A estória conta a vida de Abby, uma mulher que há apenas um ano abriu sua empresa de web design. Entre gerenciar uma empresa, ela ainda precisa ter tempo para tocar a vida amorosa, a qual há muito tempo não está movimentada.
Bem no começo da história, Abby acaba atropelando um homem chamado Tom, mas mesmo que ele seja irresistível de tão bonito, ele a obriga pagar o concerto de sua moto já que foi ela quem provocou o acidente. Isso já é motivo suficiente para Abby guardar rancor dele e querer evitá-lo ao máximo. Abby é do tamanho 42 e constantemente vive comendo diversas coisas não saudáveis. Sua melhor amiga tenta fazer de tudo para ela entrar no clube de corrida que ela participa, assim Abby pode melhorar sua condição física, emagrecer e quem sabe, ficar com Oliver, carinhosamente apelidado de Doutor Sexy. Mas o que ela não esperava era encontrar não somente Oliver nos encontros do grupo de corrida, mas Tom também e nada menos do que acompanhado de sua estonteante namorada.

No começo Abby é uma negação. Ela tenta fazer de tudo para impressionar Oliver e acaba errando feio em agir como alguém que ela não é, e por isso, ela acaba desistindo de vez do clube de corrida. Enquanto isso, sua equipe constituída de três funcionários e um contador a ajuda a fazer com que a empresa cresça. Porém, sua melhor funcionária Heidi, descobre que tem uma doença chamada esclerose múltipla, a qual ataca o sistema nervoso e pode causar lesões cerebrais e medulares, e que não tem cura. 
Tentando ajudar Heidi a passar por essa barra, Abby percebe que reclama muito e resolve provar que não é uma mulher preguiçosa, então se inscreve para participar de uma corrida de 20 km para arrecadar fundos que ajudem as pesquisas sobre a doença de Heidi. Por isso, Abby começa a treinar continuamente no clube de corrida. Ás vezes ela sofre já que não está acostumada, mas Abby vai evoluindo cada vez mais e assim começa a perder peso também.

Eu simplesmente amo a Jane Costello! Com uma escrita viciante assim como Sophie Kinsella, a autora chega com tudo com seus livros envolventes, emocionantes e irresistíveis. Depois de ter lido Quase Casados e não ter me decepcionado (resenha em breve), corri atrás desse livro, literalmente.

Fonte: Magia Literária
O livro é realmente grande e tem diversos elementos, reviravoltas e histórias. Eu amei essa jogada da autora porque podemos conhecer mais sobre os personagens secundários, que são tão importantes na vida de Abby. Ao mesmo tempo que a autora aborda um romance, ela fala sobre a esclerose múltipla de maneira fenomenal, fazendo com que o leitor entenda completamente a magnitude da doença, e sobre corrida, condicionamento físico, peso e auto aceitação. Também podemos encontrar o lado empresarial da Abby, que é diversas vezes mostrado no livro (outro ponto positivo já que eu curso Administração),  mentiras, traições, recomeços e o perdão.
Fica óbvio para o leitor desde o momento que rolará um triângulo amoroso entre Abby, Tom e Oliver. Mesmo detestando triângulos amorosos, senti que a autora quase não traz isso para a narrativa, já que Abby está totalmente focada em ficar com Oliver e ela só percebe que gosta de Tom lá para o final do livro. O livro é completamente leve e é narrado do ponto de vista da Abby. Gente, essa história é uma delícia! Se você curte um chick-lit e quer se divertir, esse é o livro certo para você.

Posts criados 1379

25 comentários em “[Resenha] Corra, Abby, corra!, de Jane Costello @Record

  1. Miriã, primeiramente: SEU BLOG É LINDO!
    Parabéns pelo trabalho, adorei.
    E a resenha ficou incrível também. Esse é um livro que eu tenho muita vontade de ler, mas que nunca dei uma chance verdadeira. 🙂

    Abraços,

    PEDRO OLIVEIRA
    UM MENINO LEITOR

  2. Oi, Miriã!
    Gente, eu estou apaixonada pela resenha e o livro, nunca li nada da autora e nem da Sophie Kinsella mas tenho livros dela aqui.
    Adorei a premissa da autora e os assuntos abordados, também odeio triangulo amoroso mas se não for o foco principal eu até leio numa boa. Parece ser uma história divertida e emocionante.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos

    http://www.desbravadordemundos.com.br/

  3. Oi Miriã, preciso colocar esse livro na minha lista. Eu sempre namorava essa capa, mas ficava com medo que fosse um livro bobinho. Sua resenha me animou muito, já que eu amo chick lit.

    Beijos

    Lili – Blog Meninas na Literatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar