Madeline possui muitas habilidades preciosas: é uma excelente desenhista, escreve cartas como ninguém e tem uma criatividade fora do comum. Mas se tem algo em que ela nunca consegue obter sucesso, por mais que tente, é em se sentir confortável quando está cercada por muitas pessoas… Chega a lhe faltar o ar! Um baile para ser apresentada à Sociedade é o sonho de muitas garotas em idade para casar, mas é o pesadelo de Maddie.
E, para escapar dessa obrigação, a jovem cria um suposto noivo: um capitão escocês. Ela coloca todo o seu amor em cartas destinadas ao querido – e imaginário – Capitão Logan MacKenzie e convence toda a sua família de que estão profunda e verdadeiramente apaixonados.
Maddie só não imaginava que o Capitão “MacFajuto” iria aparecer à sua porta, mais lindo do que ela descrevia em suas cartas apaixonadas e pronto para cobrar tudo o que ela lhe prometeu.


Romance de época | 256 páginas | Editora Gutenberg 

Imagine que você é uma pessoa muito tímida, daquelas que sente pânico ao ficar rodeada de muitas pessoas, e assim que soubesse que tinha que debutar e enfrentar os imensos e lotados salões de Londres, você inventasse que nas férias você encontrou o amor da sua vida, e lhe desse uma aparência e um nome: Capitão Logan MacKenzie. Assim, seu pai e principalmente sua madrasta iriam acreditar que você estaria prometida e totalmente apaixonada, não obrigando-a a ir aos bailes, mas para que a farsa fosse crível, você teria que ficar durante anos escrevendo cartas de amor falsas e enviando-as para lugar nenhum afim de que ninguém descobrisse.
Essa foi a situação que Madeline teve que passar e ela manteve essa história até ter que forjar a morte de seu falso capitão, somente assim ela estaria livre do peso daquela mentira. Reclusa com sua tia em um castelo que herdou nas Terras Altas, na Escócia, Madeline irá descobrir que livrar-se dessa farsa não será tão fácil assim. O negócio é que mesmo com suas mentiras sobre o tal capitão, suas cartas haviam sido sim entregues para um Logan MacKenzie, e agora ele estava lá, insistindo que ambos se casasse e continuasse a farsa, senão, iria revelar para toda a Inglaterra as cartas que Maddy escreveu. Mas em meio a esse casamento de interesses, o amor irá surgir, mas será que esses dois cabeças dura conseguirão admitir?

MINHA OPINIÃO
Mais uma vez encantada e apaixonada por um romance da Tessa Dare. Se gostei de Diga sim ao marquês, neste livro eu fiquei completamente cativada. A história tem uma premissa diferente dos outros livros, mesmo que o final até seja bem clichê, e é justamente essa mistura do novo com o já conhecido que a autora conseguiu desenvolver perfeitamente a história.
Foto por La Oliphant
Maddy é uma personagem muito tímida, chegando até ter fobia de ficar em lugares com muitas pessoas. Por isso, ela sabe que seu debute na sociedade seria horrível e estaria fadada ao título de solteirona. Criar um personagem em sua cabeça foi uma brincadeira de uma garota tola de 16 anos, ela não sabia bem o que estava fazendo, mas anos se passaram e todos acreditaram em seu romance, até mesmo torciam por ela. Como ela poderia lhes contar a verdade? O jeito foi continuar fingindo até dar uma morte digna a seu “pretendente”. Assim que herdou o castelo de seu padrinho, Maddy e sua tia puderam sair de Londres e viver seu luto mais tranquilamente e quem sabe viver de suas ilustrações, um sonho que Maddy sabe ser quase impossível.
Tudo ia bem até que o Capitão Logan chega a sua casa, ressuscitando dos mortos e fingindo conhecê-la. Ele veio com sua tropa, homens que o ajudaram na batalha enquanto estavam  na guerra. Ele prometeu a eles que se continuassem, Logan faria com que eles voltassem inteiros para casa e seus lares, mas assim que isso aconteceu, eles descobriram que não haviam mais casa para voltar. As cidades em que moravam foram evacuadas por suspeitas de doenças e suas amadas, que um dia disseram que iam esperá-los, cansaram e acabaram se casando com outros. Somente Madeline e seu castelo, e assim como suas terras que antes pertenciam aos escoceses, poderiam fazer Logan cumprir sua promessa e evitar a ruína de seus homens. Seria um recomeço para todos.
Foto por La Oliphant
Relutantemente e sob ameças, Maddy e Logan se casam, mas para que ele possam ter direito as terras dela, precisam consumar o casamento, e assim, ambos se vem em um jogo de gato e sapato, já que Maddy não quer se deitar com Logan, mesmo que ele seja o homem mais viril e lindo que ela já viu, e ele fará de tudo para ter aquela pequena mulher em sua cama.
A narrativa é muito divertida e engraçada. A Tessa é uma das poucas autoras que gostam de escrever comentários mais sarcásticos e reais, daqueles que a gente se identifica durante a leitura, além dela optar por escrever cenas mais eróticas, porém, nada disso impede da leitura se tornar fofa em alguns momentos e extremamente íntima em outros. Todos os elementos na narrativa fazem com que o leitor torça muito para o casal principal. Maddy é uma personagem super divertida. Sua inocência ás vezes a coloca em situações muito engraçadas, e deixam Logan louco de raiva. O que mais gostei no personagem masculino é que ele é escocês, e constantemente usava o kilt, uma saia masculina muito usada no lugar, deixando ele mais parecido com o a cultura.
Ao mesmo tempo que Logan é confiante, ele também tem seus traumas e próprios problemas, esses que ele precisa ultrapassar se quiser que Maddy o ame por inteiro e fique com ele. A noiva do capitão é um romance maravilhoso e muito gostoso de ler. Com uma narrativa simples mas envolvente, é impossível não se apaixonar por este romance.
Posts criados 1379

19 comentários em “A noiva do capitão – Tessa Dare | Resenha

  1. Oi Miriã, já fiquei envolvida com a história só pela tua resenha hahhaha fiquei louca de vontade de ler, e olha que romances de época não chamam muito minha atenção!

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

  2. Oii Mirian!
    Que coisa mais linda essa postagem, tanto pela resenha, como pelas fotos, fiquei apaixonada, parabéns! Eu comprei o primeiro livro dessa série mês passado, mas até agora não li, parece tão maravilhosa pela forma como vc fala! Vou ler em breve!

    Beijinhos e bom final de semana! :*
    Amanhecer Literário

  3. Oi, Mi

    Ai que bom que você resenhou esse livro! Porque eu tinha lido uma resenha dele essa semana e tinha adorado o enredo, mas acabei esquecendo de adicionar no Skoob na hora e esqueci o nome, vou logo adicionar agora! Hahahah
    Acho o ponto de partida muito legal! Uma invenção que acaba se tornando realidade… o quão inesperado é isso? Fico só aqui imaginando a reação dela! Quero muito ler!

    Beijos
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  4. Oi meu bem, quanto tempo não dou uma passada aqui não é? Eu to doida para ler esse livro, na verdade começar a trilogia, eu já tenho os três mas ainda não terminei a série anterior dela então não iniciei essa, adorei a sua resenha, parabéns. Só me deixou mais ansiosa ainda.

    Beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro