Um é pouco, dois é bom, mas três é demais.A vida de Kyra não é um conto de fadas, mas ela vai bem, vivendo em Boston com seu namorado Tales e seu irmão gêmeo, Tyson. Os dias na faculdade estão acabando, assim como sua estadia na casa dos irmãos Jackson, o que ela considera uma grande coisa, levando em consideração as festas universitárias regadas a álcool e sexo.Porém, em uma noite quente de verão, enquanto os gêmeos comemoram seus aniversários, alguém toca a campainha, ela atende, e, ciente de que pode estar caindo em outra armadilha dos irmãos, ela entra no jogo e o beija como se não houvesse amanhã, mas, quando Kyra se afasta, ofegante e olha para trás, é nesse exato momento em que seu cérebro deixa de funcionar, porque os dois estão a encarando, enquanto, em sua frente, há outro deles, e, apesar de tudo ser igual ao que ela está acostumada a ver todos os dias, há mais em Max do que ele pode contar.

Kyra é a melhor amiga dos irmãos gêmeos Tyson e Tales Jackson. Eles se conhecem desde criança e agora dividem a mesma casa em Boston, enquanto terminam a faculdade. Mesmo conhecendo-os a vida toda, Kyra nunca imaginou que acabaria se envolvendo com um deles, é por isso que seu namoro com TJ é tão incerto. 
Em uma das constantes festas que os meninos fazem em casa, dessa vez para comemorar seus aniversários, Kyra acaba tendo outra surpresa: um cara idêntico aos gêmeos toca a companhia. Achando se tratar de um deles e mais uma de suas pegadinhas, ela resolve beijá-lo. O problema é que na verdade ele não é muito menos Ty, e nem mesmo seu namorado TJ, e sim mais um irmão dos garotos.

Agora que descobrem que são trigêmeos, a vida na casa anda bem conturbada. Principalmente porque o namoro de Kyra e TJ anda muito estranho e Max, seu “novo cunhado” não para de abordá-la e lembrá-la do maldito beijo, esse que ela não consegue esquecer. Mas como ela poderia estar tão atraída pelo irmão do seu namorado, sendo que eles tem o mesmo rosto? Enquanto o pai dos garotos não chega para dar-lhes respostas, eles vão convivendo e essas duas semanas prometem muita coisa…
Esse é o mais novo lançamento da F. Locks e de cara eu adorei o enredo! Fazia tempos que não lia um new adult, então foi ótimo começar o ano conhecendo essa história. Kyra é uma personagem bem divertida e praticamente uma mãezona para os garotos. No início não entendi bem a relação dela com o TJ, achei que fosse um relacionamento aberto, mas é que eles são tão amigos que certas coisas entre eles são bem normais, o que foi bem legal porque eu não gosto de triângulo amoroso e graças a Deus a trama não caminhou para isso. 
Uma das coisas que mais gostei na personagem foi seu crescimento. Kyra apesar de quase estar terminando a faculdade ainda não sabe bem o que quer fazer da sua vida e por muitas vezes isso a deixa insegura sobre o futuro, um ponto que eu me identifiquei bastante. Ao longo da obra vemos como ela vai amadurecendo suas ideias e principalmente a lidar e a viver sozinha, o que não é fácil quando se tem sempre pessoas ao redor para ajudar. Outro ponto legal na trama é que a autora não traz rivalidade feminina mesmo com todos os arcos que aparecem para que isso ocorra, e isso é muito interessante nos new adults.
Max foi um personagem que de logo eu amei! Tyson é mais rebelde e reservado enquanto Tales é mais vida louca e despreocupado, mas Max traz certa maturidade e racionalidade com ele, e por isso eu gostei tanto do personagem. Talvez isso também tenha se dado ao fato dele ter sido o único dos irmãos a não viver com a família e ter passado por muito perrengue, então meu coração sempre chora por esses personagens sofredores (me julguem!). Mesmo assim eu achei ele muito mais maduro que os outros dois, que só pensavam em festas e meninas, justamente porque ele teve uma vida privada de certas mordomias que os irmãos tiveram. 
Mas apesar de toda a confusão que esses três arrumam, eu acho que eles se deram muito bem e que suas personalidades complementam um ao outro de alguma forma. Desde que Max apareceu eu já torcia pra ele e Kyra e a autora desenvolveu o relacionamento deles muito bem. Não é algo de imediato, mas ao mesmo tempo é explosivo quando acontece. Se eu fiquei apaixonada? Com certeza!
Alguns plots foram bem óbvios para mim, então o leitor já sabe bem o que pode vir acontecer e os possíveis casais que vão aparecer, o que não foi um problema para mim. A escrita da F. Locks sempre é maravilhosa e muito leve, além de trazer diálogos divertidos que fazem a gente amar mais ainda a obra. O segundo livro já está em processo de criação e eu não vejo a hora de ler!

Irmãos Jackson #1 | 250 páginas | Editora Amazon | Nota: 4/5

Posts criados 1379

10 comentários em “Três vezes você – F. Locks | Resenha

  1. Oi!

    Eu ainda não conhecia essa obra e adorei que você me apresentou a ela! A sua resenha me lembrou que já faz um bom tempo que eu não leio um livro New Adult e você me lembrou o quanto eu curto o gênero ao me deixar com vontade de ler esse livro.
    Fico imaginando a confusão da personagem ao se deparar com os trigêmeos, rs.
    Parece ser uma ótima leitura do gênero, espero poder ler a obra também.

    Abraços,
    Andy –StarBooks

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

5 motivos para ler Bone Crier’s Moon 5 autoras de romance de época para conhecer Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane