River Tate is a god on campus.
The king of football.
A tattooed bad boy with gunmetal eyes that see right through you.
The only chink in his armor is HER, the girl he pretends doesn’t exist, the forbidden one with the shy smile and lavender hair.

Anastasia Bailey is a nobody.
The queen of nothing.
An outsider with the face of an angel and a body made for sin.
The only chink in her armor is HIM, her boyfriend’s frat brother, the football player who hates her.

But when Anastasia’s life comes crashing down, River’s the one who sweeps in and saves her.
Torn between loyalty, lies, and secrets, he battles the temptation to take everything from her when they make their revenge pact.

He can’t tell her no.
Because revenge (or love) is sweet, and once you get a taste, the craving never ends.

The Revenge Pact is an angsty college sports romance with a beautiful HEA. No cliffhanger.

River Tate é o rei do futebol… bem, até a última temporada na faculdade praticamente acabar com as chances dele conseguir se tornar um jogador profissional. Sem saber o que esperar do próximo ano, ele precisa melhorar suas notas se quiser conseguir um diploma, o que parece ser muito difícil pra ele, já que o mesmo precisa lidar com tantos problemas. O primeiro deles? Anastasia Bailey, a namorada de um dos irmãos de fraternidade de River, por quem ele é secretamente apaixonado faz quase um ano.

River sempre tentou matar a atração que ele sente pela garota, mas quando ela e Donovan começam a ter problemas no relacionamento, fica difícil realmente fingir que isso não existe, ainda mais quando eles acabam se tornando tão próximos.

Depois de muito tempo, eu enfim consegui finalizar uma leitura que gostaria de compartilhar com vocês. A ressaca literária anda pesada e por isso nada tem me atraído, mas The revenge pact tem uma história fofa e personagens cativantes, e merece ser conhecida. Infelizmente o livro está em inglês, mas quem quiser se arriscar, acho que vale a pena.

River é um personagem que muito me surpreendeu. Eu achei que ele fosse um badboy ou o famoso rei da escola, mas não! Ele é um garoto terno, gentil, que coloca a necessidade dos outros acima das suas e sempre está lá para quem precisa. É por isso que essa paixonite por Anastasia o mata aos poucos. River gosta e considera muito Donovan, e não acha justo se intrometer no relacionamento deles. Mas até quando ele continuará mentindo para si mesmo?

Anastasia é uma menina fofa, sincera e cheia de personalidade. Ela e Donovan não tem passado momentos muito bons em seu relacionamento, e por isso a aproximação com River chega em uma boa hora. Ele a escuta, a entende e a faz se sentir segura. É notável a atração que ambos acabam sentindo um pelo outro, mas a autora vai desenvolver isso aos poucos, com um slow burn bem trabalhado e cheio de tensão.

Mesmo sendo um romance que se passa na faculdade e apesar de termos festas, a autora vai muito além de histórias do tipo. Ela entrega questionamentos importantes, como os caminhos que os protagonistas irão seguir em suas vidas, e também traz um assunto interessante a respeito deles. River tem TDAH, discalculia e dislexia, o que complica muito o aprendizado dele nas matérias, principalmente quando precisa ler e escrever, além disso, a mãe dele está lidando com a volta de um câncer, o que traz mais um peso sobre o personagem. E a forma como ele lida com isso é feito com muita ternura e emoção. River é incrível e esses problemas que enfrenta trazem mais sensibilidade a narrativa.

The revenge pact é um livro gostoso e que se desenvolve de forma natural, sem forçar nada. Com personagens reais e carismáticos, é muito fácil se apaixonar por esta história. Ele é o primeiro de uma trilogia e não tem previsão de lançamento aqui no Br. Mesmo assim, super recomendo!

Kings of football | 486 páginas | Publicação Independente

24 anos. Ama escrever e falar pelos cotovelos.
Posts criados 94

2 comentários em “The revenge pact – Ilsa Madden-Mills | Resenha

  1. Olá, Miriã.
    Que pena que é em inglês e não sei ler hehe. Porque achei o enredo interessante. Ressaca literária é horrível. Quando me pegam geralmente só curo com releituras de livros que amei hehe.

    Prefácio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso Review: A maldição do mar Como escrever boas resenhas de livros? As bebidas mais citadas nos romances de época