Indicação de livros safados, românticos e divertidos

Amor em jogo – Elena Armas

Adalyn Reyes sempre foi uma pessoa assertiva e controlada, mas ninguém consegue entender como ela pôde ter simplesmente surtado e atacado o mascote do clube de futebol para o qual ela trabalha. Após a péssima repercussão que esse episódio teve, o dono do clube, que por acaso também é seu pai, a manda para Green Oak, uma pequena cidade isolada nas montanhas, para que ela possa cuidar do time local enquanto eles tentam resolver essa situação.

Anúncios

Só que ela descobre que o time, na verdade, é composto por garotinhas de apenas nove anos que mal levam os treinos a sério. E para piorar, o treinador é ninguém mais, ninguém menos que Cameron Caldani, um ex-goleiro de futebol que se aposentou recentemente. Acostumada a fazer as coisas sozinha, Adalyn acha a presença de Cam mais desconcertante do que acolhedora. Porém, se ela quiser se redimir aos olhos do pai e voltar para Miami o quanto antes, eles precisarão trabalhar juntos e levar essas pequenas jogadoras a ganhar um torneio local.

Essa é a minha segunda tentativa com um livro da Elena Armas, e diferente do primeiro livro que li, Amor em Jogo foi amor à primeira página! Sabe quando a história te encanta já no comecinho e você fica totalmente apaixonada no enredo e nos personagens? Foi isso que aconteceu comigo. Eu achei a escrita tão gostosa que só pensava em continuar lendo de tão boa que estava sendo.

Adalyn e Cam são personagens rabugentos e por isso as interações iniciais deles são repletas de briguinhas e muita tensão. Cam é um homem reservado e tem cara de poucos amigos, mas quando se abre, vira literalmente o Príncipe Encantado. Que mocinho mais apaixonante! Fazia tempos que não via um personagem tão dedicado a impressionar a protagonista. Sabe a definição de homem gado? Tem o nome do Cameron escrito ao lado!

Anúncios

Adalyn é mais do tipo autosuficiente e independente, e isso acaba sendo um empecilho para que ela cresça como pessoa e também aceite os avanços de Cam, porque na mente dela, ela não precisa de ninguém e pode resolver tudo sozinha. Até ela entender que é normal pedir ajuda, vai dar um pouco de trabalho, mas eu gostei que o Cam esperou o tempo dela e não forçou as coisas.

Os personagens secundários aqui são muito fofos e bem a cara de livros de cidade pequena. Eu amei a Maria, que é uma das garotas do time de futebol. Ela é divertida e apesar da pouca idade, dá ótimos conselhos. Também adorei a Jules e já quero ler o livro dela!

Infelizmente eu senti que a autora perdeu um pouco o ritmo chegando no final. Acabou que ela foi enrolando demais para deixar os personagens ficarem juntos. Tinha clima e vários momentos onde o casal podia ter ficado e ela simplesmente ia lá e cortava a cena na metade, interrompendo o que poderia acontecer. Se fosse apenas umas duas vezes, eu não iria reclamar, mas acho que a autora se excedeu e isso deixou o restante da história chata. Além do mais, eu achei que o final foi bem corrido e com poucas explicações, e tinha um plot que não fazia o menor sentido para mim.

Anúncios

Tirando esses infortúnio no final da leitura, eu amei o livro e achei ele mega fofo. Me envolvi muito com a história e tô doida para ler outros livros da autora. Recomendo muito!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Plugin WordPress Cookie by Real Cookie Banner
Rainha das Lágrimas, o novo drama coreano da Netflix Livros, aparelhos e kindle unlimited, confira algumas ofertas da Black Friday Vermelho, branco e sangue azul, o novo filme queridinho dos leitores Um livro para cada era da Taylor Swift Livros para quem amou a série Rainha Charlotte