Há livros que são sucessos mundiais de fato. Dependendo da história não dá pra negar o porquê de tantas pessoas terem amado e de ter se tornado um sucesso, como Harry Potter. Entretanto, como eu gosto de ser um pouco do contra sobre alguns gêneros que eu não curto muito ou que eu curto até demais, tem livros que chega dá vontade de revirar os olhos de tanto hype que teve, e convenhamos, nem todos são realmente tudo isso. A palavra certa? Superestimados. Então venha cá conhecer os livros que eu acho que são exatamente assim…

Antes de mais nada, essas opiniões são exclusivamente minhas e você tem todo o direito de discordar delas! 😉

1. A Seleção

Talvez ele não seja tão 100% superestimado como imaginam, mas eu conheço gente que ama citar A Seleção em tudo! Parece que até não tem outro livro pra ler… Confesso que quando saiu, eu realmente gostei e até devorei os três primeiros livros da série, mas depois fui parar pra pensar e caramba… não era tudo isso! Nem de longe! A escrita da Kiera é gostosa, mas não tão boa quanto as escritoras de distopias que vemos por aí, por isso parem!

2. Como eu era antes de você

A gente tem que ser sincero e admitir que quando um filme tem adaptação, o universo literário praticamente para e fica falando do tal livro por meses que chega enjoa. O problema é que nem todos os livros merecem esse bá fá fá todo, e Como eu era antes de você entra nessa categoria. Sendo bem sincera, a Jojo tem livros melhores.

3. A culpa é das estrelas

Todo mundo sabe meu ranço com o John Green, mas pra não ser injusta vos apresento o único livro dele que gostei: A culpa é das estrelas. O que impacta no livro? Com certeza o casal que luta contra o câncer e todo aquele drama todo. Só que se você parar pra pensar e tirar todo o drama do livro, o que sobra? Absolutamente um monte de frase filosófica chata pra caralho que só Green sabe escrever. Foi bom? Claro que foi, mas tem livros melhores.

4. Corte de espinhos e rosas

Eu só li esse livro por causa de todo o vulco vulco que o pessoal colocou em cima dele, e se você parar pra analisar a capa, dá realmente vontade de ler. Pelas 400 e tantas páginas que o livro tem você deve imaginar que ele seja maravilhoso, né? Só que não! Assim, esse primeiro livro da série é bom, mas não algo extremamente fodástico ao ponto de me querer fazer ir correndo ler o próximo. Tanto que eu nem li o segundo até hoje. 

5. Me chame pelo seu nome

Sendo totalmente sincera e puramente crítica, eu ainda nãos sei porque Me chame pelo seu nome teve tanta repercussão esse ano. Seria por causa da adaptação? Pelo enredo mostrar um romance homo afetivo entre um cara mais velho e um mais jovem? Eu entendo o apelo do romance do André Aciman, mas não acho que esse livro seja isso tudo… se ele for tão chato quanto o filme, Jesus! 
É isso gente! Não fiquem com raiva de mim ahhaa qual livro você acha superestimado?
Posts criados 1379

14 comentários em “5 livros que eu acho superestimados

  1. Não li e nem tenho interesse de ler nenhum desses livros. Assisti aos filmes que adaptam A culpa é das estrelas e Me chame pelo seu nome e achei ambos bem bonitinho, mas assisti mais por estarem em alta nas respectivas épocas, não tenho interesse nesse tipo de livro.

    Adorei a sua sinceridade =D
    No meu caso acho que não li nenhum livro superestimado de verdade, apenas alguns que acabaram me decepcionando =/

  2. Olá, Miriã.
    Eu geralmente tenho experiencias ruins com livros que o povo idolatra. ACEDE eu achei tão sem graça que até hoje não entendo o sucesso. E os outros livros do autor que eu li são ainda piores. A Seleção eu li na época que lançou e gostei bastante, mas acho que hoje eu teria dado outra nota. Como eu era antes de você concordo muito, tem livros da autora que gostei bem mais. Agora tenho que discordar de Corte porque no caso o segundo livro tem uma reviravolta tão grande que é por isso que o povo fala tanto desse hehe.

    Prefácio

  3. Oie!
    Menina, eu gosto de A Culpa é das Estrelas, mas acho que é por causada época que eu li e talvez se eu lesse novamente agora eu acho que não gostaria tanto. Me chame pelo seu nome eu vi somente o filme e amei, não sei o motivo hahaha Mas não sei sobre o livro… Espero gostar também. Mas concordo em relação aos livros citados.
    Beijos!

    Our Constellations

  4. Oi Miriã
    Concordo com você sobre A Seleção, eu dei 3 estrelas para o livro, mas quem resenhou para o meu blog ama de paixão a série. Não concordo sobre Corte de Espinhos e Rosas, eu "amei" a série, que fica melhor a partir do segundo livro, então dê mais uma chance a ele. Os outros não li, até tenho A Culpa é das Estrelas, mas ainda não me animei. Não li nada até hoje do Green nem da Jojo.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

  5. Olá, miriã!
    Então, realmente concordo com quase tudo o que você falou. Sem dúvidas esses livros são superestimados em base da riqueza literária que existe! YA realmente são poucos que realmente tem valor literário! Mas devo discordar tanto de Me Chame Pelo Seu Nome! Acho que você devia dar uma chance a esse livro, não a atoa, é super aclamado pela critica literária, assim como o própria autor e o filme mesmo. No entanto, também sou do time que não achou tão sensacional o filme assim, mas ao ler o livro me surpreendi (não há comparação! O livro é intenso). O livro dialoga sobre o desejo e o Aciman faz essa abordagem expcionalmente! De longe um dos livros mais cativantes que já li! Tem sim seu valor literário! E fico até impressionado esse livro agradar tantos leitores acostumados com YA (young adult) dica: não se pode ter um conceito – algo puramente critico – sem ter experimentado a obra! Vc sempre pode se impressionar! Além de baixar a qualidade do blog! Mas espero que leia, hein? É ótimo! E amei descobrir tantos blogs literários hj! Bjs! Parabéns pela iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar 5 lugares para ler Prateleiras criativas