Primeiramente, Feliz Dia Internacional da Mulher pra todas as mulheres aqui do blog! O dia 8 de Março é mais que um momento de comemoração, e sim de reflexão e mobilização a respeito do papel da mulher na sociedade, o empoderamento e as lutas pelas quais nós temos batalhado em busca de respeito e igualdade. Então mais uma vez, parabéns a todas as mulheres pelo seu dia!
Neste post especial resolvi falar sobre três personagens empoderadoras, corajosas, que são um verdadeiro exemplo do que desejam ser e que não se importam em ir buscar isso.


Judith, da trilogia Peça-me o que quiser

Pode parecer estranho eu estar comentando sobre uma personagem de livro erótico mas a Judith é o exemplo de mulher empoderada que a gente quer ser na vida real. Independente, dona dos próprios pensamentos e sentimentos, que não abaixa a cabeça pra ordem de homem nenhum, que sabe se impôr, e constantemente vemos isso nos livros da Megan. A autora brinca com o erotismo ao mesmo tempo que preza a liberdade sexual da mulher ao fazer dela alguém que sabe exatamente o que quer e o que não quer. Ver essa combinação quebra os estereótipos que encontramos em Cinquenta Tons de Cinza e outros livros do gênero. Então se você nunca ouviu falar dessa trilogia mas tem interesse, eu até insisto para que você conheça.

Calpúrnia, de Nove regras a ignorar antes de se apaixonar

Nem toda mulher sabe o poder que tem, e isso aconteceu com Callie nessa série. Callie tem dificuldade para perceber a força que existe nela porque a sociedade da época impõe um padrão de beleza e recato que ela acha que não se encaixa, e aos poucos quando a personagem vai se descobrindo e percebendo que as convenções sociais não podem ditar sua vida, ela passa a se empoderar, passa a quebrar regras em busca da sua felicidade e do seu próprio prazer.

Feyre, da trilogia Corte de Espinhos e Rosas

Feyre apesar de tão nova – com seus poucos 19 anos – já sabe aquilo que realmente importa em sua vida e não mede esforços para correr atrás daquilo que ela acredita. Coragem é a palavra que define essa personagem. Desde muito pequena Feyre teve que aprender a se virar sozinha, lidar com as adversidades que a vida trouxe e tudo isso sem o apoio daqueles que deveriam estar sempre com ela. A força da personagem cresce a cada nova descoberta e você percebe o quanto o empoderamento que ela tem vai moldando sua personalidade.

E você conhece mais alguma personagem tão empoderadora quanto essas?

Posts criados 1379

13 comentários em “[Especial Dia da Mulher] 3 protagonistas femininas empoderadoras

  1. Oi Mi! Tudo bom?
    Feyre dona do meu coração porém Nesta é dona do meu espírito KJAFUOABUO eu amo todas as mulheres de ACOTAR incondicionalmente, o poder e a voz delas é tão bem escrito e tem tanto espaço que aaaaaaaaaa por mais livros assim.
    Não conhecia os outros livros – acho que o segundo só pela capa? – mas gostei de saber que tem muito girl power! Vou procurar mais a respeito.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  2. Achei super legal que a trilogia "Peça-me O que Quiser" apesar de ser erótica, quebra os esteriótipos e mostra maior liberdade à mulher, isso é muito importante para as próprias leitoras entenderem que isso deve ser transpassado para a vida real. "Nove Regras Para Ignorar Antes de Se Apaixonar" é o tipo de livro que eu leria, mesmo sendo romance de época, gosto dessa ideia de se impor acima das tradições. E "Corte de Espinhos e Rosas" é uma trilogia que eu gostaria de começar a ler, sabendo agora que a protagonista é empoderadora, tenho ainda mais vtd de começar a leitura.
    Ah… Mika, você tem algum livro para indicar a quem quer começar a ler romances? Haha. Queria ler um romance bonito e leve que prenda a minha atenção. Ta aí uma dica de post também, eu ia gostar.
    Beijo, http://www.apenasleiteepimenta.com.br

  3. Oi, Leslie
    Lembrando sempre que o livro é erótico, ele abusa de cenas quentes e sensuais, porém você percebe que a protagonista sabe se impôr; O fato dela gostar de alguma coisa na cama não a faz ser menos merecedora de alguma coisa, muito menos de respeito, e isso é muito legal de ver.
    Eu posso te indicar Beije minha alma, da Susan Mallery. É um livro simples mas contém um bom romance. Espero que goste!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro