Título: Dez formas de fazer um coração se derreter
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 352
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro

Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Após ter lido Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, eu já estava louca atrás do segundo livro da série Os Números do Amor, escrito pela fabulosa Sarah MacLean. Confesso que até demorei um pouco para ler tendo a obra no celular, mas tomei vergonha na cara e devorei o livro em poucos dias. 
Esse livro fala sobre Nicholas St. John, irmão gêmeo do marquês de Ralston, protagonista do primeiro livro da série. Ao contrário de seu irmão que possuía um título e tinha responsabilidades, Nick não tinha que provar nada para ninguém e por isso viveu aventuras, uma parte dela, no Império Otomano, onde acabou sendo preso e ficando com uma cicatriz no rosto. Mas nem essa marca poderia tirar a beleza dele, e por isso, a Pérolas e Peliças, uma revista feminina, colocou-o no topo da lista de lordes para casar, incluindo uma lista de dicas para conquistar seu coração.

– “Lorde Nicholas é um verdadeiro modelo de masculinidade. Bonito e charmoso, com uma aura de mistério que faz leques e cílios balançarem. E os olhos, cara leitora! Tão azuis!”

Agora toda dama solteira arranjava qualquer motivo para ficar na presença de Nick, afim de caça-lo. Como uma espécie de oração, o Duque de Leighton aparece pedindo que Nick encontre sua irmã Georgiana, que acabou fugindo, e assim Nick vê um motivo para sair de Londres e viajar a Yorkshire. 
Foto por Leitora Encantada
Isabel Townsend acostumou-se a resolver tudo sozinha desde que seu pai acabou abandonando a família no campo. Conhecido como Conde Perdulário e gastando tudo o que podia, o pai de Isabel acabou morrendo sem deixar nada para ela e seu irmão, futuro dono do título, sobreviverem. Precisando concertar telhados, arrumar a cerca e dar um lar para duas dúzias de moças que ela acolhe em sua casa, ela precisa de dinheiro. A única saída seria vender a sua estimada coleção de esculturas, herdada de sua mãe. Para isso, ela precisaria de um antiquário para avaliar as peças, e quem acreditaria que Lorde Nicholas, o antiquário aparecia por acaso na cidade?
Enquanto Nick tenta encontrar Georgiana, ele acaba decidindo ajudar Isabel e a cada momento com ela percebe que ela é totalmente diferente das mulheres que conhece. Será que esses poucos dias junto ao lado dela não farão com que Nick queira se casar?

– Do final?
Isabel assentiu.
– Eu sempre começo os livros pelo final.
As sobrancelhas de Rock se ergueram.
– Por quê?
Ela deu de ombros.
– Gosto de estar preparada.

A história tem um enredo maravilhoso. Diferente de Callie, protagonista do primeiro livro, Isabel tem tudo para não ser uma dama da sociedade. Lidando com tudo sozinha e morando no campo, ela não pratica muito bem o recato e por isso é tão ousada, mas acabou tornando-se muito insegura quanto ao amor por causa do pai, que somente decepcionou sua mãe. Ela comanda a Casa de Minerva, um lugar que acolhe moças que querem um novo recomeço. Porém, com a presença de lorde Nicholas ao lado, Isabel sabe que seus segredos poderão não estar tão bem protegidos assim.
Foto por Leitora Encantada
Nick é aquele típico mocinho que todo mundo ama, inclusive os leitores! Por detrás da carinha de bom moço, ele esconde um passado sombrio que acabou influenciando na forma de ver as mulheres. Tendo uma quedinha por aquelas que sempre precisam ser salvas, Isabel irá testar sua paciência ao dizer que não precisa dele para nada. Será que nosso mocinho saberá lidar com essa mulher tão auto-dependente? 
O romance dos dois cresce de forma gradativa e muito fofa. O legal do livro é que cada capítulo começa com uma nota da revista Pérolas e Peliças dando as tais dicas para conquistar um lorde, e o mais legal ainda é ver que Isabel vai contra todas as regras. Isso rende diversas risadas por parte do leitor, e claro, encantam mais ainda o coração do Nick. Isabel me irritou um pouco por ser tão teimosa. Acredito que ela evitaria muitas situações se parasse de ser tão orgulhosa, mas no fim ela percebeu que Nick somente queria ajudá-la (antes tarde do que nunca). 

Esse livro foi um amor! Para quem não sabe, ele faz um prelúdio para a série O Clube dos Canalhas, já que Georgiana é protagonista do quarto livro. Mesmo tendo Callie e Gabriel como meu casal favorito, é impossível não se encantar com esse casal maravilhoso, que nos rende muito amor e boas gargalhadas.
Posts criados 1379

38 comentários em “[Resenha] Dez formas de fazer um coração se derreter, de Sarah MacLean @Arqueiro

  1. Oi, Bia. Não sabia que gostava. Por que parou? Esse ano de 2016 foi o ano dos romances de época! Acredito que fez muito sucesso e 2017 reserva muito mais. Espero que leia e tire os atrasos porque tem muita coisa boa.
    Beijo!

  2. Oi Miriã, nossa que livro hein?
    Confesso que estou doidinha pra ler, e eu tenho mania de comprar sempre a continuação ao invés do primeiro livro da série, foi assim com os Bridgertons (comprei o sexto primeiro) e agora com essa também. Eu adoro um bom romance de época e acredito que Isabel terá dificuldades em acreditar no Nick por causa do que ela vivenciou do pai e da mãe não é? E essa revista Pérolas e Peliças, me lembra aquela jornalista dos Brtigertons e já gostei do livro. Comprei em promoção na saraiva e não vejo a hora de iniciar a leitura.
    beijinhos ♥

    https://leiturize-se.blogspot.com.br/

  3. Oi, Camila. Eu sou igualzinha a você. Eu ás vezes compro sem nem saber que é de uma série, seja o primeiro ou o último, o importante é ter o livro. A Isabel me passou bastante raiva algumas vezes por causa disso, ela é teimosa demais, meu Deus. Mas o Nick consegue encantar o coração dela e a faz cair em si. Espero que você goste e não deixe de ler o primeiro porque é um amor!

  4. Oi Miriã, tudo bem?

    Fiquei com gostinho de quero mais, esses romances de época conquistam tantas pessoas e eu quero muito ler esse em particular. Saber que a protagonista tem tudo para não ser uma dama certinha já me agrada, gosto de personagens fora do convencional. Sua resenha está linda e me envolvi completamente com a história. Parabéns!!!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

  5. Oi Miriã!! Isabel me irritou demais em alguns momentos, me deu uma vontade de dar uns tapas pra ela acordar pra vida, poxa, Nick é um herói!! Essa ligação entre os livros da Sarah é sensacional!! <3 Já no terceiro volume da série O clube dos canalhas eles citam A casa de Minerva! Eu eu surtei lendo kkkkkkk

    Enfim, mais uma linda resenha sua <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

  6. Olá, Miriã. Tudo bem?

    Já havia ouvido falar nessa série de livros e confesso que tenho um pouco de curiosidade. Não costumava ler romances de época, mas após ler "Querida Sue" que também é publicado pela editora Arqueiro, sempre que vejo um novo livro de época publicado por eles fico com olho gordo. Enfim, gostei do seu ponto de vista sobre esse livro, que é o segundo volume e espero que os próximos volumes também te surpreendam e agradem como este e o segundo parecem ter feito muito bem.

    PS: Adorei a resenha, principalmente sua escrita.

    Uma ótima semana. https://realidadecaotica.blogspot.com.br

  7. Oi, Miriã, tudo bem?

    Eu ganhei o primeiro livro da série em um evento literário, mas até agora não consegui ler. Sabe o que mais me chama atenção nesse livro em questão? A Isabel! Eu adoro personagens femininas fortes nos romances de época, e ela vai com certeza entrar para o meu hall de personagens favoritas!!

    Beijo
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  8. Oi, Miriã! Já tinha lido algumas resenhas desse livro e achado a premissa bem legal, apesar de não ser super fã de romances de época. Tenho gostado dessas mocinhas mais ousadas, decididas, apesar da época em que viviam. Tem tanta protagonista bocó nos livros ambientados nos dias de hoje, né?! Hahahahah! Gostei do romance acontecer aos poucos e das tais dicas para conquistar um lorde, deve mesmo deixar o livro mais divertido.

    Beijos, Entre Aspas

  9. Oi, Alice. Obrigada! A Isabel é realmente uma graça, é totalmente diferente do convencional e por isso que ela agrada tanto o leitor, ao mesmo tempo que ela é destemida, ela é timida rsrs morria de rir dela.
    Beijo!

  10. Pois é, Mi. Tinha horas que eu queria dar um sacode nelas, ela me irritou profundamente nas horas que ficava cheia do mimimi, mas eu adorei ela! Não lembro que eles comentaram da Casa de Minerva, mas li os livros sem nem saber dessa série por isso não lembro.

  11. Oi, Carla. Você falou algo bem interessante. As personagens dos livros contemporâneos ultimamente são tão ruins, que até as de época estão se saindo melhor. Sinceramente, prefiro esse gênero haha
    Beijo!

  12. Oiii Miriã

    Eu nem sou muito de ler romances históricos sabe? Mas tem uma autora que foge a regra e tudo o que ela escreve me encanta, Sarah MacLean. Ela é ótima e sempre que tem o nome dela em um livro, sei que preciso ler. Ainda estou na metade da série dos canalhas, mas assim que terminar quero conferir essa dos Números. As capas da Arqueiro são lindas.

    Beijos

    resenhaatual.blogspot.com

  13. Oi
    eu quero muito ler essa trilogia, a autora se tornou uma das minhas queridinhas e ainda esse livro se passa antes dos livros clube dos canalhas na qual georgina é uma das protagonistas, gostei da resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso Review: A maldição do mar