Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

Romance | 352 páginas | Editora Galera Record 

No dia 9 de Novembro, Fallon teve parte de seu corpo queimado após um acidente na casa de seu pai. Sua tão sonhada carreira de atriz que estava começando a desenrolar foi para o espaço, e tudo o que a menina sonhou se tornou cinzas. Agora com 18 anos, dois anos após a tragédia, Fallon conta a seu pai que pretende mudar-se para Nova York, e quem sabe seguir seu sonho no teatro.
Como sua relação com ele nunca foi muito boa, visto que ele sempre foi seu empresário e nunca a tratou somente como filha, ele recebe a notícia de mal jeito e a ridiculariza, já que Fallon não tem mais aquilo que a indústria do cinema e teatro querem: beleza. Inconformado com a situação, Ben, um cara aspirante a escritor que estava na mesa ao lado do restaurante que pai e filha estavam, age em socorro de Fallon e finge ser seu namorado.

Naquele dia então, ele e Fallon se conhecem um pouco mais e uma enorme atração nascem entre eles. Mas eles sabem que não poderiam ficar juntos, afinal, Fallon está de mudança. Porém, para eternizar essa amizade estranha que nasceu entre eles, eles resolvem se encontrar todo ano no mesmo dia e no mesmo lugar, porém, sem ter contato algum durante todo o resto do tempo. Assim, o 9 de Novembro teria um novo significado na vida de ambos. Enquanto Fallon deveria seguir sua tão sonhada carreira de atriz, Ben precisaria escrever um livro sobre a história dos dois, mas há muito por detrás desse enredo e nem sempre os capítulos terminam com um final feliz.
Foto por Leitora Encantada
MINHA OPINIÃO
9 de Novembro é um daqueles livros que a gente termina mas não consegue parar de pensar nele. Finalizei a leitura em um dia e mesmo assim, ainda me pego pensando na história e em seus personagens igualmente cativantes e sofridos. Fallon é uma menina que perdeu muito da sua autoconfiança depois do acidente. Ela se sente feia, tem vergonha de suas cicatrizes e faz de tudo para escondê-las do mundo.
Foto por Leitora Encantada
Mas assim que Ben entra em sua vida, com suas palavras bonitas, ironia certa e seu jeito encantador de fazer Fallon sentir-se especial, ela começa a perceber que talvez não precise provar nada para o mundo e sim para ela mesma. Ben é um cara desajustado, daqueles que fazem partes de livros melodramáticos e caramba, gostei muito dele. Fallon é muito fácil de gostar por ser bem mais sensível e cativante, mas Ben tem suas peculiaridades também. Confesso que senti raiva dele, muitas vezes, e quem leu o livro sabe exatamente porquê, mas suas palavras e seu jeito carinhoso com Fallon me faziam esquecer quase tudo o que ele fazia de errado. 
O livro é dividido em capítulos alternados entre ambos os personagens, porém, mostram somente o dia 9 de Novembro há cada ano, naquele padrão Um Dia. Porém, mesmo com um ano sem se ver, parece que ambos os protagonistas começam aquele outro 9 de novembro de onde pararam antes, o que deixa a história mais linear possível. Eu amei isso, é claro que vemos algumas mudanças, outras até drásticas nos personagens, mas eu senti como se cada ano fosse na verdade um dia após o outro. 
Foto por Leitora Encantada
O casal em si tem uma química muito peculiar. Eles mal se conhecem mas tem uma necessidade enorme um do outro. Quais as probabilidades de você se apaixonar por alguém que mal conhece e somente vê uma vez ao ano? Pode ser até meio fantasioso, mas eu acredito que sim, é possível o amor brotar desse jeito mais inimaginável possível. A autora vendeu essa história e eu a comprei exatamente assim, por isso, sentia que Fallon e Ben era almas gêmeas.
Foto por Leitora Encantada
O livro tem um segredo que vamos descobrindo aos poucos, mas quando ele é então revelado, eu confesso que chorei mais nas explicações da mãe do Ben ~quem leu sabe o que é~, do que o livro inteiro. É engraçado como a Colleen consegue levar uma história tranquilamente por várias páginas e de repente, chega ao ápice delas, fazendo o leitor se debulhar em lágrimas. Por isso e por outros motivos, esse é um dos livros mais fofos e lindos que a autora fez, e olha que eu já li praticamente todos! Amei cada segundo, a narrativa, os personagens e principalmente a conexão maravilhosa que estes dois tinham. É um livro lindo, que até posterguei demais para ler pelas incontáveis críticas negativas, e por isso que valeu cada segundo de espera a partir do momento que comecei a lê-lo. Se você ama a CoHo como eu e ainda não conhece essa obra, leia o mais rápido possível e se apaixone mais uma vez por uma história de tirar o fôlego.
Posts criados 1379

20 comentários em “Novembro, 9 – Colleen Hoover | Resenha

  1. Olá!

    Nossa, fiquei super interessada em ler o livro, ainda não li nenhum da Colleen e esse me chamou muito a atenção, amei a resenha.

    Beijooos!
    abobrinhacomchocolate.com.br

  2. Oi Miriã,
    Simplesmente amei essa tua resenha *-*
    Não conhecia o livro e nem a autora,
    mas a história de cada personagem me chamou a atenção, demonstra ser um livro bem legal, e para piorar no final você deixou esse mistério do segredo de Ben, olha logo quem gosta de Desvendar Segredos né? Eu claro rsrs
    Beijos :*
    Desvendando Segredos | Facebook

  3. Oi Miriã, sua linda, tudo bem?
    Achei o enredo bem diferente e você me deixou mega curiosa para descobrir esse segredo.Eu acredito nessa conexão deles, que sejam almas gêmeas, a pessoa especial do outro. Espero que no final eles fiquem juntos e que a história deles não se resuma à apenas um encontro por ano. Não vejo a hora de ler, tenho certeza de que irei me emocionar também!!! Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  4. Hey, Mi
    Que resenha linda!
    Eu estou com esse livro na lista a muito tempo. Não sei bem o que é, mas ao contrário de você, quando botei os olhos nele quis ler. O enredo me lembra algumas outras histórias que amei, então minhas expectativas estão altas. Minha história com a CoHo não é das melhores, mas pretendo apagar o trauma das outras histórias que li da autora, e espero que seja com esse.
    Mil beijokas – Entre um Livro e Outro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

5 motivos para ler Bone Crier’s Moon 5 autoras de romance de época para conhecer Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane