A Princesa do Reino de Nova toma acidentalmente uma poção do amor, e se apaixona por si mesma! Para encontrar o antídoto que possa curá-la, o rei mobiliza todos numa expedição chamada Caçada Selvagem. Competidores do mundo todo saem em busca dos mais raros ingredientes em florestas mágicas e montanhas geladas, enfrentando perigos e encarando a morte para encontrar a fórmula da poção secreta. Dentre eles, está Samantha, uma garota comum que herdou dos seus ancestrais alquimistas o talento para preparar poções. Esta pode ser a oportunidade para reerguer a decadente loja de poções da família, afinal o mundo todo estará acompanhando a Caçada nas mídias sociais. Será que ela conseguirá descobrir a cura e salvar a Princesa?
Fantasia, Jovem Adulto | 368 Páginas | Editora Jangada

Uma antiga competição de alquimia chamada Caçada Selvagem está de volta, e o objetivo dos participantes é criar um antídoto que cure a Princesa Evelyn, envenenada por uma poção do amor. Se falharem, correm os risco de matar a população, já que Evelyn é uma Talentosa, pessoas dotadas de magia, e com o efeito do “veneno” ela está mais poderosa — e louca de amor —.
A loja de poções da família Kemi está falindo porque ingredientes sintéticos estão tomando conta do mercado e eles trabalham apenas com naturais. Samantha Kemi, contrariando seu avô, entra na Caçada Selvagem com a intenção de recuperar o nome de sua família.
A Poção Secreta é um livro Yang Adult, com elementos de fantasia, repleto de aventuras. Com uma narrativa leve, fluída e capítulos curtos encontramos uma história gostosa para passar o dia e até sair de uma ressaca.
Samantha é uma personagem doce e as vezes um pouco sensível, mas de uma personalidade única e forte que me conquistou. No decorrer do livro conhecemos um pouco mais da nossa protagonista, temos lições de amizades e um toque de romance adolescente, mas em momento nenhum a autora foge do principal: a Caçada Selvagem.
Há detalhes suficientes para ser possível imaginar as cenas e ter emoções com elas, torcendo pela protagonista, mas devo comentar que a narrativa não é muito trabalhada como vemos em outras obras de fantasia, mas sim direta, sem detalhes ou informações em excesso.
Certas vezes houve mudanças repentinas de opinião, como quando Samantha estava relutante em entrar na competição por saber de seus perigos, e logo em seguida aceita competir. Situações assim acontecem mais duas ou três vezes, porém não é nada que atrapalhe a história ou a experiência com a mesma.
O mundo criado por Amy Alward é composto por seres místicos como sereias e unicórnios, e muitas vezes me peguei imaginando como seria se esses seres existissem. A história me deixou leve, com um quentinho no coração ao final. O livro não é nada de extraordinário, mas com toda a certeza foi muito bem escrito.
24 anos. Ama escrever e falar pelos cotovelos.
Posts criados 98

5 comentários em “A Poção Secreta – Amy Alward | Resenha

Deixe um comentário para Carol Cristina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso