De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.

Romance, ficção |  336 páginas | Editora Paralela | Nota:  | Essa resenha pode conter spoilers
Depois que fiz aquele post com algumas séries que preciso terminar, meu maior objetivo era dar um fim adequado ao meu amor pela série Amores Improváveis, e agora consegui fazer isso depois que meu exemplar da Amazon chegou. A Conquista é o último livro da série e vai contar a história do John Tucker, o mais gentil e amável jogador de hóquei, e Sabrina James, mais conhecida como bruxa e antipática.
Quem já leu os outros livros da série já perceberam que Dean (protagonista do terceiro livro e amigo dos demais jogadores) detesta Sabrina com todas suas forças, e ela sente o mesmo por ele, isso porque ambos já ficaram juntos e uma inimizade muito grande nasceu disso. Porém, agora é a vez de Tucker começar a notar a moça. Depois de tê-la conhecido no Malone’s, eles tem uma noite de sexo incrível no carro de Tucker, mas como Sabrina gosta de afirmar, aquilo não irá se repetir, mesmo que Tucker faça de tudo para que ela resista a seu charme.
Foto por Leitora Encantada

Acontece que Sabrina tem um péssimo histórico com o amor, já que foi abandonada pelos pais desde cedo, e vive com a vó e o idiota do padrasto que insiste em jogar seu charme nojento pra cima dela. Tudo o que ela mais quer é sair daquele buraco onde vive em Boston e pra isso ela precisa ganhar uma bolsa no curso de Direito em Harvard, que irá alavancar suas chances de um futuro melhor. E nesse plano não existe tempo para garotos, até porque a agenda em dois trabalhos não permitem que Sabrina desfrute de tal coisa.

“Não sou boa suficiente para John Tucker, e nunca vou ser”.

Mas Tucker que sempre foi o mais quieto do quarteto, e que sonha uma vida sossegada daqui uns anos, acredita em amor a primeira vista e sabe que ter somente um pouco de Sabrina não irá aplacar o desejo que ele sente por ela. É aí que esse jogo de conquista entre os dois irá começar, mas não antes que uma bomba caia encima desses dois: Sabrina está gravida! E agora?
Foto por Leitora Encantada
Imagina você ter traçado sua vida inteira perfeitamente e descobrir que tudo pode ir por água abaixo quando um bebê entra na jogada? É difícil e é isso que esses dois irão passar em boa parte do livro. Iremos ver como esses dois irão lidar com a notícia de ver suas vidas serem modificadas ao mesmo tempo que os dois acabam se apaixonando. Mas será que Sabrina conseguirá aceitar facilmente Tucker em sua vida?
A Conquista me surpreendeu mas não tanto quanto os outros livros. Eu acho que demorei demais para ler o último volume que a mágica de todos eles acabaram não se apossando de mim, por isso terminei a leitura satisfeita, não incrivelmente arrebatada com a história. Já vi tantas resenhas desse livro dizendo que Tucker era o mais romântico e perfeito dos meninos que acreditei que o cara seria como um monge, mas longe disso, se tem uma coisa que vemos muito aqui são cenas regadas a muito erotismo. Elle Kennedy com certeza não pesou a mão na hora de criar essa parte da história, e concordo com todas as opiniões, Tucker é um fofo, maravilhoso e eu queria ele pra mim.
Foto por Leitora Encantada
Foto por Leitora Encantada
Assim como ele, Sabrina é uma moça centrada, responsável e forte. Passar o que ela está passando não é para qualquer um e a admirei muito por isso, mesmo que na maioria do tempo tenha a achado uma grande teimosa. Por que não admitir que gosta do cara logo e ficar com ele? 
A escrita da autora continua fascinante e nos leva a conhecer melhor de cada casal, e eu gosto justamente da Elle porque ela faz a gente se inserir na história. Podia ser uma amiga minha passando pela mesma situação de Sabrina, e essa empatia que senti por ela fez com que eu adorasse o livro. Com toda a certeza vou sentir falta de Garret, Logan, Dean e Tucker nas minhas próximas leituras. Eles acabaram encantando meu coração e fizeram com que Amores Improváveis tenha se tornado uma das minhas séries preferidas. Se você ainda não conhece, não leu ainda ou precisa terminar, sugiro que faça isso o quanto antes.
Foto por Leitora Encantada
Posts criados 1379

15 comentários em “A conquista – Elle Kennedy | Resenha

  1. Oi Miriã, tudo bom?
    Eu ouço muitos elogios pra essa série, mas no momento tô sem vibe nenhuma pra esse gênero literário. É bom ter opções pra quando eu quiser ler *-*
    ADORO personagem masculino em romance que é bem escrito e amorzinho, torna toda a leitura muito mais emocionante. Não aguento mais ler homi chato em livros desse tipo.
    Com certeza vou procurar na Black Friday, vai que surge uma promo boa!
    Amei a resenha.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  2. Oi, Mi

    Eu amei esse livro, achei Tucker um pãozinho, queria ele pra mim! Se eu não tivesse tanto livro atrasado eu com certeza já teria começado a reler! Ahahha
    Que pena que sua empolgação meio que esfriou, mas o que importa é o saldo, né? E se foi positivo tá de boas! Hahahaha

    Beijocas
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  3. Oi, Denise. Essa série é linda de tão maravilhosa, e o legal é que os garotos, que parecem babacas a primeiro princípio, são totalmente diferentes. Eu adoro como a autora faz a gente se apaixonar por eles ao longo da narrativa.

  4. Oi, Mika!
    Eu simplesmente amo essa série.
    Comecei a ler antes de ser lançada aqui no Brasil, mas por alguns motivos, ela foi ficando para trás e acabei não lendo esse último livro, acredita?
    Eu preciso mudar isso logo, porque quero muito conhecer melhor Tucker e me apaixonar por ele também…
    Nessas horas vejo como sou volúvel, porque me apaixonei por todos eles dessa série! Socorro hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

  5. Oi Miriã!
    Essa série é uma das minhas preferidas também, e por mais que eu goste mais do primeiro volume, não consigo deixar de amar os demais. Achei este último livro muito diferente dos outros, pela responsabilidade que surgiu entre os personagens por causa do bebê. Mas igualmente amei e achei que a série terminou muito bem. Virei fã da autora e também vou sentir falta de todos eles!
    Beijo

    http://www.blogleituravirtual.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações