Search here...
TOP
editora harlequin lorraine heath romance de época

Fascínio da nobreza – Lorraine Heath | Resenha

136 Views

FANCY TREWLOVE sempre esteve determinada a cumprir o desejo de sua mãe de ver a filha casada com um nobre. Afinal, depois de todos os sacrifícios que a família fez por Fancy, era o mínimo que podiam esperar. Seu intelecto e sua formação a tornam a esposa perfeita para qualquer cavalheiro… desde que esteja disposto a ignorar sua origem escandalosa! Mas os planos da jovem são postos em xeque quando um plebeu misterioso começa a visitar sua livraria, e logo depois seus pensamentos, seus sonhos, seus planos para o futuro…

MATTHEW SOMMERSBY, o conde de Rosemont, está viúvo há um ano e vem sendo perseguido por praticamente todas as damas em idade de se casar. A última coisa que ele quer, porém, é uma nova esposa, ainda mais uma interessada apenas em seu título. Desesperado por um pouco de paz, ele foge de sua vida em meio à sociedade e acaba se tornando vizinho de uma certa livraria, cuja dona começa a lhe atrair mais do que qualquer título no catálogo.

Fancy Trewlove é a caçula dos irmãos Trewlove. Sendo a única filha de sangue de Ettie, os irmãos e a mãe sempre a trataram como uma peça fina a ser apreciada, com toda a liberdade que eles poderiam lhe dar, mas também com grandes planos para a última irmã solteira. O desejo de sua mãe sempre fora que Fancy casasse com um lorde, de preferência um duque, e desfrutasse de toda a riqueza que ela merecia, e Fancy está disposta a realizar o sonho de seus entes queridos, mesmo que na verdade só quisesse ficar enfurnada em sua livraria.

Pouco tempo antes de ser apresentada a sociedade, um novo cliente surge em sua loja. Matthew Sommersby, o conde de Rosemont, está cansado de fugir das jovens solteiras que desejam o enlaçar. Após uma grande decepção amorosa com a falecida esposa, ele deseja nunca mais se deixar levar pelas intenções de mulher alguma. Só não contava encontrar a doce e jovial srta. Trewlove.

Quando se conhecem, Matthew tem a brilhante ideia de não revelar sua identidade, e é a falta do título que o aproxima mais ainda de Fancy, a quem o tem em grande estima. A amizade entre eles começa a se revelar um romance. Mas Fancy precisa casar com um nobre, e Matthew infelizmente “não” é um. Será que ela conseguiria decepcionar sua família ao seguir seu coração?

Depois de quase duas semanas, enfim terminei Fascínio da Nobreza. Infelizmente a ressaca voltou com tudo e o ritmo por aqui está quase inexistente. Mas apesar de ter demorado tanto para finalizar, graças a narrativa da autora eu consegui saborear bastante essa leitura.

Eu estava bastante curiosa para saber como seria a história de Fancy e me surpreendi positivamente com essa história tão divertida e com aquela boa dose de sedução. É muito fácil se encantar por Fancy, que é doce e generosa, e bastante entusiasmada dentro de quatro paredes. Apesar de ter relativamente uma liberdade por ter sido criada fora da nobreza e ter o aval de seus irmãos para comandar seu próprio negócio, as expectativas de matrimônio de Fancy são bastante altas, e você percebe o quanto ela está empenhada em conquistar um lorde como marido. Mas enquanto isso não acontece, ela passa seus dias demonstrando seu amor aos livros e tentando ajudar qualquer alma pobre que surge em sua vida.

Matthew sofreu muito com o primeiro casamento ao descobrir se tratar de uma farsa. Ele achava que a esposa o amava, mas na verdade ela só queria seu título. Devido a grande decepção, ele fechou seu coração e após a morte da esposa, prometeu a si mesmo jamais deixar se envolver por alguém. Quando ele esconde sua identidade para Fancy você já sabe que a merda vai acontecer uma hora ou outra, mas é legal ver o relacionamento deles florescer aos poucos, sem o peso de títulos ou dinheiro.

Confesso que achei o meio do livro um pouco cansativo. Acho que algumas acontecimentos poderiam ter sido mais rápidos, mas essa impressão pode ter sido ocasionada por causa da ressaca, então vocês precisam tirar suas próprias conclusões. Já o final não tenho do que reclamar. Achei a coisa mais fofinha e romântica do mundo, e mais uma vez terminei um romance da Lorraine com aquela sensação de quentinho no coração. Agora tô ansiosa para conhecer o livro da Fera, o último dos irmãos e ver o que esse misterioso Trewlove nos revela.

Sins for All Seasons #5 | 342 páginas | Editora Harlequin

Miriã Mikaely

Sou viciada em livros de romance e adoro falar pelos cotovelos. Tenho um canal no YouTube em que eu compartilho meus surtos literários.

«

»

3 COMMENTS

  • Denise

    Oi, Mi! Tudo bom?
    Ultimamente tenho sentido uma saudadezinha de romances de época, quem sabe volto pra eles em breve! Só queria conseguir ler algum onde o mocinho não fosse o cara de coração fechado porque sofria agora sou fria, sabe? UHSAUHSAUHSA tô meio enjoada desse trope.
    Mas adorei a mocinha decidida!

    Beijos, Nizz.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  • Michele Lima

    Oi Mi, passo por uma ressaca nunca antes vista, principalmente com romance de época, mas está na minha lista porque li os anteriores da autora e gostei!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

  • Alessandra Salvia

    Oi Mi,
    Entendo quando você fala que o desenvolvimento foi meio ‘cansativo’, eu estou me sentindo assim nesses últimos romances de época que li. Não sei, parece mais do mesmo e tudo tão devagar ou então amor num piscar de olhos, então estou beeeem afastada do gênero!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

Deixe um comentário para Denise Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.