Nessa recontagem moderna de a Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.
Aos 22 anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa. Mas por dentro ela guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém chegado da guerra.
Mas o que ela não esperava era que seu paciente fosse um jovem enigmático de 24 anos tão amargurado quanto cativante.
Paul Landon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, acima de tudo, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesa novaiorquina linda, mimada e irritante.
A presença de Olivia parece tóxica para Paul, mas ele não consegue afastá-la, mesmo tentando muito. Por mais que lutem contra uma atração intoxicante, Paul e Olivia não conseguem se manter distantes. Agora, precisam decidir: eles vão ajudar um ao outro a curar as feridas do passado ou vão se manter, para sempre, em pedaços? CONTEÚDO ADULTO.

Romance | 176 páginas | Editora Paralela 

Recebi Em pedaços da Editora Paralela para uma prova antecipada e já posso dizer para vocês que adorei a trama e já quero os demais livros para ontem! Pra quem não sabe, Lauren Layne é a mesma autora que escreveu Mais que amigos, livro lançamento da editora que também tem feito muito sucesso por aí. Ainda não li ele, mas também o recebi da editora e em breve farei a leitura.
Olivia Middleton é uma patricinha de Nova York que resolve largar o último ano na NYU para cuidar de um veterano de guerra no Maine. Para quem acredita que o desejo de filantropia falou mais alto em Olivia se engana. Na verdade a garota de apenas 22 anos, quer fugir. Ela cometeu um deslize no passado e sente que precisa concertar o erro ajudando outra pessoa, mesmo que ela não saiba absolutamente nada sobre cuidar de alguém.

Paul Landon tem apenas 24 anos mas já sofreu por uma vida inteira. Depois de ter seu rosto desfigurado e a perna machucada após uma operação no Afeganistão, ele vive recluso em sua casa no Maine, não deixando ninguém se aproximar, nem mesmo seu pai que faz de tudo para contratar as melhores pessoas para cuidar dele, com o único intuito de fazer Paul não se matar. 
Paul se fechou completamente para o mundo. Aquele quarterback do ensino médio que um dia foi não existe mais. Ele não interage com as pessoas, não sai de casa, não faz os exercícios que o fisioterapeuta manda e fica o dia todo bebendo whisky para se esquecer dos problemas. Até que Olivia entra em sua vida. A primeira coisa que Paul percebe em relação a nova cuidadora é que ela é incrivelmente linda, e que não vai embora tão cedo. Disposto a aguentar os 3 meses ao lado da garota, Paul a trata grosseiramente e muito mal, mas nem isso assusta Olivia. 
Olivia se sente incrivelmente atraída pelo veterano, na verdade ela nem sabia que ele era tão novo. Mesmo com a perna ruim e as cicatrizes no rosto, Paul ainda continua tão belo e seu corpo é tão bem definido que deixa a garota babando por ele, mas nem tudo é tao fácil assim. A relação dos dois não é nada boa e a pergunta que fazemos é: quem irá ceder primeiro?
Vocês já devem perceber que a história se trata de um completo clichê, mas é a maneira como a autora desenvolve a narrativa e os personagens que faz com que a gente goste da trama. Eu fiquei no início meio receosa com a Olivia pelo fato dela ser filhinha de papai, mas a gente vai perceber que apesar de ter sido privilegiada com tanto dinheiro, ela não é tão esnobe assim como faz parecer no início.
O engraçado é que Paul também é podre de rico, já que seu pai tem uma rede de hotéis, então os dois tem esse lado em comum, mesmo que pareça algo insignificante. A história é uma releitura de A bela e a fera, e entendemos isso porque Olivia é completamente linda, mesmo tão esguia e Paul tem seu rosto desfigurado devido à guerra, o que piora com seu temperamento cada vez mais difícil.
A química dos dois é inegável, e o leitor percebe isso desde o primeiro momento. Apesar do livro ter “conteúdo adulto” na contra-capa, eu não acho que ele entre no quesito erótico, até porque não tem tantas cenas assim. A autora também vai abordando aos poucos os problemas de cada personagem, Paul com seu trauma pós-guerra e Olivia com o segredo que a fez se afastar das duas pessoas que mais se importava, o que não é tão chocante assim visto que a personagem vai dando pistas desde início sobre o que poderia ser. O desenvolvimento deles também é notável, cada um vai mudando a sua maneira de ver a vida a partir da aceitação de si mesmo e do outro.

Amo a pessoa que Paul é. A escuridão e as sombras. Seu sorriso e a bondade que faz tanto esforço para esconder. O jovem quarterback por baixo do veterano de guerra. Amo mais o lado direito de seu rosto, coberto pelas cicatrizes, que a perfeição do esquerdo.

Eu adorei a escrita da Lauren. Ela é simples, gostosa e muito leve, fácil de ler. Fiquei apaixonada pela obra e tenho absoluta certeza que vou amar Mais que amigos. Em pedaços terá seu lançamento oficial em 28 de Maio, então não percam!
Posts criados 1379

22 comentários em “Em pedaços – Lauren Layne | Resenha

  1. Oiii Mika

    Eu não cansod e ver elogios sobre a escrita dessa autora e já tenho um ou dois livros dela na minha lista. Em pedaços nem conhecia mas adorei a história, e fico ainda mais aliviada em saber que o conteúdo adulto não é tão exagerado e explicito, eu não gosto quando a trama cai mais pro erótico então como essa pega mais leve nisso acho que leria sem problemas. Que capa maravilhosa, adorei essa cor.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  2. Olá, Miriã.
    A uns tempos atrás eu li um livro cujo enredo era muito parecido com esse. E não sei se por não ter gostado muito dele, mas esse não me interessou. mesmo você falando que a escrita da autora faz a diferença. Então não sei se leria ele.

    Prefácio

  3. Oi, Mika!
    Você disse exatamente o que eu pensei sobre a autora: ela escreve tramas bem clichês, mas a forma como ela desenvolve é diferente do que estamos acostumados a ler.
    Como eu te disse, estou maluca para ler esse livro, pois amei o outro da autora! Fiquei com um pouco de medo de ser muito parecido com Como Eu Era Antes de Você, mas acho que estou equivocada. Pretendo ler em breve!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

  4. Mulher, já quero ler esse romance <3 Adorei seu resumo, e salvei seu blog nos favoritos para ler outras resenhas e anotar alguns livros pra comparar!

    É lindo o seu blog <3 Conteúdo incrível, parabéns 0/

  5. Miriã
    Esta trama me lembrou de outros livros, como Beleza Perdida, mas não me importo se é clichê (eu amo clichês), e leio todas as releituras de A bela e a fera. Este livro já estava na minha lista de desejados, sua resenha apenas confirmou meu desejo de ler.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar