Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?

Romance de época | 288 páginas | Editora Harlequin Brasil 

Foi meu primeiro contato com a autora Suzanne Enoch e eu até que me diverti muito. Tristan Carroway, o visconde de Dare está passando por um momento difícil, e se ele não se casar logo com uma herdeira de bolsos cheios, irá à falência. Amelia Johns é a melhor opção por enquanto, uma garota jovem, dócil e rica, disposta a se casar por um título.
Mas se depender de Georgiana Halley, as coisas não serão tão fáceis assim. Tristan e ela tem um passado envolvendo uma aposta, essa que a magoou profundamente e hoje, seis anos depois, ainda faz o odiá-lo. A antipatia deles é notável, mas o desejo reprimido é algo que somente eles despertam um no outro. Georgiana quer se vingar de Dare e fazê-lo ter uma lição, assim nunca mais irá brincar com o coração de uma mulher. O problema é que talvez seja ela que esteja mais uma vez caindo nas graças dele.
Eu confesso que o início do livro não foi o dos melhores. Com capítulos curtos e rasos demais, a leitura estava fluindo bem, mas eu não conseguia me apegar a Georgiana e seu propósito, então não estava sentindo aquela euforia que todo mundo sentiu ao ler essa obra. Mas assim que fui descobrindo mais dos personagens e gostando deles, pude sentir empatia e acabei por gostar demais da história.

Georgiana é uma mocinha irreverente, dócil para alguns mas ao lado de Tristan consegue mostrar o que uma língua afiada pode fazer. Foi legal ver essa inimizade entre os dois, mas fica óbvio que todo o ódio que Georgie sentia por ele estava envolto de uma paixão reprimida, já que ele a magoou no passado e ela se recusa a admitir que mesmo depois de tudo, ainda se sente mexida por ele. 
Eu achei que Tristan fosse ser o maior canalha da história mas não é que eu gostei dele? Suas motivações não foram legais, mas ele conseguiu me cativar muito, seja com a ternura para com suas tias e seus quatro irmãos, seja com as respostas ácidas e divertidas que trocava com Georgie. O fato é que adorei ele do início ao fim, e confesso que me derretia com algumas coisas que ele fazia ao longo da leitura.
Eles são explosivos juntos mas também exalam desejo e uma tensão sexual palpável. Por Georgiana não ser mais virgem, a gente não tem uma visão recatada ou cheia de rodeios sobre as cenas mais quentes e isso foi um fato muito positivo na trama, já que mesmo gostando desses pontos de vista também, isso cansa nos romances de época ás vezes.
Eu amei os personagens secundários. Só que alguns tiveram grande destaque no começo e no final da trama praticamente desapareceram, e outros não apareceram no começo e com o decorrer das páginas foram se mostrando mais desenvolvidos. Independente disso, posso dizer que amei os irmãos de Tristan e queria muito histórias sobre eles. São diferentes e misteriosos a sua maneira e acho que dariam ótimos enredos para futuros livros.
Uma personagem que me surpreendeu foi Amelia. Ela aparece como quem não quer nada e acaba surpreendendo com seu jeitinho recatado que no fim não engana ninguém. Eu gostei muito do rumo que a história tomou, não imaginava algumas coisas e isso não tornou a história previsível.
Como se vingar de um cretino é um romance divertido, cheio de personagens carismáticos e engraçados. Os diálogos conquistam o leitor e o casal apaixona, o que torna a leitura mais prazerosa.

Posts criados 1379

19 comentários em “Como se vingar de um cretino – Suzanne Enoch | Resenha

  1. Oi Mika, esse livro está na minha lista de desejados, pois já tinha lido que se trata de um romance divertido. Além disso, quero muito conhecer novas autoras de romance de época, então estou empenhada em buscar títulos de autores que ainda não conhecia. Acho essa capa linda, especialmente por focar no homem…
    Gostei de saber que o começo do livro não é tudo o que poderia esperar, assim já sei o que vou encontrar quando começar.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

  2. Oi, Adriana
    Eu não conhecia a escrita da autora mas gostei bastante, tirando o começo que eu não curti tanto, todo mundo comenta maravilhas da obra. Eu espero que se você ler você goste tanto quanto eu.

  3. Oi Mi, sua linda, tudo bem?
    Todo mundo está falando desse livro, OMG!!! Preciso ler, risos… Adoro casais que vivem brigando, diálogos afiados, já vi que irei me divertir muito com eles. E estou curiosa demais para descobrir como ele a ofendeu no passado. Adorei sua resenha, só me deixou mais ansiosa para ler!!!
    P.S. Adorei esse layout, na verdade gosto de todos os que você já fez, mas esse com balões está muito fofo.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

  4. Oi, Mi! Tudo bem?

    Acho que já li uma resenha deste livro (talvez eu esteja confundindo, não tenho certeza) e foi bem positiva, mas tenho um receio com ele, porque ultimamente tenho me decepcionado com histórias de romance onde eles inicialmente não se gostam, implicam um com o outro, mas no fundo todo mundo sabe que é paixão reprimida. Enfim, tive algumas decepções recentes, mas acho que posso gostar deste.
    Gostei do fato da mocinha não ser virgem e não ter tanta "inocência", como em tantos outros romances de épocas.
    Tenho medo de me decepcionar, mas a história para ser boa. Se eu ler, espero gostar.

    Beijos,
    Magia é Sonhar

  5. Oi, Mi! Tudo bom?
    Nunca li nada da Suzanne, mas só tô vendo elogios a esse livro então a vontade tá aumentando. A Eduarda adorou, e você também, então já fico mais animada pra dar uma chance.
    O Tristan parece o tipo de canalha que dá pra se apaixonar fácil <3 amo um personagem assim bem desenvolvido e que não caia em esteriótipo de babaca.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações