Search here...
TOP
david levithan ficção jovem adulto resenhas

Todo dia – David Levithan | Resenha

72 Views
Sinopse: Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrarem a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.
Ficção, Jovem Adulto | 280 páginas | Editora Galera Record





Imagina se todos os dias você acordasse em um corpo diferente? Você teria que tomar a vida dessa pessoa durante este dia, ter os pais dela, fazer as coisas que ela normalmente faria para que quando desse meia-noite, você tivesse que fazer a mesma coisa, porém em um corpo diferente. Todo dia A acorda em um corpo diferente e precisa lidar com isso da melhor maneira possível. Ele não sabe o por que dele ser assim ou se existem outros, a questão é que ele nunca fica em um mesmo corpo por dois dias seguidos.
Foto por Leitora Encantada
Em um dia desses, A acorda no corpo de Justin. Justin é um garoto que pouco se preocupa com as pessoas ao seu redor, inclusive com sua namorada Rhiannon, que é completamente apaixonada por ele. Vendo que Justin não é bom com ela, A resolve fazer com que aquele dia específico seja diferente de todos os outros e nestas poucas horas, se apaixona perdidamente por ela. Ele sabe que terá que ir embora deste corpo assim que dormir, mas fará de tudo para que Rhiannon fique com ele. Assim embarcamos na história de um menino que todo dia acorda em um corpo diferente, mas que sempre está apaixonado pela mesma menina.

 MINHA OPINIÃO

Ao decorrer da narrativa, A entra em diversos corpos e podemos ver as experiências dele com eles. Ele já assumiu a vida de um drogado, de irmãos gêmeos, de um casal gay, de uma lésbica, de um bom filho entre vários outros. Todos estes, A tenta se encontrar com Rhiannon e mostrar a ela que mesmo com o rosto diferente, o sentimento que ele sente por ela é o mesmo e não muda.
Foto por Leitora Encantada
Foto por Leitora Encantada
Rhiannon por outro lado é uma mocinha muito boazinha, mas confesso que seu relacionamento abusivo com Justin me irritou pois a deixava muito a mercê do humor dele. Ela não conseguia desvincular amor de gostar, e por isso Justin a tratava como bem entendia. É com A que ela vai descobrir o que é o verdadeiro amor. Mesmo assim, Rhiannon  não é uma personagem que eu tenha me vinculado, achei-a um pouco sem graça. Ao contrário de A que consegue roubar todas as cenas com suas reflexões nuas e cruas sobre sua realidade. Será o amor capaz de fazer com que eles fiquem juntos mesmo com tantas barreiras separando-os?
Foto por Leitora Encantada
O livro tem uma escrita poética e me lembrou um pouco os livros do John Green. Não tem seus altos e baixos, já que o livro fica somente preso em uma temática, mas ele é com certeza muito cativante. O final foi de arrasar mas enquanto eu pensava a respeito, via que não tinha como ter um final diferente. É um livro encantador, emocionante e mostra que o amor é muito mais do que o físico.

«

»

20 COMMENTS

  • Sil

    Olá, Miriã.
    Eu adorei esse livro. Acho que todos deveriam ler porque ele mostra bem que o ser humano é o que tem por dentro e não essa casaca que vemos. Se conseguíssemos enxergar isso, não existiria tanto preconceito.

    Prefácio

  • Miriã Mikaely

    Oi, Sil. Muito interessante este ponto que você tocou porque o livro realmente quer mostrar isso, que os seres humanos vão muito além do que "vestem".

  • Raissa Malvezi

    Oi Miriã!
    Estou com esse livro na minha prateleira faz bastante tempo e ainda não li.
    O David Levithan e o John Green tem um livro juntos que eu gostei bastante, que é o Will & Will. A escrita deles é bem parecida, então acredito que vou gostar bastante dessa história.
    Parabéns pela resenha, beijos!

    Books & Impressions

  • Rackel

    Oi! Já tive certa curiosidade para ler esse livro, mas não sinto o impulso de comprar. Agora o que disse sobre o final me chamou a atenção. Vou colocar na lista de compra, no momento certo vejo se leio ou não. Parabéns pela resenha, transmitiu o que sentiu ao ler o livro. Bjos <3

    Click Literário

  • Oi Mi! eu sempre tive curiosidade em ler David Levithan, todo mundo fala muito bem dele. Pela resenha eu já acho que vou de certa forma me emocionar! E amei suas fotos, queria saber tirar assim, tão bonitas <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

  • Denise Flaibam

    Oi Miriã, tudo bom?
    Eu não tenho muita vontade de ler nada do David, apesar de muita gente falar bem das histórias dele. Acho que esse tipo de drama já deu pra mim :/
    As fotos ficaram incríveis e a resenha maravilhosa!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  • Laís

    Oi, Mi!
    Faz muito tempo que eu conheço esse livro e sempre tive vontade de ler. Gostei muito da sua resenha, estou curiosa pra saber o final hahaha já vou subir Todo dia na lista <3

    Beijos,
    ahamare.blogspot.com

  • Miriã Mikaely

    Oi, Raissa. Ainda não li essa obra, mas sou do tipo que não gosta muito da escrita parada do Green, por isso não sei se vou gostar.

  • Miriã Mikaely

    Oi. Quando comprei o livro eu demorei muito para ler, mas assim que fiz isso, terminei em horas. É uma obra muito boa e reflexiva.

  • Miriã Mikaely

    Oi, Mi. Eu confesso que narrativas paradas não são minha praia, mas eu gostei da obra.

  • Miriã Mikaely

    Oi, Denise. Obrigada! Só li esse livro do David e até que gostei, mas a narrativa dele é muito estranha pra mim por ser reflexiva demais, aí já não gosto tanto.

  • Miriã Mikaely

    Oi, Laís. Eu sempre quis ler essa obra porque diziam maravilhas dela, mas confesso que achei a história meio paradinha demais, não ruim, só não tudo isso rsrs

  • Luiza Helena Vieira

    Oi, Mi!
    Rhiannon só me lembra a música do Fleetwood Mac. É bem bacaninha.
    Tenho super trauma do David Levithan, então fujo demais dele. Porém todo mundo me indica esse livro dele porque é o melhor. Um dia, quem sabe….
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

  • Miriã Mikaely

    Oi, Luiza. Eu confesso que a narrativa do autor não é do meu jeito preferido mas até que gostei dessa história.

  • Larissa Dutra

    Olá, tudo bem? Menina, eu sou doida para ler esse livro… Gostei da resenha, com certeza vou lê-lo algum dia desses, hehe.

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Miriã Mikaely

    Oi, Larissa. Eu acho que vale super a pena se você quiser ler o livro. Muito bom!

  • Andressa Silva

    Oi Mi ^^
    Nossa, estava querendo começar a ler esse livro essa semana, rsrs. Já faz um bom tempo que quero ler ele, mas sempre acabo passando uma outra leitura na frente. Eu ia começar a ler ele, mas fiquei em duvida entre um outro que estou adiando há mais tempo. Agora sua resenha me deixou com mais curiosidade para saber o final, mas também me deixou mais indecisa ainda, rs. Amei suas fotos, elas ficaram uma graça *-*
    Beijos :*
    Me Cativastes

  • Miriã Mikaely

    Oi, Andressa. Você é igualzinha a eu. Comprei o livro em promoção e por uma indicação de uma amiga, mas quando chegou, demorei meses para realmente embarcar na leitura.
    Espero que leia e realmente goste da história, eu particularmente li em horas assim que peguei kk

  • Carol Cristina

    Oi Miriã, eu adorei esse livro na época que li, acho ele muito bem escrito! Que bom que gostou tbm!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

  • Miriã Mikaely

    Oi, Carol. Também achei muito bem escrito só não é o tipo de livro que eu leria todo dia.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.