Mais um sucesso da mega vendedora de livros Meg Cabot. A falta de sorte parece perseguir Jinx onde quer que ela vá ? e por isso ela está tão animada com a mudança para a casa dos tios, em Nova York. Talvez, do outro lado do país, Jinx consiga finalmente se livrar da má sorte. Ou, pelo menos, escape da confusão que provocou em sua pequena cidade natal. Mas logo ela percebe que não é apenas da má sorte que está fugindo. É de algo muito mais sinistro… Será que sua falta de sorte é, na verdade, um dom, e a profecia sob a qual ela viveu desde o dia que nasceu é a única coisa que poderá salvá-la?

Fantasia, romance | 288 páginas | Editora Record | Este livro faz parte do projeto Selo Biblioteca 

Jean nunca teve sorte desde que nasceu. A garota de 16 anos atraí azar por onde quer que passe, por isso herdou o apelido de Jinx – em inglês quer dizer ‘pé frio’ -. Após uma confusão em sua cidade natal, a garota vai morar com seus tios em Nova York. Nova escola, novos amigos e com certeza um novo recomeço, mas é claro que o azar da menina segue ela aonde quer que vá. Além da sua prima Tory estar totalmente diferente do que ela lembrava, ela ainda precisa lidar com Tory acreditando ser bruxa e fazendo de tudo para que Jean participe de seu coven.
Após ter recusado a oferta que ela considera um absurdo, Jean começa a passar muito tempo com Zach, o garoto que sua prima gosta. Se sentindo furiosa por ter seu pedido rejeitado e vendo a aproximação de Jean e Zach, Tory fará de tudo para se vingar de sua prima e não medirá esforços com feitiços e bruxarias para conseguir o que quer.
Foto por Leitora Encantada

MINHA OPINIÃO
Sorte ou azar? foi o primeiro livro que li para o projeto Selo Biblioteca. Se você ainda não conhece ou não sabe do que se trata, pode entrar aqui e descobrir como participar. Eu amei esse livro da Meg porque é divertido, atual e fala sobre um tema muito legal, bruxas. 
Foto por Leitora Encantada
Jean sempre detestou o apelido de Jinx, mas é inevitável não ser chamada assim quando tudo de errado acontece com ela. Depois da confusão que teve com um ex-namorado na cidade que morava, ela vê em Nova York uma chance de recomeçar. Ela só não esperava que sua prima Tory estaria tão diferente, usando roupas pretas e se auto denominando bruxa. Acontece que uma ta-ta-taravó das meninas previu que seu sangue de bruxa um dia passaria a alguma delas, e Tory estava acreditando fielmente que ela tinha sido a escolhida.
Jean sabe que brincar de bruxa e fazer feitiços para conseguir benefício próprio nunca daria certo e tenta alertar Tory sobre os problemas que podem aparecer, mas é claro que a outra não ouviu, e fez a partir daí, a vida de Jean um inferno. Isso porque ela virou super amiga de Zach, o cara que Tory quer como namorado.
Foto por Leitora Encantada
Jean é uma personagem que você facilmente gosta dela. É uma pessoa divertida, engraçada, pé no chão, leal entre outras coisas. Uma personagem muito bem construída, que não é cheia de mimimi e sabe agradar o leitor com seus pensamentos e ações. Já Tory é um pé no saco. A menina tem escrito problema na testa e nem mesmo quando ela ficou “boazinha”, eu conseguia acreditar na mudança dela. Zach, por sua vez, é um cara muito amorzinho. É compreensível que Tory e Jean tenham se apaixonado por ele porque o cara é simplesmente demais, além de ser um fofo.
Foto por Leitora Encantada
O livro aborda bastante a bruxaria e as consequências de se fazer algo ruim para prejudicar os outros. Gostei muito da escrita da Meg, ela é clara, leve e prazerosa, li o livro em poucas horas, aliás. Eu já tinha visto o livro por acaso mas nunca pensei que gostaria tanto da leitura. Senti falta de um epílogo somente porque queria saber mais sobre os personagens, mas amei tudinho! Então super indico para quem gosta de livros adolescentes + fantasia.
Posts criados 1379

14 comentários em “Sorte ou azar? – Meg Cabot | Resenha

  1. Hey, Mi!
    Eu comecei a ler esse livro muitos anos atrás. Mas acho que não estava em um bom momento para a leitura sabe? O azar da protagonista e a chatice da prima dela, me fizeram desistir do livro. Mas agora lendo sua resenha e vendo que você gostou tanto, vou dar mais uma chance. Até porque, se trata de um dos meus temas fantasiosos favoritos: bruxas! rs. Amo!! Ah propósito, que projeto bacana. Parabéns pela iniciativa!
    Mil beijokas – Entre um Livro e Outro

  2. Oi Miriã,
    Pela resenha o livro parece ser bem interessante,
    "Pé frio" Nossa realmente ela tem muita falta de sorte viu rsrs
    Não conhecia o livro mas pelo visto tem uma leitura super tranquila e boa, afinal você o leu em horas ahahah
    Está rolando sorteio no blog
    Participe
    Beijos *_*

  3. Oi Miriã, tudo bom?
    Do pouco que li da Meg até hoje, gosto de como ela mantém a simplicidade da narrativa e prende tanto durante a leitura. As personagens dela sempre são bem construídas também, o que parece o caso aqui!
    Leitura leve é muito bem-vinda na minha vida <3 anotei a dica.
    Amei sua resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  4. Oi Cila. Já li dois livros dela como Patrícia e gostei muito mas você precisa dar uma chance a ela como Meg mesmo, porque ela é sensacional. A história é super divertida, bem engraçada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Livros com músicos 5 motivos para ler Bone Crier’s Moon 5 autoras de romance de época para conhecer Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends