Para sempre minha garota – Heidi Mclaughlin | Resenha

Não era para eu ser um rock star. Minha vida já tinha sido toda planejada para mim. Jogar futebol americano na faculdade. Entrar para a NFL. Me casar com minha namorada do colégio e viver feliz para sempre com ela.
Parti o coração de nós dois quando falei que estava indo embora. Eu era jovem. Tomei a decisão certa para mim, mas a decisão errada para nós. Coloquei toda a minha alma na minha música, mas nunca a esqueci. Seu cheiro, seu sorriso.
E agora eu vou voltar.
Depois de dez anos.
Espero que possa explicar tudo isso, depois de tanto tempo.
Ainda quero que ela seja para sempre minha garota.

Romance | 222 páginas | Editora Charme 

Mês de Abril é o mês que mais leio livros, mas por algum motivo desconhecido eu empaquei em duas leituras, então pra não ficar nessa procrastinação resolvi pegar um livro bem aleatório para ler e o escolhido foi Para sempre minha garota, da Heidi McLaughlin. Talvez você nunca tenha ouvido falar do livro, mas já deve ter visto o trailer do filme de mesmo nome que será lançado. Eles fizeram algumas mudanças considerativas para a filmagem mas a essência da história é a mesma. 
Liam Page é um astro do rock de muito sucesso em Los Angeles, mas para chegar até esse sucesso ele teve que deixar muitas coisas para trás, entre elas Josie, o amor da sua vida. O sonho deles era terminar o ensino médio, fazer faculdade e se casarem. O plano perfeito para o astro do futebol americano e a líder de torcida da escola. Mas assim que Liam descobre seu amor pela música, ele desiste de tudo, incluindo a mulher da sua vida para buscar aquilo que realmente queria.
Dez anos se passaram e Liam precisa voltar à cidade de Beaumont para o funeral de seu melhor amigo nos tempos da escola, Mason. Mason acabou deixando a esposa Kathelyn e duas filhas após sofrer um grave acidente, e mesmo não tendo mantido contato com eles durante todo esse tempo, Liam se sente culpado e também obrigado a prestar seu último adeus ao amigo.
Foto por Enquadrando Livros
Ele volta poucos dias antes do funeral, mais porque quer reencontrar Josie antes de tudo do que pela vontade de retornar à cidade. Assim que chega em Beaumont, Liam descobre que não somente deixou a mulher que nunca esqueceu, mas um filho de nove anos chamado Noah.

É claro que a aparição repentina de Liam acaba tirando Josie dos eixos. Ela não superou muito bem a separação, mas conseguiu reconstruir sua vida ao lado de Nick, seu noivo e do seu filho. Mas ao mesmo tempo que se sente segura ao lado dele, é com Liam que ela sente todas as borboletas no estômago. Mas ela nunca poderia ficar com ele, afinal, ele a abandonou sem pensar duas vezes e não é agora que ele vai se aquietar. Quando o bem-estar de Noah passa a ser o principal motivo para Liam estar perto, Josie já não sabe mais o que ela quer. Se entregar ao cara que um dia a magoou e lutar pelo amor deles ou confiar no certo, em um homem que sempre esteve lá quando ela precisou?
Eu gostei bastante dos personagens da história, principalmente os coadjuvantes mas algumas coisinhas nos personagem principais me irritaram, e vou explanar elas para vocês entenderem. Liam é aquele típico personagem que só amou uma mulher na vida e por isso não quer se deixar envolver. Até aí, tudo bem. O problema é a forma como ele julga as outras mulheres por darem em cima dele ou por acharem que ele pode se interessar por elas. Ele é um astro do rock e obviamente tem muitos fãs, e mulheres loucas para transar com ele, mas ele não as trata bem e joga toda sua arrogância e mal educação com elas na desculpa de amar somente Josie. O fato de você ser apaixonado por uma pessoa só não te dá o direito de ser um cretino e agir como um babaca com as pessoas. Por diversas vezes ele cita que não gosta dos joguinhos que essas mulheres fazem com ele, a forma como o tratam e etc, deixando claro que elas são o problema e estão fazendo algo de errado por darem em cima dele ou por se esforçarem demais para chamar sua atenção, mas na verdade o único problema ali é ele e a decisão de não se comprometer. Uma coisa que me irrita muito é o cara pagar de bom moço assim, maaaaas, ao longo da narrativa fui gostando do personagem, quando ele começou a mostrar sua verdadeira essência, deixando de ser Liam Page e sendo só Liam Westbury.
Já Josie é uma personagem bem desenvolvida. Você percebe que ela tem aquela característica de ser mãe, uma sensação que eu sinto quando a personagem é feita justamente pra mostrar esse lado dela, e eu gostei muito disso. Meu problema com ela foi o quão rápido ela conseguiu esquecer seis anos de namoro com Nick, um cara que estava sempre ao lado dela quando ela precisou, pra ficar balanceada demais com o aparecimento de Liam. Eu entendo que o livro é romântico e o casal são eles, mas ninguém supera tantos anos assim e mesmo que ela e Liam tenham demorado pra reatarem, ela em nenhum momento deu crédito a Nick por ter ficado todo esse tempo com ela e por ter assumido a paternidade de Noah sem reclamar. Eu até entendo que Nick não é o melhor personagem, aliás, ele foi justamente colocado ali para isso, mas não consigo aceitar facilmente esse rompimento. Os motivos para terminarem foram escassos, parecia rompimento de namoro adolescente e não de um noivado.
Apesar das ressalvas, eu gostei da trama, ainda mais porque Noah e as filhas de Mason dão um ar mais divertido à obra. A escrita da autora é muito ágil, fácil e leve e você lê o livro tão rápido que nem percebe. Eu já estou ansiosa para ler o livro sobre a Kathelyn, que tenho certeza que será muito melhor que esse.
Para sempre minha garota tem uma trama completamente clichê,e teria ganhado mais pontos comigo se não fossem as ações de alguns personagens. Ainda assim é um romance bem desenvolvido e pode agradar mais leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

30 thoughts on “Para sempre minha garota – Heidi Mclaughlin | Resenha

  1. Oi, Mika!
    Eu já vi alguém comentando sobre esse livro, mas eu não me lembro o que e nem onde vi hahaha mas pela sua resenha, não tive muita vontade de ler. Apesar de você falar que a escrita flui fácil e que a leitura acaba super rápido, ainda não sei se daria uma chance para ele.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

  2. Oi oi querida!
    Eu adorei o enredo do livro, e do romance dos personagens. Mas achei que alguns atos que o casal tomou foram tão de adolescentes, que deu vontade de entrar no livro e brigar com eles.
    Bom, eu já tinha lido esse livro uma vez, mas nunca tinha lido uma resenha dele… adorei saber que leu, e mesmo não sendo O LIVRO DO ANO. Ele ganhou alguns pontinhos com você.

    Beijoss, Enjoy Books

  3. Oiii Mika

    Apesar das ressalvas com relacão aos personagens (não curti muito esse personagem masculino) acho que a trama em si vale a pena porque a autora tem uma escrita boa, que acaba mantendo o leitor na história. Não li esse livro, mas li outro dela e gostei como ela escreve. No entanto, além dos personagens, a história aqui ainda conta com essa trama meio clichezona…..não sei, acho que esse por enquanto vou deixar passar.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  4. Olá, Mi.
    Eu já fiquei com raiva desses personagens só de ler a resenha imagine se ler o livro então? Eu não entendo a pessoa abandonar a outra para seguir um sonho. Porque não pode ter as duas coisas juntas? E você deixar de lado a pessoa que te apoiou por tanto tempo por causa de alguém que te abandonou com um filho para criar? Definitivamente não vou ler.

    Prefácio

  5. Nossa, eu fiquei arrepiada só de ler a sinopse acredita? Mas já não gostei do fato de Liam julgar outras mulheres, isso é uma característica que de vez encontramos nos romances né? Acho que os autores e autoras deveriam rever isso ai. Mas de uma forma geral fiquei bem curiosa para ler a história, parece ser aquele romance que enquanto você não termina de ler você não sossega!

    http://www.estante450.blogspot.com.br

  6. Oi, Mi

    Eu realmente só ouvi falar do livro depois que vi o trailer do filme, que achei bem cafoninha! rs
    Não sei como eu encararia o fato dela ficar tão balançada com a volta dele, sabe? Ela tinha uma outra pessoa, alguém que ficou do lado dela, e de repente começa a dar bola para um cara que fez merda no passado? Eu sou muito a favor do compromisso e do respeito, então não sei se ia achar legal.
    Acho que não leria o livro, não curto muito essa pegada musical, mas eu assistiria ao filme numa boa.

    Beijos
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com

  7. Oi, Mi
    Acho que o filme dá pra curtir tranquilo. Como se eles se amavam desde os tempos do colégio, eu até entendo ela ficar balançada, mas ela ter dispensado o atual tão facilmente foi difícil de engolir.

  8. Oi Mi!

    Então, eu já tinha visto esse livro pela blogosfera, mas confesso que não tive interesse em ler. Depois de ler tua resenha vi que essa não seria uma leitura pra mim. Já fiquei incomodada com as atitudes de Liam. Quando os personagens simplesmente esquecem o sentimento de um relacionamento por causa do primeiro amor ou amor antigo me parece que os autores estão querendo atropelar algumas coisas.

    Que bom que o livro te ajudou a seguir nas leituras!

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

@blogcapitulotreze

Livros baseados na história de Cinderela Por quê você precisa assinar o Amazon Prime? 8 motivos para assinar o Kindle Unlimited Todas as edições de Harry Potter publicadas no Brasil Como economizar na hora de comprar livros?