Título: Garota Online
Autor: Zoe Sugg
Lançamento: 2015
Páginas: 308
Gênero: Jovem Adulto / Romance
Editora: Verus

Sinopse: Penny tem um segredo.
Com o nickname Garota Online, ela escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida.
Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum.
De repente, Penny percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre.
Garota Online é um livro encantador, que traduz exatamente o que significa crescer e se apaixonar na era digital.

Oi gente, é com grande satisfação que venho lhes trazer essa resenha sobre o livro Garota Online publicado pela Verus da autora Zoe Sugg. Vi a recomendação do livro em outro blog e me interessei rapidamente pela sinopse. Tenho lido muitos livros de romance do século XIX, nos quais sou banhada com cenas eróticas, então estava procurando um livro que desanuviasse minha mente e fosse simples como um amor adolescente, coisa que eu também amo. Esse livro apareceu na hora exata! É incrivelmente fofo e do tipo que te faz querer ter uma alma gêmea e acreditar em contos de fadas e finais felizes.
A história retrata a vida de Penny, uma garota de 15 anos que tem algumas inseguranças em sua vida como qualquer outra garota normal em meio ao nosso contexto social. Para desabafar, ela acaba criando um blog onde é conhecida por Garota Online. É nesse blog onde ela passa a contar sobre sua vida, sobre as experiências que ela tem e sobre suas dúvidas quanto ao amor, a amizade, a escola etc.
Penny está preparando com seus supostos ”amigos” uma peça da escola, onde ela é a fotógrafa. A propósito, a garota tem realmente aptidão para tirar fotos – as fotos dela são incríveis e lindas, o que explica a capa escolhida para o livro -. Os pais dela tem uma loja que organiza casamentos e frequentemente Penny ajuda a mãe na loja. Eles são muito importantes para o desenrolar de alguns acontecimentos na história e por isso me via cada vez mais cativadas por eles. Aliás, toda a família da Penny me fascinou justamente porque é aquele tipo de família que sempre te apoia e nunca sai do seu lado. Quando Penny e o irmão (Tom) mais precisam, os pais sempre estão dispostos a ouvi-los. 
Penny também tem uma característica marcante: é muito desastrada e isso me fez identificar bastante com a personagem porque essa arte eu domino. Ela vive sofrendo acidentes e protagonizando as maiores mancadas, além disso, Penny sofre com estresse pós-traumático depois de sofrer um acidente de carro com a família. Em momentos de ansiedade ou nervoso, Penny começa a entrar em pânico. Seu melhor amigo é Elliot, um jovem da mesma idade que assumiu recentemente para os pais que é gay. Porém, Elliot não estuda na mesma escola que Penny e não aprova as duas amizades dela: Ollie (o cara de quem a nossa protagonista é afim) e Megan (uma amiga ou ex-amiga, por aí) que são os que estão na mesma peça da escola que ela. O legal destes personagens é que apesar de serem coadjuvantes, eles tem uma participação de extrema importância na história, e são a partir deles que algumas coisas vão se desenrolar.
Chegando o grande dia da apresentação da peça da escola e como desastrada que só ela, Penny acaba pagando o maior mico em frente de toda a escola e isso a faz ser motivo de chacota pela escola inteira. Mortificada com a confusão em que se meteu e com vários vídeos nas redes sociais para lembra-la do grande mico que passou, Penny só quer fugir de onde mora. É aí que isso pode se tornar realidade já que os pais de Penny conseguiram fechar acordo para fazer um casamento fora de Londres: em Nova York. E então, a família de Penny juntamente com Elliot embarcam em uma incrível aventura na América do Norte.
Em meio aos rostos americanos, ela conhece Noah. Ele é uma pessoa muito fofa! Entende suas crises de pânico, a escuta, gosta de ser diferente e exerga Penny como nenhuma outra pessoa (exceto Elliot). Lá ela embarca em um romance com ele que até então acredita ser correspondido. 

“Porque quando você encontra alguém que gosta de você de verdade, do jeito que você é, e de quem você gosta de verdade, do jeitinho que essa pessoa é, tem que fazer de tudo para não perdê-la.”

Em um desenrolar maravilhoso, Penny terá que voltar a Inglaterra e algo terrível está para acontecer assim que ela por os pés de volta ao país, fazendo com que ela repense sobre seus sentimentos por Noah e em sua amizade com Elliot. É daí que percebemos que as pessoas não são tudo aquilo que nos dizem ser e problemas com a mídia e a internet podem gerar grandes mágoas e confusões. Resta saber se a nossa incrível heroína vai conseguir ter o amor de Noah e sua amizade de volta com Elliot, além de ter que limpar seu nome para o mundo inteiro. Garota Online é um livro maravilhoso para adolescentes que acreditam em amor e quer dar muitas gargalhadas. Eu fiquei completamente encantada com todo o enredo e de como a autora conseguiu desenvolver bem sua história. Um livro maravilhoso e ótimo para ser lido em um fim de tarde.
Fonte: Clube da Bru
Posts criados 1379

18 comentários em “[Resenha] Garota Online, de Zoe Sugg @Verus

  1. Na verdade, não. John escreve livros mais reflexivos, com uma questão por baixo bastante complexa, que faz a gente pensar. Este é um livro muito mais calmo, engraçado e divertido. Um YA que realmente faz jus ao nome!
    Beijo.

  2. Só por saber que ela "tem que voltar para a Inglaterra" já me conquistou! Sou apaixonada por aquele lugar e histórias que se passam, nem que um pouquinho, por lá, me conquista ainda mais. Parabéns pela resenha! Fez com que eu criasse uma vontade em lê-lo. Na verdade, a capa nunca me chamou atenção, então não tinha "parado para ler" nada sobre ele.

    Beijos! (http://psamoleitura.blogspot.com.br)

  3. O legal do livro que metade dele se passa em Londres, já que a personagem é de lá e quando ela chega em NY, ela fica mostrando as diferenças gritantes de um lugar para outro. É muito engraçado! A capa não é a das melhores, mas achei bem fofa.
    Bjs

  4. OI Miriã,

    Lembro de quando esse livro foi lançado e do sucesso que fez. Eu não conhecia a autora e quando soube que não era ela quem tinha escrito o livro, acabei nem me interessando. A minha colunista leu e acho ok, nada demais, mas que bom que a leitura foi incrível para você. =)

    Bjs, @dnisin
    http://www.sejacult.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações