Dia dos Pais está logo aí e nada melhor do que homenagear esse dia indicando boas obras para vocês com pais exemplares. Não sei vocês mas eu consigo me irritar muito facilmente com alguns exemplos de pais que vejo nos livros, mas por sorte, tem alguns que realmente conseguem se destacar e trazer o seu melhor nas páginas dos livros, e vou falar justamente deles.


Pai da Maggy May de O silêncio das águas

Não lembro o nome do personagem, então vai como “pai” mesmo 😂 O pai de Maggy May acabou se casando de novo e com isso veio uma nova “mãe” e uma nova “irmã” para a garota, mas quando ela tinha apenas 10 anos, Mag presenciou uma cena de violência que a fez perder a voz durante muitos anos. Isso criou certo ressentimento por parte da madrasta e da meia-irmã, mas o amor do pai dela continuou igual e conseguia ser muito maior que tudo isso. O cara era paciente, acolhedor, aceitou o novo problema da filha sem questionar, a apoiou e sempre esteve por perto quando ela mais precisou. O cara é um Paizão com P maiúsculo, e só de lembrar dele eu me emociono. 

Stanton Shaw de Sem Juízo

Stanton acabou engravidando sua namorada do Ensino Médio, Jenny, antes de poder realizar seu sonho que seria se mudar para a cidade grande e cursar Direito. Mas agora com uma filha ele teria que abandonar tudo pelo que tanto batalhou para cuidar da namorada e do bebê, certo? Bem, mais ou menos. A relação de Jenny e Stanton era tão boa que ela nunca quis que ele abrisse mão de seu sonho e até o encorajou a ir atrás dele, então ele parte para Washington, deixando a pequena cidade do Mississipi para trás. Mas não pensem que ele abandonou a filha, claro que não! Stanton ainda assim era presente para a garota e a relação de pai e filha é muito bem abordada no livro. Você percebe o quanto o cara ama sua menininha, e o quanto ele vê ela e Jenny como sua família, apesar de todo o tempo separados. Stanton é um pai divertido, engraçado, que erra mas que sabe reconhecer seus erros e que preza a família acima de tudo, o que me fez apaixonar por ele.

Ian de O garoto dos olhos azuis

E como todo mundo bem sabe, pai não é aquele que faz, é aquele que cria, e Ian demonstra muito bem isso ao assumir Valentina, a filha de sua namorada. Vejamos, ela acabou engravidando do ex-noivo e passou por poucas e boas com o canalha, mas Ian não tinha obrigação nenhuma com ela e com o bebê. Mesmo assim, quando soube que Bárbara estava grávida, ele não somente quis o bebê como também queria chamá-la de filha. Foi lindo ver como ele deixou todas as reservas de lado para tentar ser pai de uma pessoa tão pequena que não tinha culpa de nada, e Ian soube justamente como separar isso. Nos demais livros da série vemos o quanto Valentina cresce e o amor de Ian pela garota não mudou.
Estes foram os três livros indicados, vocês já leram algum desses? Eu li todos e adorei, super recomendo!
Posts criados 1379

16 comentários em “Três pais incríveis da literatura

  1. Eu sou apaixonada por produções que mostram relações familiares, seja filmes, séries e principalmente livros. Acho que conseguir trabalhar com as relações familiar torna a história mais real e claro que é maravilhoso acompanhar bons pela literatura.
    Eu não conhecia nenhum dos que você indicou, mas fiquei curiosa principalmente pelo terceiro por se tratar de uma relação onde não tem a genética envolvida. Acho que trazer história que fala sobre adoção ou sobre um pai e/ou uma mãe criar um filho independente se é de sangue ou não, é maravilhoso.

    Beijos,
    Magia é Sonhar
    Conheça o nosso Canal

  2. Oi, Gabi
    Eu adoro livros que transpassam sobre a relações familiares, adoro isso! Estou ainda conhecendo obras desse tipo e mesmo que esses livros não sejam propriamente sobre isso, eu super indico as leituras porque são muito gostosas.

  3. Oi Mika. Adorei as indicações, acho super bacana fazer essas indicações que estão ligadas a uma data comemorativa! E os pais merecem!!!!!! Viva!!!! Estou mesmo lendo "O Silêncio das Águas", mas no comecinho ainda, por isso não consigo saber muito sobre o pai da Maggie, mas acredito que seja um paizão, porque ele continua um querido com ela. Os outros livros não conheço.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

Deixe um comentário para Tamires Marins Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro