CONTINÊNCIA AO AMOR: O NOVO QUERIDINHO DOS LEITORES

UM DIA

FILME

livro

Já sabemos que a Netflix pode decepcionar bastante nas adaptações de livros, mas dessa vez, ela acertou! E o felizardo da vez é Purple Hearts (Continência ao amor, em português).

HISTÓRIA

O filme é adaptação do livro homônimo de Tess Wakefield, publicado em 2017. Os clichês envolvidos e a boa representação fez o sucesso acontecer, tornando-se a produção mais assistida da plataforma atualmente.

SUCESSO!

A HISTÓRIA

O filme retrata a história de Cassandra, uma jovem musicista com diabetes tipo 1 e Luke, um fuzileiro naval prestes a ser enviado ao Iraque. Os dois são completamente diferentes um do outro, tendo ideologias contraditórias. 

Apesar das diferenças, eles possuem algo em comum: a falta de dinheiro. Cassy precisa de insulina, um gasto que seu plano de saúde não cobre, e Luke deve dinheiro a um agiota, devido a suas más decisões no passado.

Eles então se juntam em um acordo de casamento falso para ganhar os benefícios que o Exército dá aos soldados casados. Mas segurar essa farsa vai ser mais difícil do que eles imaginavam...

Enemies to lovers, casamento de conveniência e "só tem uma cama" são alguns dos vários clichês que iremos encontrar nesta história. E foi justamente pela fórmula óbvia que muitos leitores acabaram se encantando com Purple Hurts.

A química do casal, a trilha sonora e as cenas envolventes deixam a obra mais gostosa de assistir. Os temas abordados também são bem interessantes e falam muito de racismo, feminismo, direitos de imigrantes e até mesmo os efeitos da guerra.

O filme é uma boa produção e mostra que a Netflix, quando quer, consegue entregar boas adaptações. Agora é torcer para que uma editora traga logo essa história para cá!