Li até a página 100 e…

Oi gente! Eu resolvi começar esta nova coluna aqui no blog e tenho certeza que vocês já conhecem. Não é sempre que irei falar sobre as leituras atuais, mas o livro em questão é Corte de Espinhos e Rosas, então acho que seria legal falar um pouco sobre ele.
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Número de páginas: 434

Primeira frase da página 100:

Um céu noturno, estrelado e sem nuvens, tranquilo e brilhante e infinito.

Do que se trata o livro?

Existe um mundo chamado Prythian que é habitado por feéricos e humanos. Durante logos anos, os humanos foram escravizados por esses seres mágicos até que um dia se rebelaram, e um Tratado fora criado, além de uma grande Muralha que separa os dois povos. Feyre é uma jovem de 19 anos que caça para ajudar a família composta por um pai aleijado e duas irmãs mais velhas completamente egoístas. Com a ajuda de seu arco e flecha, ela consegue trazer comida para dentro de casa e até mesmo traz alguma renda com a venda da pele dos animais. Um dia, ela acaba matando um feérico e só por isso, ela deve dar sua vida em troca da que roubou. Mas Tamlin, o Grão-Feérico que vem buscá-la resolve lhe dar uma chance de viver, mas para isso ela precisa abandonar sua família e viver no outro lado da Muralha com os feéricos. A partir daí, Feyre começará a descobrir mais sobre Tamlin e outros da sua espécie, ao mesmo tempo que vai desconstruindo os estereótipos a respeito dos feéricos.


O que está achando até agora?

Particularmente acho um milagre ter começado a ler essa fantasia e até agora não ter abandonado, já que infelizmente estou passando por uma ressaca que me faz perder a atenção em qualquer leitura. Então estou gostando da leitura, a narrativa da autora é simples e muito gostosa de ler, além de ser em primeiro pessoa, coisa que facilita muito a leitura para mim.

O que está achando da personagem principal?

Feyre é uma personagem muito cativante, isso porque além dela sustentar os embustes que é o pai e as irmãs, ela é corajosa e tem uma língua muito afiada, então já me vi representada haha Algumas horas acho que ela é meio desbocada e mal-educada, mas imagino que a autora vá moldar a personalidade dela ao longo do livro. Fora isso gostei muito dela e até mesmo da desconstrução da educação dela, já que ela mal sabe ler e escrever, um viés muito diferente de todas as protagonistas de fantasia que vejo por aí.

Melhores quotes até a página 100:

“Minha vida agora pertencia ao Tratado, mas… talvez eu tivesse sido libertada de outra forma.”

“_ Sou imortal. Não tenho nada além de tempo, Feyre.”

“Fui deixada sozinha com o ser mais perigoso que já havia encontrado.”


Vai continuar lendo?

Vou sim, já que estou gostando muito. Meu único problema é que li tantas resenhas que fico com aquela impressão que algo de ruim vai acontecer, por isso estou meio “desapegada” aos outros personagens, mas vamos com fé.


Última frase da página 100:

Não o devolvi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 thoughts on “Li até a página 100 e…

  1. Hey, Mi!
    Menina, TODO MUNDO ama esse livro! Acho que sou a única na terra que ainda não se dignou a pegá-lo para ler de uma vez. Mas, morro de vontade!
    Espero que curta a leitura e se livre logo dessa ressaca.
    Beijos!

@blogcapitulotreze

Por quê você precisa assinar o Amazon Prime? 8 motivos para assinar o Kindle Unlimited Todas as edições de Harry Potter publicadas no Brasil Como economizar na hora de comprar livros? Presentes para dar no Dia dos Namorados