Perfeito para fãs de Jane Austen, O diário da princesa e com um toque de Gossip Girl, o livro conta a história de Daisy Winters, uma adolescente americana de cabelos vermelhos que trabalha em uma loja de conveniência e é completamente comum. Exceto pelo fato de que sua irmã mais velha (e perfeita), Ellie, está noiva do herdeiro da Coroa escocesa.

Apesar do esforço de se manter longe da nova vida de sua irmã e dos holofotes, Daisy acaba indo parar nas manchetes dos tabloides e é convidada — ou melhor, intimada — pelo palácio a passar suas férias na Escócia. Para se adaptar à nova realidade, o charmoso Miles é escalado para ensiná-la tudo sobre o mundo da família real. A Coroa fará de tudo para transformar Daisy em uma dama… mas ela pode acabar reescrevendo o livro de regras seculares da realeza.

Daisy Winters detesta toda a atenção que sua irmã mais velha, Ellie, colocou sobre ela desde que anunciou estar namorando um príncipe da Escócia. Não bastasse a irmã agir como se não fosse ela mesma, a notícia de que eles irão se casar, mexeu com toda a dinâmica da família Winters, e é claro, da adolescente de dezessete anos que se viu no meio do vendaval, sem chance de volta. 

Depois de ter entrado na maior confusão com um paparazzo perto do lugar onde trabalhava, a família real insiste que o único jeito de conter os danos a respeito de Daisy é trazendo-a para a Escócia. Mas ela não está nem um pouco animada para cancelar um final de semana com a melhor amiga Isabel, para conhecer velhos ricos e mimados. 

Sem escolha quanto a isso, Daisy embarca com sua família para as Terras Altas onde príncipes mimados irão testar sua paciência, mais escândalos irão encontrá-la e um jovem charmoso (mas muito arrogante) irá entrar em seu caminho.

Estava animada para conhecer a escrita da Rachel porque sabia que seria aquele tipo de história gostosa e boa para qualquer momento, e claro, saudades de uma YA. E foi exatamente isso que encontrei. Se você está se sentindo em um filme de O diário da princesa, o negócio é por aí mesmo.  A escrita da autora é leve e muito fluida, você termina o livro em poucas horas e consegue se encantar com seus personagens. Além disso existe toda a ambientação da cultura e dos lugares escoceses que Daisy vai visitar, o que nos deixa imersos dentro da história.

Daisy é uma personagem sarcástica e muito divertida, e por isso é tão fácil se identificar com ela. Uma adolescente que está cansada de ter seus desejos em segundo plano em prol das ambições da irmã. A gente consegue entender seus dilemas, e mesmo que às vezes pareça birra, entendemos o quanto Ellie ofusca tudo com sua presença na vida de Daisy. E isso foi um ponto que poderia ter sido melhor trabalhado. Percebemos que existe uma certa tensão entre ambas, mas que infelizmente é resolvida em apenas uma página. Acho que a autora poderia ter trago mais drama para o enredo, mas tudo bem.

E como toda boa história de realeza, temos príncipes mimados e claro, aquele boyzinho frio e arrogante que no final é um amorzinho de pessoa. Sebastian é o irmão mais novo de Alex, o príncipe, e é um tanto quanto perdido nesse rolê. Não sei se a autora vai desenvolver mais dele nos outros livros da série mas eu necessito porque eu acho que ele tem um grande plot para ser trabalhado, ainda mais por ser tão problemático e cheio de problemas de gente rica.

Miles é um dos melhores amigos de Sebastian e o famoso arrogante que surge na história. Suas interações com Daisy são bem difíceis a princípio mas com o tempo percebemos que uma amizade divertida e um tanto estranha começa a nascer daí. Eu gostei muito do estilo dele e a forma como a autora desenvolve o relacionamento dos dois de maneira natural.

Ellie não me desceu em nenhum momento. Eu sei que ela queria que tudo fosse perfeito e blá blá blá, mas ainda a achei uma completa mala e um tanto quanto egoísta. Tudo tinha que ser do jeito dela. Basicamente ela queria vender uma Daisy à vácuo completamente diferente para a família real, o que obviamente não deu certo porque a garota é um desastre ambulante. Os pais de ambas também são relapsos quanto a isso porque fica claro que fazem tudo o que Ellie quer sem pensar nos sentimentos da filha caçula, o que foi bem irritante.

E por falar na família real… aquela rainha é completamente detestável. A mulher além de arrogante é uma chata ultrapassada. Surgiu só pra causar e encher o saco, e sinceramente espero que ela leve um tombo nos próximos livros para parar de ser otária.

Como comentei, achei o livro bem divertido, leve e engraçado. Mas ainda achei que poderia sair do YA leve e tranquilo, e ir mais para um YA cheio de dramas e reviravoltas, mesmo assim, acredito que a autora fez um bom trabalho se você quiser algo mais despretensioso para ler. Inclusive estou ansiosa para fazer a leitura do segundo volume que promete ser babadeiro. Recomendo!

Royals #1 | 312 páginas | Editora Alt

Posts criados 1379

12 comentários em “Como sobreviver à realeza – Rachel Hawkins | Resenha

  1. Ei, Miriã, tudo jóia? Esse livro está na minha lista de leituras e uma hora a leitura dele sai. Eu gostei da resenha porque você foi bem sincera com relação aos sentimentos pelos personagens. E eu acabei de ler uma resenha do segundo volume, e ele promete mesmo. Beijo!

    Books House

  2. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu senti que a autora tentou muito fazer a Ellie compreensível com o drama da pressão que ela sofre da coroa, mas acabou ficando bem superficial mesmo, como tu disse. Poderia ter sido beeeeeem mais trabalhado pra causar empatia, porque a gente sabe que realeza é um pé no saco e nem dá pra imaginar alguém vindo de fora pra fazer parte, o que deve sofrer. Mas aqui foi só "ah tá chata sai pra lá".
    A RAINHA É UM PORRE e no próximo fica pior ainda, dá vontade de gritar. Mas acho bem verossímil KKKKKKKKKKKK
    Daisy e Miles TUDO pra mim.

    Beijos, Nizz.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  3. Ola Miriá
    Mas que irmá chata essa Ellie hein
    Náo sou muito de ler esse tipo de livro gosto mais de um romance mais adulto .mas que bom que apesar de ter personagens intragaveis a autora entrega uma obra que deixa os leitores grudados na leitura .pelo que li a autora constroi personagens cativantes e outros nem tanto .

  4. Miriã!
    Gosto muito de livros que tratam da realeza inglesa e todos seus protocolos e com uma protagonista toda estabanada e de difícil trato com as etiquetas, deve ser uma graça.
    cheirinhos
    Rudy

  5. Namorando demais esse livro desde o seu lançamento e isso voltou agora com o lançamento do segundo livro que já está sendo bem elogiado também!!!
    Eu amo enredos com isso da realeza e sim, uma personagem divertida ajuda muito!
    Espero ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações