Once college sweethearts, Poppy and Keir were the all American couple.Until the big time came calling.Misunderstandings and miscommunications lead to broken hearts and broken trust.But fate throws them a second chance when their paths cross again.Now they have to decide if they are ready to take another try at forever, or if the past is better left behind them.Keir knows this is his final down. His last opportunity to make it right, but Poppy’s going to need a little more convincing.Throwing out a Hail Mary, he gives it all he’s got.With a little luck, this time he may just be able to Score.

Poppy e Keir viveram um relacionamento intenso na época da faculdade. Mas depois que Keir foi para Seattle jogar futebol profissional, a distância e os desencontros culminou em um término bem difícil. Dez anos se passaram e agora que Poppy voltou a morar em Savannah, encontrar Keir é quase inevitável.
Keir se tornou dono de uma academia juntamente com seu irmão TJ depois que sofreu um acidente que acabou com sua carreira no futebol. Agora que ele reencontrou Poppy ele fará de tudo para ter uma segunda chance com ela e mostrar que não é mais o mesmo garoto de anos atrás. Mas Poppy tem muitas inseguranças em relação a se entregar de novo. Será que esse casal terá seu tão sonhado final feliz?

Eu não estou pedindo para continuar de onde paramos. Eu estou pedindo uma chance para descobrir quem nós dois somos agora, para descobrir quem nós poderíamos ser juntos.

Confie em mim, Pop, o medo que você está sentindo¿ Isso vai passar, não importa o resultado desta noite. Mas os arrependimentos de não dar uma chance¿ Aqueles ficarão para sempre.

Score é o primeiro livro da série Flawed Love e entrega livros curtos mas histórias cativantes. Poppy é uma personagem bem fofa, divertida e fácil de gostar. Keir é um homem interessante, que sabe que errou mas está decidido a reconquistá-la. O passado dos dois é bastante intenso e não terminou nada bem, e quando ambos são confrontados sobre isso, é muito difícil para Poppy voltar aqueles anos em que se sentiu solitária e depressiva. O medo de estragarem tudo outra vez é um dos motivos que a fazem ser relutante à aproximação de Keir, mas nem isso fará ele desistir da mulher da sua vida.

Porque isso é tudo que eu quero. Eu quero estar com ela de todas as formas, em todos os momentos.

Como o livro é curto, a autora não perde tempo mostrando o início do relacionamento dos personagens, mas foca no término e nesse reencontro entre eles. Poppy e Keir são o casal que a gente torce muito para dar certo porque sabemos que ambos são perfeitos um para o outro. Os diálogos entre eles eram repletos de tensão, por terem perdido toda a intimidade que tiveram um dia, mas também cheios de uma certa curiosidade sobre o que eles poderiam viver no futuro.
Amei a escrita da Emma. É simples, romântica e gostosa de ler. Os livros dela tem em média 150 páginas, por isso passam voando, e nos deixam com mais vontade de conhecer outras obras da autora. Espero muito que alguma editora veja o potencial dessa série porque é o tipo de livro simples que ajuda com a ressaca e serve pra qualquer momento. Super recomendo!

Flawed Love #1 | 209 páginas | Publicação Independente | Nota: 4/5

Posts criados 1379

26 comentários em “Score – Emma Louise | Resenha

  1. Miriã!
    Romances rápidos e envolventes são uma delícia de ler.
    E dá para ler rapidinho.
    O romance parece daqueles que trazem os dramas do passado e as inseguranças, mas meu desejo é que no final, eles tenham conseguido superar seus problemas e tenham ficado juntos.
    cheirinhos
    Rudy

  2. Realmente é bem curtinho. 209 páginas!
    Mas com uma história tão envolvente poderia ser até mais.
    Curto muito esse tipo de romance , casais que de reencontram e a velha chama reacende

  3. Awww que história bonitinha, dá vontade de ler… mas é uma pena que não tenha tradução pro Brasil #choremos
    Me interessou quando vc disse que a autora não perde tempo mostrando o relacionamento deles no inicio, é mais direto ao ponto, algo que sinto falta em alguns romances.

  4. Capa mais gostosa!Eu curto muito livros assim, curtos, leves, mas com conteúdo! E este parece ter um conteúdo bem agradável!
    O tempo tem essa mania de não deixar nada no lugar e parece que com esse casal funcionou bem assim, nada ficou no lugar e ao mesmo tempo, tudo está igual rs
    Já vai pra listinha de mais desejados!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  5. Olá…
    Amei conferir sua resenha!
    Confesso que quando vi essa capa, torci o nariz, pois, achei ela bem feinha e forçada, viu? Porém, ao ler sua resenha fiquei mais interessada em ler, pois, AMO histórias sobre reencontros, sobre amores do passado que chegam no presente… Enfim, acho que com certeza é uma leitura que posso vir a realizar 😉
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

  6. Olá Miriã!
    Realmente a leitura desse livro deve ser muito fluida, com tão poucas páginas. Apesar de gostar de livros mais extensos, também aprecio uma história curta sem muito mimimi. O fato do início do relacionamento dos personagens não ser mostrado pra mim não há problemas, desde que a autora não nos deixe curiosos para saber o que aconteceu no passado. Eu adoro quando o protagonista está tão motivado para reconquistar a garota, sem perder a esperança. Vou anotar a dica e torcer para que seja publicado por aqui.
    Beijos

  7. ola
    esse romance parece ser bem encantador e rapido de ler ,devido ai numero pequeno de paginas
    confesso que não conhecia essa autora ,vou procurar saber mais sobre

  8. Eu li o quote da semana tirado desse livro e achei profundo, já gostei! Talvez eu entenda as razões da personagem pra ter toda essa relutância (ainda mais se a primeira tentativa tiver sido mesmo péssima), mas a idéia de ter uma segunda chance nessas circunstâncias me parece maravilhosa. As vezes a gente só conhece as pessoas certas no momento errado mesmo e não consigo não pensar nessa possibilidade: "e se eu reencontrar essa pessoa daqui há 10 anos? Será que daria certo, como tinha tudo pra dar agora?" haha claro que isso com os rolos que não dão certo, de ex eu não quero nem saber! Adoro livros curtos assim e sem enrolação.
    Beijos

  9. Olá! Ahhh esses livros curtinhos, mas açucarados são ótimos para intercalar com leituras mais pesadas, não conhecia, mas já vou procurar para saber mais sobre a autora, e fico aqui na torcida também para que alguma editora note o potencial das histórias e nos presentei com a publicação.

  10. É até engraçado, mas até eu que sou eu gosto desse tipo de enredo em que o casal namora por um tempo quando são jovens, terminam e depois se reencontram. É muito engraçado porque a tensão sexual GRITA logo que eles se encontram, adoro. hahahaha
    Ai, que bom que o cara pelo menos admite que errou com ela e quer mudar as coisas, né? Esse livro dever sem ótimo MESMO pra curar ressaca.

    Bjs!
    https://www.roendolivros.com.br/

  11. Como já falei aqui, eu não costumo ler livros nessa vibe, mas esse até que bateu uma vontade de lê-lo. A vontade que despertou em mim de lê-lo, além da história de reconquistá-la, foi porque o livro é curto e a autora não perde tempo ao narrá-lo, fazendo com que o leitor não tenha uma leitura cansativa, e sim uma leitura bem objetiva que vai direto ao ponto!

  12. Oi!
    Uma leitura leve que tira de uma ressaca, esse tipo de livro que estamos precisando no momento.
    Nossa 150 páginas voam, e pelo jeito o leitor fica pedindo bis.
    Adorei os quotes, mas o primeiro ė lindo. Ainda bem que Keir reconhece que errou.
    Beijos

  13. Oii,
    Vou querer ler essa série.
    Parecem ser livros muito românticos e gostosos de ler.
    A Poppy parece ficar bem sensível e relutante e o Keir parece ser bem carinhoso e respeitador. Além de terem boa química.
    Em breve lerei.
    Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro