Josh Nicols é o baterista da Dominium, mas apesar de todas as loucuras advindas disso, é um homem sensato e que pesa muito bem cada uma de suas decisões.Um passado doloroso, uma família destruída…Tudo isso apenas serviu de material para moldar quem ele é e em cada um dos momentos difíceis que viveu, Ashton Ray, seu grande amigo, esteve ao seu lado e a família dele se tornou a sua própria.Por isso, nada fica fácil quando Josh começa a sentir-se atraído por Anelyse Ray, a irmã virgem de seu melhor amigo e a garota por quem sempre jurou sentir apenas afeto fraternal.Mas, Anelyse o conhece como ninguém e nada pode ser mais inevitável, que uma mulher decidida.O que fazer quando os dois lados da balança tem o mesmo peso?Quando a distinção do certo e do errado, não é mais tão visível e o desejo se torna mais forte que o senso de lealdade?Venha descobrir o amor com Josh Nicols e seu Anjo impuro e infernal.

Anelyse Ray é completamente apaixonada pelo melhor amigo de seu irmão, Josh Nicols. Desde que percebeu esse sentimento ela tem feito de tudo para ser notada por ele. O problema é que Josh só a enxerga como uma irmã caçula, o que magoa cada vez mais Ane.
Cansada da indiferença do rapaz, ela resolve tomar uma decisão drástica para superar esse crush, e o primeiro passo é mudar de país. A ideia não é muito bem aceita pelo irmão, e muito menos por Josh, que mesmo sem admitir sempre gostou de Ane. O problema é que ela é a irmã do seu melhor amigo e um envolvimento entre eles poderia acarretar sérios problemas para a banda.
Agora que o Natal está chegando e que Ane voltará de Paris para passar um tempo em casa, é a chance ideal para eles resolverem toda essa situação. Mas será que Josh estará disposto a pagar o alto preço que é estar na cama de Anelyse Ray?
Ritmo Sensual é o segundo livro da trilogia Amor & Ritmo e assim como o primeiro é envolvente e divertido. Com personagens cativantes e uma narrativa gostosa, a gente vê a história passar como um sopro. Desde que Josh apareceu eu sabia que iria gostar dele. Enquanto Ashton é o playboy e Tray o porra louca, Josh é o mais racional e o que tem a cabeça no lugar. Ás vezes essa sua centralidade  (tenho certeza que ele é de libras!) atrasa um pouco as coisas com Ane, mas entendemos todos os motivos do rapaz para permanecer longe dela. 
Ane é uma garota bem mimada, sendo bem sincera. A primeira vez que vi ela achei que não fosse gostar de sua personalidade, mas mesmo tendo o jeito de Barbie metida, ela é aquele tipo de mulher que a gente gosta mesmo não tendo nada em comum. Além de ser uma garota amiga, ela é atrevida e não desiste do que quer. Um pouco trouxa? Provavelmente, mas quem nunca?
O livro é um completo clichê ambulante, mas eu amei cada segundo. Acho que o primeiro teve mais drama, mas esse não fica muito atrás, apesar de não ser o tipo de plot que muda muito a jornada dos personagens. Só achei que Ana tomou muitas decisões ruins ao longo da trama, mas como eu disse “quem nunca?”.
Aqui temos um vislumbre dos demais personagens da trilogia, porém o livro é realmente mais focado no casal, por isso os coadjuvantes só aparecem mais no final da obra. Isso é bom porque vemos melhor o desenvolvimento do casal, e a autora não perde tanto tempo reapresentando personagens já conhecidos. 
Sara Fidelis tem uma narrativa bastante sensual (impossível não escolher outra palavra rsrs). Todas as interações do casal são divertidas e intensas, e já me fez ansiar ler o próximo volume, apesar do primeiro ainda ser meu favorito. Mas espero gostar mais ainda!

Amor e Ritmo #2 | 337 páginas | Editora Amazon | Nota: 4/5

Posts criados 1379

4 comentários em “Ritmo sensual: A virgem proibida – Sara Fidelis | Resenha

Deixe um comentário para O que tem na nossa estante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro