Você acredita em ódio à primeira vista?!
Roxanne Reed é uma estrela do pop com uma certa propensão a se meter em problemas. Quando não está no palco arrastando multidões, está fugindo de todos os seus guarda-costas. 
Isso até Drake Hill entrar na sua vida.
O ex-agente da CIA não tem a menor paciência para lidar com essa Tampinha e só quer dar conta do trabalho que seu melhor amigo o obrigou a aceitar – totalmente contra a sua vontade, diga-se de passagem.
Ah… esses dois não poderiam ser mais diferentes. Drake sempre faz a coisa certa, sonha com uma vida pacata e adora regras. Roxy ama a sua música, a sua liberdade e seguir regras está logo abaixo de “aprender a fazer crochê” na sua lista de prioridades. 
As únicas coisas que esse par improvável tem em comum são ódio mútuo, as brigas em que se enfiam, o quarto que dividem e a vontade de se verem livres um do outro. 
Até que começam a se conhecer melhor… 
Talvez as diferenças não sejam tão grandes assim. Talvez exista muito mais por trás da Princesa e do Babaca do que eles imaginavam.
Acompanhe as aventuras desse casal cheio de química, antes que eles se matem. 
Ou se apaixonem. 
Ou os dois ao mesmo tempo.

Romance | 286 páginas | Editora Amazon

Eu odeio esse cara me cativou primeiramente pela sinopse. Eu adoro histórias envolvendo um casal que não se suporta e depois aprende que por trás de toda a fachada de desgosto, existe alguém legal. Mas me encantei mais ainda quando descobri que se tratava de outro romance da L. C. Almeida. Eu estou tão focada em encontrar livros que me chamam atenção que pouco percebo os autores, qual foi minha surpresa ao descobrir que essa obra faz parte do universo de todas as outras que eu li até agora. Então se você ainda não sabe do que tô falando, pode ler as resenhas de Somos apenas amigos, A Elite Dourada e Amor ou Amizade.
Nesta história iremos conhecer Roxanne Reed, a princesinha do pop que vive dando trabalho para seu agente com suas escapadas. A lista de seguranças particulares que ela já dobrou é longa… mas agora não! Joe, agente e amigo de confiança de Roxanne, resolve cobrar uma dívida antiga e contrata seu melhor amigo de infância para assumir o posto de “babá” da cantora.
Drake Hill é um ex-agente da CIA e já passou por muita coisa pra conseguir a reputação que tem, e não é qualquer garota mimada que vai tirá-lo do sério. Mas isso é porque ele ainda não sabe o tanto que Roxanne pode ser insuportável quando quer. Os dois simplesmente não se suportam mas terão que conviver juntos agora que a turnê de Roxanne pela Europa está prestes a começar. E é claro, tempo perfeito para que esse ódio se transforme em uma atração. O que realmente a princesinha do pop esconde por trás de tanto glitter e glamour? 
Eu odeio esse cara já começa daquele jeito que a gente gosta, divertido e com personagens expondo suas personalidades fortes e interessantes. De primeira achei a Roxanne insuportável e muito mimada, mas sabe aquela frase “você é tudo isso mesmo ou é só pose?”, pois é, Roxanne fica com a segunda alternativa. Ela faz pose de menina birrenta só pra afastar as pessoas e porque ela esconde quem verdadeiramente é assim. Na verdade a garota é tão comum que poderia facilmente ser minha amiga, por isso fui gostando dela gradualmente ao longo da narrativa.
Deve ser muito difícil lidar com fãs e fama 24h, mas Roxanne consegue não só conciliar isso muito bem mas também ter tempo para ser gentil com eles. Outro traço de sua personalidade destacada ao longo da narrativa e que eu gostei bastante, o que também vai encantar nosso mocinho Drake.
Drake de cara me encantou porque eu adoro um cara certinho mas marrento. Quem não ama? Além disso o cara é sarcástico e apesar de ter um jeitinho de velho, já que ficou doze anos trabalhando pro governo e acabou não curtindo muito sua juventude, ele consegue ser fofo e charmoso. E a paciência de santo que ele tem! Por que aguentar a Roxanne nos dias ruins… cruzes!
É por isso que eu adoro livros onde os opostos se atraem, porque só os dois pra entender como a atração funciona entre eles, já que quem tá de fora acha que eles nunca dariam certo, e na verdade o enlace entre Roxanne e Drake é tão natural e até um pouco inesperado que eu fiquei com os cabelos em pé toda vez que via esses dois juntos. Sabe aquela situação que fica aquele clima quente, onde ambos já cederam um pouco a atração mas não conseguem aceitar isso? É muita sensualidade gente! Eu fiquei eufórica por esses dois hahaha
Quem adora romances vai adorar esse livro. Mais uma vez a L. C. Almeida não decepciona porque nos entrega uma história divertida, leve e sem cenas eróticas excessivas, além disso os personagens são ótimos e nos encantam de muitas formas. Melhor já ir preparando o kindle porque o livro está disponível na plataforma.
Posts criados 1379

4 comentários em “Eu odeio esse cara – L. C. Almeida | Resenha

  1. Olá, Miriã.
    Achei o enredo todo bem clichê. E do tipo de clichê que eu não gosto hehe. Eu até entendo que os opostos possam se atrair sim, mas não acredito que fiquem juntos s longo prazo. É muita diferença para se administrar. Mas existem exceções é claro.

    Prefácio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar 5 lugares para ler