Search here...
TOP
dicas viagem internacional

Dicas para organizar uma viagem internacional

69 Views

Quem está me acompanhando lá no insta sabe que esses últimos dias têm sido um dos mais corridos da minha vida. Pois é, além de ter um peteco generalizado por causa das minhas redes sociais que foram hackeadas (isso realmente está me tirando do sério), eu tô finalizando os últimos trâmites da viagem que vou fazer à Espanha.

A gente sabe que viajar para o exterior requer muita organização e dinheiro. As passagens, hospedagem e juntando o que você vai gastar em outra moeda não vai sair barato, e por isso é preciso muita dedicação na hora de escolher as coisas que você vai pagar. Se você é pobre como eu, melhor ir juntando um dinheirinho antes, e se você for um rico que não tem limite para gastar, fica tranquilo que esse post pode te ajudar do mesmo jeito 😉

E trouxe esse post para ajudar você que vai viajar para fora do Brasil futuramente e que ainda possui dúvidas em relação a algumas coisas, principalmente se você estiver organizando tudo sozinho. Não sou a expert no assunto, mas vou dar minha opinião sobre a minha experiência com a organização da viagem, assim como preço, sites, reservas e tudo o mais.

Comece com a passagem aérea

Quando descobri que ia viajar, a primeira coisa que fiz foi procurar passagens. Quanto mais cedo você comprar elas, melhor. Assim dá tempo de você procurar o resto das coisas com mais calma, já sabendo data de ida e volta. Na TAP, que é a companhia aérea que faz voos para Portugal, Espanha e demais conexões na Europa, você consegue pesquisar passagens conforme a data e o preço. Ou seja, no calendário da busca você consegue visualizar os dias que as passagens estão mais baratas e dias que estão mais caras.

Se você trabalha ou não pode ir em qualquer data, tem a chance de pagar mais caro pelo mês que decidir viajar. Mas como eu trabalho remotamente, acabei escolhendo a passagem pelo preço, e não pela data.

Dica: use o Skyscanner

Mas se você trabalha e sabe que não pode contar muito com a questão da data, uma boa dica é utilizar o Skyscanner, que é uma extensão de navegador que procura as passagens que estão disponíveis em todos os sites de companhias aéreas e faz um comparativo de preços para você. Assim evita você ter que ficar entrando em cada site e fazendo as comparações.

Eu comprei a minha passagem de ida e volta, voo direto, por R$4.500. Foi a mais barata que encontrei pesquisando quatro meses antes da data de ida.

Lembrando-que: dependendo da empresa, as passagens internacionais só te dão a opção de uma bagagem de mão de 10kg. É preciso comprar a opção de bagagem adicional de 23kg à parte. Foi o que eu fiz, e como é voo internacional, eu recomendo comprar também porque nós levamos muita coisa.

Verifique as opções de hospedagem

Assim que finalizamos a compra das passagens, eu e o Pablo partimos em busca de hospedagem. Como vou ficar boa parte da viagem na casa dele, eu não vou gastar com hospedagem na Espanha. Mas enquanto estiver na Europa, eu vou passar em Portugal, Ilhas Canárias e em Londres, e por isso, tivemos que alugar quartos de hotéis para esse tempo que ficaremos fora.

Todos os hotéis que alugamos foram por intermédio do Booking.com. Ele faz um trabalho de triagem e te dá opções baratas até as mais caras, dependendo da região. Pesquisamos bastante e mudamos as opções várias vezes até fecharmos nas reservas que queríamos.

Se você achar as opções caras, você pode optar por alugar um AirBnB ou alugar pelo próprio site do hotel. Uma boa saída é alugar quarto de hostels, que tendem ser bem mais em conta, mas é sempre importante ver os prós e contras antes de alugar porque essas acomodações comportam muitas pessoas, e se você gosta mais de privacidade, talvez não seja uma boa.

Seguro viagem e carro são importantes?

Depende. Eu acredito que seguro viagem não seja de fato necessário, mas como vou ficar quase três meses fora, é importante ter um seguro viagem no caso de precisar de ir ao hospital ou algo acontecer. Sendo assim, eu contratei o serviço do Bradesco Seguros, que foi o seguro mais barato dos que pesquisei.

O seguro tem uma cobertura bem completa e foi pouco mais de R$1.100.

O carro não acredito que seja necessário, mas tudo depende do que você vai fazer lá e se realmente quer dirigir. Como eu e Pablo vamos para as Ilhas Canárias e o melhor meio de locomoção lá é o carro, a gente resolveu alugar um para os sete dias que ficaremos na ilha. Mas isso é uma questão de preferências. Eu penso que não faz muito sentido alugar um, dependendo do lugar em que vai ficar.

Dinheiro é tudo!

Além de gastar com tudo isso, você também precisa ter uma boa reserva de dinheiro para gastar lá. E quanto mais você juntar melhor, até porque você vai estar gastando em euro/dólar. Uma coisa importante é saber que tudo o que você comprar lá terá o imposto embutido. Além disso, para liberar seu cartão de débito/crédito no exterior, ele precisa ser um cartão internacional e você precisa habilitá-lo no internet baking ou no próprio banco.

É bom também ter dinheiro em espécime. Você pode trocar o dinheiro no seu próprio banco, ou ir a uma casa de câmbio, ou até mesmo enviando dinheiro pelo RemessaOnline, ou Remitly para alguém que já esteja no exterior. Lembrando que independente da opção, todos irão cobrar uma taxa sobre a troca de moeda. É só escolher a que tiver a menor taxa e seja melhor para você.

Como eu não tenho cartões internacionais, a opção que escolhi foi comprar um cartão pré-pago em uma casa de câmbio. Lá mesmo você recarrega o cartão e o saldo já entra no valor da moeda que você precisa. E também vou usar a opção do Remitly, a melhor opção para quem quer enviar dinheiro para fora, pois além de ser rápido, é um dos aplicativos que tem a menor taxa.

Documentos necessários:

  • carteira de identidade com CPF
  • passaporte
  • certificado nacional de vacina. Caso você não tiver tomado às duas doses, você obrigatoriamente precisa fazer um teste de Covid, exame PCR ou antígeno (verifique antes o que o país requer)

*Não necessita mais de exame de Covid para os vacinados e nem formulário para entrar em alguns países.

Dicas avulsas que me deram e que podem te ajudar:

  • Imprima todos os documentos importantes, incluindo as passagens de ida e volta. É comuns ele quererem ver o documento, e às vezes ficamos sem internet para acessar
  • Faça uma lista do que você precisa levar para não esquecer nada
  • Comprar as coisas pensando na moeda local, e não ficar convertendo para o real. Assim você consegue aproveitar mais sem pensar em quantos milhões está gastando
  • Qual lugar você gostaria de conhecer? Pesquise bem os passeios disponíveis!
  • Comprae ingressos para eventos, visitas ou passeios pela internet antes. Você evita filas e tende a ser mais barato
  • Evite ficar comendo em restaurantes porque são bastante caros. Uma boa opção é a comida de rua ou comer algo em casa mesmo
  • Na hora de fazer as malas, enrole as roupas em tubinhos ao invés de dobrá-las. Assim você garante mais espaço 😉
  • Quando você for passar pela alfândega, eles irão te fazer várias perguntas, incluindo endereço do lugar que você for ficar, por isso é bom ter o endereço do hotel ou lugar que você vai ficar à mão.
  • Se caso você perder algum documento como passaporte, ou algo acontecer, você pode pedir ajuda à polícia e eles irão te levar ao consulado brasileiro, que irá fazer os trâmites para você retornar ao Brasil

Em breve trago mais info para vocês e mostro mais sobre a viagem!

Xoxo

Miriã Mikaely

Sou viciada em livros de romance e adoro falar pelos cotovelos. Tenho um canal no YouTube em que eu compartilho meus surtos literários.

«

»

4 COMMENTS

  • Alessandra Salvia

    Oi Mi!
    Eu não tenho o costume nem de viajar dentro do Brasil, sabe? Viajar para outro país nunca foi muito uma meta, mas acho incrível e com certeza, hoje, se tivesse a oportunidade, viajaria.
    Acho que primeiro, vou providenciar o passaporte que nem tenho! rs
    Agora, aproveita bastanteeeeeeeeeeeeeeee que você merece! ♥
    Boa Viagem!
    beeeijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

  • Silvana Crepaldi

    Olá, Mika.
    Estou acompanhando seus stories no Instagram e espero que dê tudo certo na viagem e que ela seja maravilhosa do jeitinho que você sonhou. E vi também isso da conta, esses tempos atrás fizeram isso com a minha do Instagram, mas consegui recuperar. O povo está cada dia pior.

    Prefácio

  • Luiza Helena Vieira

    Ainda bem que quando viajei internacional, foi pelo governo e tinha uma agência nos auxiliando porque olha…
    Mas to ansiosa por teus diários de viagem.

  • karolini barbara

    Gostei muito das suas dicas.
    Organização na hora de viajar é importante para que tudo ocorra bem.
    Além de que, se sabe que irá viajar para o exterior, é necessário já ir juntando uma grana antes para não passar perrengue e ainda conseguir se manter fora do Brasil de maneira tranquila.

    Blogger | Instagram | Pinterest

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.