Te juro amor em silêncio – Raíza Varella | Resenha

Ela 

Eu o chamo de Ms. Foda Fantástica.Ele ainda não me conhece, mas por causa das paredes finas dos nossos apartamentos eu sei tudo a respeito dele.Faz 39 dias que o cretino se tornou meu vizinho de porta.Faz 39 dias que o cretino me faz pecar.Faz 39 dias que eu não durmo direito por causa das suas “noites agitadas”.Faz 39 dias que eu não penso em outra coisa a não ser me sufocar com o travesseiro.Eu o odeio.Eu o odeio como nunca odiei ninguém.
Ele 

Ela me odiava.Ela não foi como as outras garotas.Ela não perdeu o rumo na minha cama.Ela não arrancou as roupas e gritou dentro do meu apartamento.Ela fez pior.Ela me contou todos os seus pecados dentro do elevador e condenou minha alma ao inferno porque agora não tem nada que eu deseje mais do que tê-la para mim. O problema é que Roberta Brasil já é de outro.
Bem-vindos ao Edifício Souza’s Pallace, meu nome é Atila Benite, e essa é a história de como nós dois pulamos de mãos dadas da sacada do sétimo andar, rumo ao silêncio de um sentimento proibido.

Desde que o vizinho do apartamento ao lado se mudou, Roberta não teve mais um dia de sossego. Isso porque o cara recebe mulheres quase a todo momento em sua casa e as paredes são tão finas que ela escuta tudo o que acontece por lá. Literalmente tudo! Como por exemplo as incontáveis reclamações de chupadas ruins, o chicote que ele adora usar (carinhosamente apelidado de Jorge!) e os gemidos das garotas, que infelizmente não calam a boca. 
Roberta não é do tipo que confronta pessoas. Mesmo sendo advogada, ela é bem tímida fora do escritório e por isso passa por esse suplício sem ninguém saber. Até que ela fica presa em um elevador com um homem. Ela não sabe seu nome, só sabe que ele é gato pra caralho. E quando a jovem garota começa a surtar por causa do elevador parado, ela resolve contar a ele algumas coisinhas sobre si mesma só pra descargo de consciência (que nem a mocinha do livro que ela tanto ama da Sophie Kinsella). 
Átila Benite realmente não é um homem calado na cama, mas fica bem surpreso quando escuta sua suposta vizinha de apartamento falar o quanto ele é insuportável e o quanto suas companhias são barulhentas enquanto estão presos no elevador. Ele não sabe se conta logo sua identidade, já que a moça obviamente não sabe quem ele é, ou se ele continua escutando as reclamações e os segredos da vizinha. Roberta não é o tipo de garota que o impressiona. Ela é tímida, muito recatada e nem um pouco ousada. Mas ela é tão fofinha… algo que nunca passou pela mente de Átila mas que agora deixa-o mais envolvido e pronto para conhecê-la melhor. O problema é que Roberta parece que o odeia, e Átila não sabe como resolver a situação sem parecer um babaca.
Te juro amor em silêncio é um livro que me surpreendeu de muitas maneiras. Eu já havia lido livros da Raíza, mas confesso que a narrativa desse livro em questão foi um pouco estranha pra mim a princípio. Não sei bem o que me incomodava tanto, mas a forma como ela narrava ás vezes me deixava confusa. Porém, é algo que se nos acostumados, conseguimos ler o resto da obra tranquilamente. E olha que são 923 páginas, então tem história pra caramba! Isso pode te desanimar a ler a obra, mas garanto que se você é fã de romance, com certeza vale a pena. Talvez se a autora tivesse diminuído algumas trocentas páginas teria sido mais proveitosa a leitura, mas ainda assim sinto que ela desenvolveu tudo muito bem, e não tiraria nenhuma parte da obra.
Temos aqui dois personagens bem diferentes entre si, mas com um passado em comum. Começando por Átila, que é médico e herdeiro de uma das mais famosas joalherias de São Paulo. Se tem uma coisa que eu amei nessa história foi a interação entre os Príncipes do Diamante, que são os quatro irmãos – sendo ele, Átila, Romeo, Gael e Leonardo -, e o pai deles, o sr. Joaquim, o famoso joalheiro. De início já somos apresentados ao pai dos garotos e as loucuras que o mesmo fazem o pai passar. Confesso que ri muito! São homens feitos mas ainda assim parecem crianças quando querem provocar o pai. 
Átila é um personagem que tem muita profundidade, e aos poucos vamos desvendando-as. Confesso que nem estava preparada para tudo que eu descobri e por isso me condoí mais ainda pela história do cara. 
Mas se tem uma pessoa que rouba a cena é a Roberta. Ela é de cara a melhor personagem e quem eu mais gostei. Sua personalidade é composta por uma parte inocente, parecendo uma criança, e outra bem assertiva e safadinha. Isso tem muito a ver com sua história também, que você terá que descobrir para saber o porquê. Só sei que em alguns momentos eu queria colocar a Robie em um potinho de tão fofo que ela era.
O livro é composto de várias reviravoltas, surpresas e muitos momentos de aflição. Átila é o tipo de homem que não se deixa envolver e Robie o tipo de mulher pra casar e criar uma família. Esse embate de objetivos diferentes trazem muita aflição ao leitor, principalmente quando Átila faz tantas e tantas burradas. Deu uma vontade de chutar a bunda dele em boa parte da trama, mas eu amei o cara!, sou suspeita pra falar.
Tem muitos personagens presentes na trama e eu quero ver mais deles nos outros livros da série. Destaque aqui para Leonardo, que é um fofo e tenho certeza que um dos irmãos que mais irei gostar, e Kaique, o namorado da Robie, que conseguiu mostrar muitas nuances ao longo da trama. Só sei que não consegui odiar esse cara, me perdoem.
Tirando o tanto de páginas e a narrativa um pouco difícil pra mim, eu basicamente devorei essa obra. É o tipo de trama que sempre chama a minha atenção porque sei que vou ver o desenvolvimento dos personagens e uma linda história de amor. Não vejo a hora de ler outras obras da série!

Príncipes do Diamante #1 | 923 páginas | Editora Amazon | Nota: 4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 thoughts on “Te juro amor em silêncio – Raíza Varella | Resenha

@blogcapitulotreze