett ir ao evento tão perto de seu casamento, e se seu pai descobre que ela teria pensado em tal loucura, faria coisas piores a ela e a sua irmã, mas Tella, que sempre foi a mais impulsiva das irmãs, cansada de Scarlett ser tão cautelosa arma um plano para que ela e a irmã consigam fugir da ilha, e para isso ela recorre a Julian, um marinheiro que acaba de atracar na ilha.
Julian tem vários segredos mas também deseja ir ao Caraval, por isso aceita a oferta de Tella e acaba sequestrando Scarlett. Mas assim que chegam lá, Tella desaparece misteriosamente, deixando sua irmã mais velha muito preocupada. Agora Scarlett e Julian precisam encontrar Tella a tempo de voltar para a ilha, ao mesmo tempo que Scarlett tenta resistir a chance de jogar e concorrer ao prêmio principal: um desejo.
Foto por Leitora Encantada

MINHA OPINIÃO

Foi muito difícil fazer essa sinopse do livro Caraval acima, isso porque eu não conseguia colocar em palavras a essência da história, mas espero que vocês tenham entendido ao menos do que se trata. Para mim que detesta fantasia, é muito incomum e motivo de surpresa que eu tenha devorado a história e ansiado por mais. Sim, o mundo que a autora criou me cativou completamente!
Toda a narrativa da história é eletrizante, descritiva e muito bem detalhada, assim a gente consegue imaginar de todas as maneiras os cenários por onde os personagens passam. O legal também é que a Scarlett percebe o mundo e muitos sentimentos através de cores, então preparem se para mergulhar em uma história com palavras que encantam como poesia.
Foto por Leitora Encantada
Scarllet é uma personagem maravilhosa e principalmente temerosa. Enquanto a impulsividade guia sua irmã, Scarlett é definida pelo medo. Vivendo com um pai violento, vendo ele fazer as coisas mais perfídias do mundo em busca de poder, não é de se imaginar que a moça tenha crescido receosa. O fato da mãe delas também ser fugido quando eram crianças não ajudou em nada. Scarlett acabou sendo uma mãe para Tella e consequentemente, a mimou demais. Muitas resenhas devem destacar que Tella não ama Scarlett na mesma medida que a outra a ama, e é verdade, e isso me irritou muito ao longo da narrativa porque Scarlett faz tudo para encontrar Tella enquanto a outra não está nem aí com a preocupação da mais velha. Demorou um pouco para gostar de Tella, mas no fim ela acabou se redimindo e confesso, chorei um pouco com algumas cenas dela, assim como me irritava que Scarlett somente pensasse na irmã e não em si mesma, queria ter entrado no livro e dado uns cutucões nas duas: uma se preocupava demais e a outra se preocupava de menos.
Foto por Leitora Encantada
Foto por Leitora Encantada
Julian é aquele personagem que a princípio se mostra insignificante na trama mas acaba sendo um dos personagens mais importantes nela. Ele é misterioso e muito intrigante, fiquei formando várias teorias sobre as reais motivações de Julian para estar no Caraval e a cada descoberta, era um tapa na cara sobre quem ele realmente era. Se eu gostei do personagem? EU DEFINITIVAMENTE AMEI ELE ❤
A história tem muitos outros personagens importantes e que são vitais para a trama, mesmo que vocês não percebam isso no decorrer da leitura. E agora vamos falar sobre Lenda e Caraval. Lenda também é um personagem muito misterioso: ninguém nunca o viu e a cada Caraval ele toma uma forma diferente, então as teorias sobre quem ele seja são grandes. Com certeza é um personagem que foi muito bem personalizado, não sabia dizer se ele era realmente um vilão ou um herói nesta história, mas com toda a certeza quero descobrir mais dele nos outros livros da série.

Lenda gosta de envolver as pessoas em jogos perversos, e um dos seus favoritos é fazer as garotas se apaixonarem por ele. 

Assim como Lenda, o Caraval foi um universo muito bem escrito e implantado pela autora. Não sei como ela teve criatividade para criar esse jogo tão estranho e ao mesmo tempo cativante. O livro mexe muito com a nossa mente, eu já não sabia dizer o que era real e o que era ficção, já que ele tem tantas reviravoltas que eu fiquei realmente perdida mas completamente apaixonada. O livro tem muita aventura, de fato mas também tem romance. Apesar de não ser totalmente o foco, o romance entre os personagens vai se desenvolvendo de acordo com o enredo. E eu torci muito por eles, óbvio, mesmo não sabendo para quem realmente torcer rsrs Comecei o Caraval com grandes expectativas que felizmente foram superadas e muito bem atendidas. Se você ainda não embarcou nesta história, trate de não perder mais tempo.
Foto por Leitora Encantada

Deixe uma resposta para Alice Duarte Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 thoughts on “Caraval – Stephanie Garber | Resenha

  1. Eu li uma resenha deste livro no blog Prefácio e já estava querendo lê-lo, mas depois da sua resenha, tenho certeza de que também devo lê-lo.
    Não é sempre que uma fantasia consegue ser boa, mas quando uma consegue é impossível não se apaixonar, não é?
    Acho que eu iria amar a história das irmãs, uma se preocupando demais e a outra de menos, mas estou mesmo curiosa para conhecer todo este mundo fantasioso.
    Espero lê-lo logo.
    Adorei a resenha e as fotos ficaram maravilhosas!
    Magia é Sonhar

  2. Oii MIka

    Eu também amei esse livro e fico super feliz em saber que vc também gostou tanto, a ambientação é maravilhosa mesmo e a autora consegue prender a gente nos mistérios criados o tempo todo. Tella foi minha personagem mais querida junto com Julian que é simplesmente o mocinho perfeito. Scarlet também foi uma protagonista ótima e adorei como evoluiu ao longo da história.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

  3. Oi, Mi

    Quando esse livro foi anunciado eu fiquei bem animada, mas depois que as resenhas foram saindo eu fui perdendo interesse, sabe? Eu não sei bem o por quê, mas não fui conquistada como imaginei que seria. Eu também não sou lá muito chegada em fantasia e o fato de você ter curtido mesmo tendo o mesmo problema com o gênero deveria fazer o meu ânimo voltar, mas acho que o interesse morreu mesmo… uma pena.

    Beijoca
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  4. Oi, Gabi. Menina, pensa num livro bom? E olha que eu detesto fantasia!!! Eu fiquei completamente extasiada com a história e muito encantada com o Caraval, a descrição dele é impressionante. VOCÊ VAI AMAR 🙂

  5. Oi, Alice. Eu também adorei!!! A Tella me irritou um pouco porque ela pensava pouco na irmã mas seu jeito de viver a vida com certeza foi muito bem explorado e claro, Julian é meu amor <3 Ele é maravilhoso, eu adorei ele!

  6. Oi, Lu. Eu também senti isso quando estava escrevendo essa. São tantos sentimentos que sentimos que fica difícil colocar no papel. Eu adorei tudo! Demorou pra gostar da Tella mas no fim desejo ler uma história sobre ela.
    Beijos

  7. Oi, Tami. Eu entendo. Eu achei que quando fosse ler eu iria empacar por ser fantasia, mas quando li eu adorei. Acho que ás vezes a repercussão da obra acaba não agradando tanto a gente, mas se você ler, talvez você entenda o porque que o livro é magnífico.

  8. Oi, Miri!
    =)
    Li Caraval e fiquei encantado. Li bem rapidinho porque a narrativa é cativante e realmente o universo é lindo né? Enquanto lia via muitas cores e coisas lindas.

    Senti falta de algum aprofundamento na narrativa, em algumas questões cruciais, que eu acredito que se fossem mais bem trabalhada tornaria a coisa melhor. No mais, eu me diverti muito lendo e fiquei encantado coma premissa.

    O livro tem uma mistura de ALice no país das maravilhas, com essa coisa do mundo novo, de se estar sonhando ou não, de parecer loucura ou não; e nos leva a uma reflexão ótima sobre o tempo e o que fazemos dele. Brinca com as questões dos grandes reallitys show e da futilidade alheia, bem como a ideia de as pessoas precisarem de distração e escutar o que querem para se sentir mais confortável.

    Gostei bastante! E a edição está linda.

    Bjão, parabéns pela resenha.

    Diego, Blog Vida & Letras.
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

  9. Oi, Miriã!!
    Acho que a divulgação desse livro foi uma das que mais ferveu no instagram. E acho que foi isso que me chamou atenção. Ainda não li, mas tenho muita vontade! Pretendo não perder tempo mesmo, quero logo haha
    Que bom que gostou <3

    Boa semana!
    Beijinhos :*
    Sankas Books

  10. Oi, Dih. Eu particularmente amei a leitura. Como o gênero fantasia pouco me agrada, eu consegui facilmente me vincular a história e isso já é um feito e tanto. Estou super ansiosa para ler os outros volumes.

@blogcapitulotreze

Livros baseados em contos de fadas Por quê é importante ler? Livros que se passam fora dos EUA Um dia: livro x filme 5 bebidas para acompanhar um bom livro