Diana Duarte é uma mulher trabalhadora e esforçada. Desde que resolveu largar o jornalismo e trabalhar como detetive particular, ela tem descoberto casos extraconjugais e entregado maridos a suas esposas traídas. Porém, um novo caso surge prometendo alavancar à sua carreira.

Tiago Novais, um modelo e ator de filmes adultos, é preso após ser o principal suspeito de um assassinato. Tudo leva a crer que ele matou a facadas seu colega de trabalho, Juliano, por quem nutria sentimentos afetivos, após um encontro quente em uma espelunca no centro de São Paulo.

Tiago afirma que é inocente, e pede para que Diana seja a responsável por solucionar seu caso, visto que ambos se conheceram quando eram crianças. Mas nada é tão fácil para ela. Com poucas pistas em mãos, a detetive precisará seguir seu instinto para descobrir as respostas para as incontáveis perguntas que irão surgir, e ao mesmo tempo, mergulhar no submundo do fetiche dos filmes pornográficos.

Diana Duarte, Detetive é o primeiro volume do que eu acredito ser uma série de livros seguindo a vida da protagonista principal. Diana é uma mulher forte, sagaz e bastante inteligente. Em meio a casos que podem ajudar sua carreira profissional, também nos deparamos com seus problemas do dia-a-dia, que incluem as brigas na escola do filho de 10 anos e as investidas do ex-marido, Adônis.

Acreditando piamente na inocência de Tiago, um rapaz doce que conheceu quando mais nova, ela vê neste caso a oportunidade de desvendar um grande crime. Porém, ao longo do caminho, mais becos sem saída ela encontra, e fica mais difícil saber em quem confiar.

Tudo o que sabemos é que Tiago é um ator pornô e que nutria sentimentos por Juliano. Mas quem de fato são esses dois? Que histórias estão por trás de suas vidas? É isso que o autor vai desenrolar nesta obra. E se tem uma coisa que o Bruno trouxe aqui, foi um leque de possibilidades para trabalhar. O autor não somente foca na vida da detetive, mas também mostra o lado dos produtores de filmes adultos, que exploram fetiches sexuais e traz também o contraponto da prostituição que acaba sendo uma consequência.

Outra coisa interessante no enredo é a diversidade de personagens. Este primeiro volume é um prato cheio para representatividade. Temos personagens negros, nordestinos, homossexuais, transexuais e uma porrada de gente que consegue se destacar por ter uma característica interessante. Inclusive Isadora, a melhor amiga e sócia de Diana, que era na verdade Cícero, consegue um espaço para ser desenvolvido na história.

Temos também outros personagens que passam por aqui como Lucas, o filho de Diana, que é um amor de criança, Adônis, o ex-marido, que só quer uma chance para se redimir, apesar das mancadas com ela, o policial Matias, com quem Diana tem vários confrontos, e seu pai Duarte, que serve de conselheiro para a filha.

A escrita do autor é bem estruturada e foi um dos mega pontos positivos da trama. De uma maneira gostosa, Bruno conta o caminho que a protagonista vai trilhando até achar as respostas que procura. Temos algumas reviravoltas que eu não conseguia imaginar (ainda mais de uma cena em específico) e um final condizente com um primeiro volume: a resolução do caso, mas algumas pontas soltas que serão trabalhadas nos próximos livros.

Eu amei essa história! É aquele livro que você consegue ler em apenas um dia, mas que também pode demorar pela narrativa impecável que te faz querer dar aquela enrolada. Foi uma leitura gostosa, e apesar de não ser um suspense nato, é um bom romance policial, com vários plots e personagens interessantes de acompanhar. Super recomendo!

Diana Duarte, Detetive #1 | 220 páginas | Editora Sinna

24 anos. Ama escrever e falar pelos cotovelos.
Posts criados 81

Um comentário em “Diana Duarte, Detetive – Bruno César Costa | Resenha

  1. Oi Mi,
    Nossa, faz mais de um ano que não pego um romance policial pra ler. Principalmente, devido a pandemia, estou focada 100% nos romances. Isso precisa mudar, porque daqui a pouco não vou aguentar vê-los na minha frente! kkkk
    Esta obra, especificamente, não conhecia. Mas se dá para ler num dia, é mais fácil ainda! Dá uma agilizada e anima ler!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar