Que lady Clara Fairfax é dona de uma beleza estonteante, Londres inteira já sabe. Mas a fila de pretendentes que bate à porta de sua casa com propostas de casamento já está irritando a jovem.Cansada de ser vista apenas como um ornamento, Clara decide afastar-se um pouco da alta sociedade e se dedicar à caridade. Um dia, numa visita a uma obra social, ela depara com uma garota em perigo e pede ajuda ao alto, sombrio e enervante advogado Oliver Radford.
Radford sempre foi avesso à nobreza, mas, para sua surpresa, pode vir a se tornar o próximo duque de Malvern. Embora queira manter sua relação com Clara no campo estritamente profissional, aos poucos ele percebe que ela, além de linda, é inteligente, sensível e corajosa.
E quando a perspectiva de casamento se aproxima, tudo o que Radford pode fazer é tentar não perder a cabeça por Clara. Será que a herdeira mais adorada da sociedade e o solteiro menos acessível de Londres serão vítimas de seus próprios desejos?
Em Romance entre rendas, livro que encerra a série As Modistas, Loretta Chase nos brinda com uma história envolvente e cheia de paixão, com personagens fortes e marcantes.

Romance de época | 320 páginas | Editora Arqueiro 

Romance entre rendas é o último volume da série As modistas, que conta a história de Lady Clara Fairfax, a primeira cliente das modistas e que participou de todos os outros livros sendo vital para alguns enredos.
Clara está cansada de receber pedidos de casamento somente pela sua beleza ou pelo seu dote. É notável que ela é uma das moças mais bonitas de Londres, mas ela deseja muito mais do que isso. Infelizmente as mulheres não precisam ser escutadas, somente admiradas. E é isso que a faz recusar todas as propostas que recebeu. Ela está de saco cheio de tudo isso e por isso resolve se voltar totalmente para a caridade.
Disposta a ajudar uma das costureiras que pertece a Sociedade das Costureiras para a Educação de Mulheres Desafortunadas, ela vai de encontro ao escritório do famoso Sr. Radford.

Oliver Radford é filho de um famoso advogado, e por isso também se tornou um. Mais conhecido como Corvo Radford por usar sempre preto, ele coleciona inimigos a cada processo que defende no tribunal. E agora está diante de lady Clara Fairfax, que insiste em pedir sua ajuda. O problema é que o que Clara está pedindo é muito difícil de conseguir. Ela provavelmente só atrapalharia e o lugar de uma dama não é nas ruas de Old Bailey procurando quem quer que seja, e sim em bailes e saraus.
Mas Clara se mostra muito mais resistente e inteligente do que Radford esperaria de uma mulher, o que faz com que ele acabe ajudando ela. Essa interação entre os dois renderá muito mais do que processos no tribunal, mas como eles poderiam ficar juntos sendo Clara filha de nobres e Radford apenas um advogado?
O último livro que li da Loretta foi ano passado e eu não lembrava mais da narrativa dela, por isso fiquei muito incomodada boa parte da leitura porque não conseguia me familiarizar com o jeito que a autora escreve. Os capítulos são curtos e mudam de tempo muito facilmente. Em um momento estamos lendo sobre algo acontecendo hoje, dois segundos pulamos para três dias após. Esses pulos de tempo me foram estranhados, mas para o meio da leitura consegui me habituar e aproveitar melhor Romance entre rendas.
Clara já era conhecida por aparecer em todos os demais livros da série, mas foi legal conhecê-la de uma maneira mais profunda. Ela é muito inteligente mas por ser uma mulher, quase não poderia mostrar isso perante alguém. O importante é que ela fosse bonita, servisse bons jantares e se casasse com alguém de posição importante. A Loretta enfatiza demais as diferenças entre um homem e mulher, principalmente porque nessa época nós não tínhamos direito a nada, nem a pedir um divórcio (se não fosse o marido que abrisse o processo, nunca conseguiríamos divorciar) e isso é chocante de todas as formas.
Além disso, a autora também foca nas classes inferiores. Os orfanatos, projetos de caridade, escolas e hospitais são de péssimo estados. As escolas, que não eram pagas, tinham professores tão inúteis quanto os alunos que apareciam por lá. Sem contar que a perspectiva de trabalho para crianças e adolescentes era quase nulo, ou seja, ou eles se prostituíam ou viraram batedores de carteira. Eu gostei muito da forma como a autora aborda isso porque mesmo sabendo de toda essa situação em muitos filmes, não vi um romance de época abordar isso de forma tão enfática, além de deixar claro o quanto a aristocracia pouco sabe ou se incomoda com essa situação.
Radford é um personagem que me deu nos nervos em alguns momentos. Ele se apoia totalmente na lógica e na racionalidade, além de ter uma análise crítica de tudo por ser advogado. Sua inteligência é absurda e o mais legal é que ele e Clara tem muitos diálogos regados a muito sarcasmo e provocações.
Infelizmente eu não consegui me simpatizar com eles em boa parte da leitura, isso também se deu a minha dificuldade com a narrativa. Só consegui gostar de Clara com Radford lá pras 200 e tantas páginas, o que fez todo o resto parecer muito desgastante até chegar lá.
Além disso senti falta das três modistas. Elas pouco aparecem nesse livro e como me acostumei com ela dos outros livros, parecia que eu estava lendo sobre outra série. Mas acredito que se não tivesse demorado tanto para ler esse último livro, talvez eu tivesse gostado mais.
Quem se interessar, tenho certeza que vai adorar a série como um todo como muita gente adorou. Meus preferidos são A Sedução da Seda e Volúpia de Veludo, então mesmo com essa experiência não tão boa com esse romance, eu indico a série para quem quiser se aventurar por todo esse tafetá e afins.

Posts criados 1379

9 comentários em “Romance entre rendas – Loretta Chase | Resenha

  1. Oiii Mika

    Dizm que a série no geral é muito boa, pena que a autora deu essas mancadinhas nesse volume, a gente se apega aos personagens e seria legal que ela mantivesse presente as três modistas. Às vezes acontece mesmo de não rolar uma empatia total com a trama ou os personagens e isso sempre complica a leitura, espero que o próximo livro da autora te agrade bem mais.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  2. Oi Mika, tudo bem?
    Eu ainda não conheço a escrita da Loretta e estou buscando conhecer outros autores de romance de época.
    Uma pena que a leitura não foi tão boa nesse livro, mas compensa que demais livros da série foram bons.
    O que me incomoda em relação ao que falou é a facilidade da autora em confundir o leitor no tempo e não se sentir conquistado pelos personagens também é um ponto negativo.
    No mais, ainda quero conhecer os livros dela.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Livros com músicos 5 motivos para ler Bone Crier’s Moon 5 autoras de romance de época para conhecer Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends