Eu não sou muito fã de adaptações e por isso era uma das poucas que não estava tão animada para assistir a nova série da netflix, Bridgertons. Mas depois de ler algumas resenhas, inclusive a da Mi do O que tem na nossa estante, eu fiquei tão envolvida e curiosa que resolvi assisti a série, e de fato foi a melhor coisa que eu fiz.

A primeira temporada segue o enredo de O Duque e Eu, nos apresentando a família Bridgerton, e Daphne, a irmã mais velha e com idade de se casar. Ela está em seu primeiro debut e está aterrorizada com a perspectiva das coisas não darem certo – o que eventualmente vai acontecer devido aos comentários ácidos de Lady Whistedown e a intromissão de seu irmão mais velho, Anthony.

É aí que surge Simon Basset, o Duque de Hastings, melhor amigo de Anthony. O duque retornou a Londres depois de muito tempo e as matronas já estão ansiosas para que suas filhas o enlacem, coisa que ele definitivamente não quer. E assim que ele conhece Daphne, uma das poucas damas que resistem a ele, é que ele tem a brilhante ideia de ambos fingirem se cortejar. Com a atenção do duque sobre ela, Daphne terá mais pretendentes para escolher e assim Simon estará livre das garras das mães casamenteiras.

Devo dizer que a escolha para os atores foi uma grande frustração para mim porque sabemos que os Bridgertons é uma família de beleza única e incomparável, mas sinceramente, todos ali são feios e as caracterizações dos homens ficaram bem estranhas (ainda mais com essas costeletas horríveis). Achei a Daphne com uma cara de peito de frango mal assado, meio sem sal… e os irmãos dela também não eram lá essas coisas. Exceto Eloise que eu achei bem bonita, apesar das roupas horríveis e a Penelope, que é maravilhosa também. Tirando o Simon, o único ator que realmente preste no quesito beleza, o resto deixou bem a desejar.

Mas fora a aparência, as atuações estão perfeitas. Daphne nasceu para ser a Daphne. Inicialmente ela tem aquele jeito de sonsa de herdeira, mas com o passar dos episódios a personagem vai ganhando mais autonomia e coragem para se expressar. Simon é a perfeição. Nem preciso perder meu tempo elogiando o ator porque ele foi simplesmente maravilhoso. A química entre eles é inegável, e é muito interessante acompanhar este flerte entre os dois.

Tivemos algumas mudanças no roteiro obviamente, e eu digo que foi para melhor. Apesar de alguns personagens aparecem mais e outros de menos, que em breve vou comentar, eu achei que todas as mudanças foram sensatas e fizeram a série correr sem furos. A cena polêmica inclusive foi suavizada, o que para mim funcionou muito bem, apesar de ainda ter sentido que Daphne manipulou a relação sexual para provar um ponto. 

Em relação aos demais personagens, vamos aos comentários mais importantes:

Anthony que mal aparecia no livro e que era visto como um irmãozão está tão detestável aqui que foi melhor nem ter aparecido. Ele se torna um irmão extremamente controlador e pedante, chegando a ser insuportável na série. Além disso sabemos que ele era um libertino inveterado, mas toda a série só o msotra correndo atrás de Sienna, uma cantora de ópera com quem ele se envolve.

Violet, que sempre foi vista como uma mulher forte e respeitada pelos filhos, abaixa a cabeça para Anthony mais vezes do que eu pude contar. Eu senti que a relação deles mudou completamente na série, o que não foi de fato ruim, mas deixou a saudade da personagem decidida e dona de si que já estávamos acostumados.

O mesmo aconteceu com Colin, que meu Deus, foi completamente mal aproveitado. Ele é o personagem que mais se destaca nos livros mas na série pouquíssimas vezes apareceu e abriu a boca. Sem contar que seu envolvimento com Marina foi completamente aleatório… 

Francesca faz o de sempre… nada!

Mas os que salvam são Eloise e Benedict, que tem uma cumplicidade muito grande ao longo dos episódios. Eloise, diferente do livro, é uma garota que foge das convenções sociais e que não deseja por nenhum momento se casar. Ela faz comentários perspicazes e muito interessantes, e de fato roubou a cena em várias ocasiões. Benedict também é um amorzinho. Apesar de achá-lo um tanto inocente em algumas coisas, eu amei o desenvolvimento dele, apesar de não ter sido tão aprofundado.

Já Marina, uma personagem que eu nem lembrava da existência dos livros, eu não gostei tanto. Inicialmente curti ela, mas com o passar dos episódios e seu desespero para encontrar o primeiro asno e casar, ela foi ficando amarga e extremamente chata. Além disso não achei a atuação da atriz uma das melhores… 

Penelope é uma fofa!!! Ela sofre com as reprimendas da mãe e seu amor não correspondido por Colin, mas é uma verdadeira dama e faz de tudo para tentar ajudar os outros. A amizade entre ela e Eloise foi maravilhosa de acompanhar, e espero ver mais nas segundas temporadas.

Lady Dunbury está muito legal também mas menos ácida do que estamos acostumados. Sinceramente eu esperava outra atriz para o papel, uma mais velha e com a língua mais ferina… mas infelizmente não se pode ter tudo.

A trilha sonora está perfeita e hornou absolutamente com tudo. Os cenários e as roupas nos fazem mergulhar nos salões de bailes do séc. XIX e foi simplesmente incrível ver tanta cor passando na TV.

Em relação ao plot final ter sido revelado, eu achei ok. Eu sei que muita gente não gostou porque é um spoiler para quem leu o livro, mas sigo firme achando que foi o melhor caso a série (Deus o livre) fosse cancelada. 

Bridgerton não foi uma adaptação 100% fiel a sua obra original, mas foi simplesmente perfeita. Eu amei cada segundo da obra e com certeza assistiria tudo novamente porque eu adorei todo o trabalho feito. Super recomendo!

Posts criados 1379

14 comentários em “Série: Bridgertons

  1. Olá, Miriã.
    Eu não estava esperando muito e amei. Na época que li amei os livros, mas faz tanto tempo que tinha coisa que nem lembrava mais por isso nem senti muita diferença hehe. Achei essa questão da beleza bem relevante também porque a família toda se destacava pela beleza e tirando Simon nenhum é bonito nessa série hehe. Aquela franja virada da Daphne era a única coisa que eu via quando olhava para ela hehe. Tanto a paixão do Anthony como do Colin achei meio fora de contexto. E o Colin ficou bem apagado, mas acredito que o destaque era mesmo para o Simon. Ah, e como suspirei por ele hehe.

    Prefácio

  2. Ai, esperei tanto por esse momento que acabei relevando muita coisa! Entendo super que é uma adaptação, nunca ia ficar tão igual aos livros, até porque as outras histórias não vão sendo muito desenvolvidas nos livros, então tiveram que colocar mais coisas pra render ne?
    Fiquei um pouco assustada com Anthony e a relação com Violet, parece até outro personagem, e olha que ele é meu personagem favorito, então me senti um pouco traída KKK. Mas estou ansiosa pra saber o que será feito dele na segunda temp.
    Francesca é a que menos gosto, nem fede nem cheira pra mim. Na vdd, no livro dela o Michael é perfeito, mas ela é um porre! Senti saudades do Colin também. Mas hoje consigo ver os personagens claramente nos atores, acho a personalidade muito parecida e estou muito feliz que esse projeto saiu do papel.

  3. Miriã!
    Ainda não assisti, quero deixar passar a euforia dos festejos de finaal de ano para ver com calma.
    Geralmente nas adaptações eles sempre mudam alguma coisa e se disse que foi para melhor, melhor ainda…
    Feliz 2021!
    cheirinhos
    Rudy

  4. Oi Mi, sua linda, tudo bem?
    Eu não li os livros e assim mesmo fui lá ver a série, risos.. Como eu não sabia nada sobre a história, não a vi com os olhos de uma adaptação, era tudo novidade para mim. E confesso que não consegui gostar dos personagens, não consegui gostar da atuação dos atores e não consegui gostar da história. Não funcionou para mim. A única coisa que gostei foi a identidade da pessoa que escreve aquele jornal. Foi uma surpresa que valeu a pena, risos.. Espero que tenha tido um ótimo Natal com sua família e aproveito para lhe desejar um Feliz Ano Novo cheio de esperanças!!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

  5. Oi Mi,
    Mesmo não sendo fiel, a adaptação foi muito positiva mesmo!
    Marina é uma chata, aff… Achei que fosse gostar da amizade dela com a Pen, mas ela foi muito insensível, nem tentou demonstrar um pouco de empatia… Ali, eu soube que não tinha mais salvação para personagem.
    Enquanto isso, Pen é maravilhosaaaaaaaaaa e rouba a cena com seus looks super discretos, kkkkkk.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

  6. Olá,
    Eu, diferente de você, gosto de assistir as adaptações para ver as mudanças, e aprendi a aceitar que são adaptações e que algumas mudanças são necessárias. Talvez por isso goste de assistir. Mas indo ao que interessa, concordo com praticamente cada opinião que deu em relação aos personagens, só não tanto sobre o Anthony que, para mim, foi proposital essa imagem horrenda, para ser trabalhada depois. Também queria uma Dunbury mais velha e ferina, mas fiquei bem feliz com o resultado final.

    Beijo!
    http://www.amorpelaspaginas.com

  7. Ola
    Eu amo series de epoca .essa serie da Julia Quim so vou assistir depois que ler os livros . Mas que bom que no geral a serie agradou geral .
    So vejo elogios vi booktuber emocionadas falando da adaptaçao e isso é muito bom porque havia um receio de a serie náo iria agradar .

  8. Olá! Nem me fale da escolha desses irmãos, para mim o Gregory era o irmão mais bonito (olha o nível), pelo menos compensaram com o Duque… cof…cof, também estava com os dois pés atrás, os braços, as pernas, pois não sou grande fã de adaptações (na verdade elas me apavoram), no geral achei a série ok, mas não curti algumas mudanças, principalmente a personalidade (ou falta) do Colin e da Violet, esse jeito do Anthony e a mudança de gênero do primeiro bebê da Daphne e Simon (imperdoável) , a Marina foi outra personagem que não me desceu e nem vou perder meu tempo falando (escrevendo) sobre a Siena, ainda assim, torço para novas temporadas da série.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

5 livros para ler ainda em 2021 8 livros para ler no Halloween 6 livros para ler durante a infância Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante?