Oi gente, tudo bem com vocês? Por aqui é mais do mesmo. Hoje eu percebi que não tinha postado muito nos últimos dias e resolvi conversar com vocês sobre algumas coisas que vem acontecendo comigo, e que eu realmente preciso colocar pra fora.

Recentemente meu celular estragou a entrada de áudio, e eu não consigo mais fazer stories ou qualquer coisa que exija o uso de microfone, e mesmo procurando há semanas uma forma de arrumar, infelizmente não tem concerto aqui no Br porque meu celular veio da China. Ou seja, vou ter que comprar outro. Só que eu estava guardando dinheiro pra comprar um notebook para trabalhar, mas ok, prioridades… enfim, o problema do celular acabou me deixando sem poder falar direito lá no instagram e isso foi me frustrando e me deixando bastante desanimada. Quando a gente não tem como interagir, parece que não tem graça fazer as coisas, e eu senti que a ferramenta do stories é o que eu mais gosto de usar, e sem ela, não me dá vontade de postar nada no feed.

Fora isso, eu estou passando por uma ressaca literária horrível, que nada flui. Até me interesso por algum livro novo, mas a leitura acaba empacando na metade e com isso já conta uns 8 livros empacados na estante. Não sei bem o que tá acontecendo comigo em relação a isso, só sei que tem me desanimado bastante e minando a minha vontade de criar conteúdo, seja pra cá ou pro instagram.

E foi aí que eu comecei a ficar ansiosa outra vez a respeito das minhas qualificações. Sou formada mas não tenho emprego fixo e os processos seletivos estão bem ruins. Como que você consegue um emprego se nem querem te dar experiência? Eu pensei em fazer alguma pós-graduação, mas eu sinto que não estou de fato preparada para voltar a estudar de verdade, fazer TCC e provas… porém, é uma possibilidade que eu preciso começar a focar porque sinceramente não sei se trabalhar com a internet vai pra frente. É uma coisa muito inconstante e nem sempre estamos 100% por aqui, e isso reflete negativamente no nosso empenho com o trabalho.

Mas sabe uma coisa que também tem me travado nessa confusão toda? Não saber bem o que eu quero. Eu já tinha comentado com vocês em outro tempo que tinha muitas inseguranças sobre quais caminhos seguir e no auge dos meus 24 anos, eu ainda me sinto muito perdida sobre o que fazer. Investir de verdade no trabalho na internet e tentar fazer isso decolar, ou focar no emprego privado e especializações? Se eu escolher um, automaticamente anularei o outro porque meu tempo terá que ser totalmente focado nisso. E ás vezes eu fico pensando que estar aqui não é pra mim e que estou só atrasando algo que eu já deveria ter começado a fazer, tipo colocar a cara nos estudos e realmente correr atrás de um bom currículo.

O foda é que eu já pensei em também fazer uma dupla graduação, mas tem um outro agravante: o Pablo. Sim, meu namorado gringo e que eu nunca vi. O negócio é que eu e o Pablo temos planos de casar e morar juntos. Tudo bem até aí. Só que ele nunca veio aqui e isso meio que vai atrasando todo o processo. E eu me sinto presa num limbo, porque quanto mais ele demora pra me conhecer pessoalmente, menos planos eu posso fazer. Tipo, eu poderia estar estudando pra concurso público (alô, Brasília é o lugar certo pra isso) ou começar um novo curso com algo que eu realmente goste, mas só de pensar que eu terei que abandonar isso no futuro porque terei que ir pra Espanha, me deixa com muito medo. Eu já tenho a convicção de que morarei lá, só que esse dia nunca chega e eu tô perdendo tempo, sem saber o que fazer da minha vida porque tudo vai depender dessa mudança.

E eu nem tô comentando sobre o fato de estarmos juntos há anos e ele nunca ter vindo aqui, que é outra coisa que me deixa completamente angustiada. Enfim… o que eu quero dizer é que as coisas por aqui estão incertas e eu me sinto sem rumo, sem saber direito o que fazer com as possíveis mudanças que virão. Acho que não estou nem um pouco preparada para a vida adulta ainda e eu sinto que os anos estão correndo loucamente, independente deu sentir que estou pronta para tomar alguma decisão importante.

Maaaaas, ao menos aconteceram algumas coisas boas nesse mar de frustração. A primeira foi que eu resolvi investir em um curso de criatividade para o instagram, porque estou realmente desanimada e um pouco desgastada e eu acho que preciso muito de uma injeção de ânimo e novas ideias, e comprar o curso foi o primeiro passo para isso. Espero realmente que me ajude em algo.

A segunda coisa é que eu consegui alcançar um desafio que o Google propôs naquele trabalho temporário que estou fazendo com eles. Mesmo sendo 80 pessoas no projeto e apenas 10 vagas, eu consegui uma depois de dois dias exaustivos criando conteúdo, e recebi uma recompensa muito boa e que vai me ajudar daqui pra frente.

E eu também comecei a fazer yoga, o que tem me ajudado bastante a lidar com a ansiedade e dor nas costas, e a dançar, algo que eu amo mas que infelizmente sou péssima. Acreditem ou não, mas ir a academia todos os dias as 07h da manhã está levantando meu astral e tem ajudado muito meu humor.

No momento eu vou começar a pesquisar sobre MBA e outros cursos profissionalizantes para o caso de tudo dar errado, eu ao menos ter algum conhecimento específico. E já deixo de antemão que vou procurar terapia também porque eu não estou conseguindo lidar com esse bando de coisa que anda acontecendo (fato que me fez escrever esse texto imenso), e eu acho que isso pode me ajudar de alguma forma.

Está procurando um curso profissionalizante? A Central de Concursos tem vários cursos para vocês. E aqui você acessa a vários cupons de desconto para usar no site.

Espero voltar com os posts normais por aqui em breve. Xoxo

24 anos. Ama escrever e falar pelos cotovelos.
Posts criados 98

4 comentários em “Sobre frustrações pessoais…

  1. Olá, Miriã.
    Nessas horas que a gente quer voltar a ser criança e só ter o trabalho de ir para a escola hehe. Eu estou com quarenta anos e tem horas que olho para as minhas amigas da minha idade e vejo o quanto nossas vidas são diferentes e fico meio frustrada, mas dai penso bem e vejo que essa foi a vida que escolhi seguir e fazer o que hehe. Mas imagino o que está passando e só posso te desejar forças e que Deus te ilumine em suas decisões.

    Prefácio

  2. Oi
    Nessa parte da profissão eu te entendo, ando me sentindo frustrada também, eu tenho duas faculdades, não trabalho em nenhuma das áreas que formei, trabalho em uma empresa como analista de suporte e a empresa paga pouco e não da um mínimo de valor para quem trabalha para eles, e isso anda me deixando muito pra baixo, ainda mais que está chegando meu aniversário de 30 anos e eu pensava que a minha vida seria diferente e que eu teria um bom emprego, até estou em busca de um novo, mas falta oportunidade, porque empresas da área que sou formada exigem experiência e isso acaba comigo, mas vou começar uma pós agora.
    Fora que em cidade pequena tem aquele famoso quem indica, essa semana mesmo minha ansiedade está atacada que nem meu remédio tá ajudando.
    Mas tudo vai dar certo para nós duas, você também vai conseguir encontrar o seu namorado.

    https://momentocrivelli.blogspot.com/

Deixe um comentário para Michele da Silva Lima Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso