O marquês de Wolverton, Dare para os íntimos, é conhecido em todo o Reino Unido pela sugestiva alcunha de Príncipe do Prazer. Alto, forte, loiro e com penetrantes olhos verdes, dono de um charme arrasador e uma habilidade ímpar de lidar com cada curva do corpo das mulheres, ele tem o figurino perfeito para esse papel.
Porém, essa sua afamada expertise nada mais é do que uma fuga da dor de ter sido traído pelo grande amor de sua vida: a bela Julienne.
Sua vida tem uma reviravolta quando o caprichoso destino volta a colocá-lo frente a frente com a francesa, agora transformada em atriz famosa. Ao ser convocado para investigar um perigoso traidor da coroa, que trama em favor de Napoleão Bonaparte, ele precisará do talento para a dissimulação de Julienne para desmascarar o criminoso.

Romance de época | 352 páginas | Editora Essência 

Eu sou apaixonada por romances de época como vocês sabem e devoro todos os livros que encontro do gênero, e com essa série não foi diferente. Notorius é uma série de cinco livros, sendo O Príncipe do Prazer o último volume. Eu só li três deles até agora e tudo fora de ordem, mas sinceramente, não fez diferença nenhuma pra mim, mas indico ler na ordem.
Dare, o marquês de Wolverton, mais conhecido como O Príncipe do Prazer é um colírio para os olhos, Alto, loiro, bonito e rico, ele faz com que sua fama lhe preceda já que se envolveu com mais mulheres do que um dia poderia contar, mas isso se deve ao fato de que há sete anos atrás, Dare teve seu coração partido pela única mulher que um dia quis levar ao altar. Agora Julienne Laurent voltou a Londres como uma famosa atriz, e continua tão bela como antes. Mas Dare não se deixará ser enganado mais uma vez.
Agora fazendo um serviço como espião para a Coroa Britânica, Dare está a procura de Caliban, um possível traidor que vem ajudando as tropas de Napoleão na guerra, e fazendo vítimas por onde passa. Tudo leva a crer que o Visconde Riddingham seja o tal homem, mas para prendê-lo Dare precisa saber exatamente quais são seus planos, e ele usará Julienne, já que a atriz caiu nas graças do visconde. Assim ele também pode conferir se Julienne não está trabalhando com o próprio Caliban. 
Foto por Não empresto livros
Mas a atriz não deixará a tarefa fácil para o marquês e proporá uma aposta onde ambos terão que resistir ao charme e encanto de cada um. Dare sabe que facilmente poderá ganhar essa aposta já que não confia mais em Julienne, mas será que Julienne conseguirá lidar com as investidas do marquês?

Como comentei no início da resenha, eu adoro um romance de época mas por algum motivo eu tenho alguns problemas para concluir os livros da Nicole Jordan. Juro, demorei mais de duas semanas para conseguir finalizar essa obra e olha que as páginas eram poucas. Apesar da trama ser interessante e ter momentos de ação, não me senti cativada e por isso fiquei postergando a leitura.
Dare já é conhecido dos demais livros da série e é conhecido por ser o mais devasso, coisa que na verdade encobre o coração partido que um dia ele teve. Mesmo que diga que já esqueceu Julienne, ele ainda não conseguiu superá-la e por isso continuamente tenta seduzi-la, mais por satisfação sexual do que por vingança.
Fica claro na trama que Julienne foi obrigada a se afastar de Dare quando eles pensavam em se casar, coisa que ela por sinal nunca contou a ele, o que justifica o fato dele não confiar nela. Julienne é atriz e também francesa, o que aumenta mais ainda as suspeitas dela ser simpatizante das ações de Napoleão. O que mais gostei na personagem é a atitude que ela tem para fazer com que Dare arda de desejo por ela. O leitor percebe a grande personalidade que a personagem tem e que é continuamente trabalhada na trama.
Apesar de gostar dos personagens, a trama se tornou cansativa pra mim. Ver os protagonistas nesse jogo de quem seduz o outro mais rápido foi enfadonho, mas dei um desconto já que a autora é bem conhecida por trazer mais erotismo a seus livros. Mesmo assim, sempre fico com a impressão de que eu tento engolir os livros da Nicole, acho que não me dei bem com ela e acho melhor dar um tempo de suas obras. Quem sabe eu não volte com tudo depois desse tempo, vai saber.
Posts criados 1379

12 comentários em “O príncipe do Prazer – Nicole Jordan | Resenha

  1. Oiii Mika

    Primeiro, vc arrasa com esse layout, ah teu blog não tem pra ninguém! Parabéns, ta cada dia mais lindo.
    Sobre o livro, ah ja nem sou de romance de época, e esse assopra e morde dos personagens ja me cansa só de ler na resenha, imagina no livro então, acho que iria surtar porque se fica só nisso chega um momento em que é realmente um enfado só. Ja ouvi bastante elogios sobre as obras da Nicole Jordan,a cho que talvez esta seja mais ou menos, então, espero que as próximas dela estejam bem melhores, com umas tramas mais cheias de substancia pra encantar o leitor mesmo né?

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  2. Oi Mi!

    Adoro romances de época também, mas não conhecia a autora.
    Fiquei interessada pelo livro quando li a sinopse, achei que o enredo ia ser um pouco mais abrangente além da questão da sedução, mas me desanimei quando disse que ficou enfadonho e se arrastou por duas semanas na leitura. Enfim… quem sabe mais a frente, já que se trata de uma série, pode ser que os próximos sejam mais interessantes e me façam querer ler desde o primeiro.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

  3. Oi, Adri
    Eu já tentei imaginar que as outras obras seriam melhores, mas essa série infelizmente tem mais esse teor sexual que os outros livros que normalmente leio. Eu até vi ação no finalzinho da obra, mas já estava saturada do romance.

Deixe um comentário para O que tem na nossa estante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Livros com músicos 5 motivos para ler Bone Crier’s Moon 5 autoras de romance de época para conhecer Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends