Search here...
TOP
editora verus fantasias resenhas

Uma chama entre as cinzas – Sabaa Tahir | Resenha

83 Views

Em um mundo fantástico criado pela Sabaa, conhecemos o Povo Erudito, um povo voltado para as artes do conhecimento. Mas após a invasão do Império Marcial, os eruditos foram escravizados e mortos e desde então, vivem a ruína comandada pelos marciais através de violência e repressão.

E entre as famílias eruditas sobreviventes, conhecemos Laia. Laia vive com seus avós e seu irmão, Darin. Ela já perdeu seus pais e a irmã mais velha para o Império Marcial, e tudo o que deseja é se ver livre deles. Mas após uma batida marcial em sua casa, seus avós são assassinados e seu irmão é levado para a prisão, acusado de traição.

Tendo sido a única a fugir, Laia sabe que precisa salvar Darin a qualquer custo, afinal, ele é a única família que lhe resta. Mas essa tarefa não será fácil e por isso, Laia resolve pedir ajuda da Resistência, um grupo de rebeldes que vão contra os marciais.

Confira a resenha completa no canal

O problema é que chegando lá, Laia descobre que eles só irão ajudá-la se ela der algo em troca, e o que a Resistência quer é que ela se torne espiã deles e se infiltre na Academia Blackcliff, escola em que os marciais são transformados em Máscaras, soldados do Império Marcial.

Não preciso acreditar no sobrenatural. Não quando existe algo pior que ronda a noite.

Enquanto Laia decide se quer ou não embarcar nessa missão suicida, conhecemos Elias, um estudante de Blackcliff que está prestes a se tornar um Máscara. Só que ao contrário dos seus colegas, Elias não está ansioso para isso. Ele não concorda com a forma que o Império Marcial reina sobre os Eruditos, e tendo já conhecido o amor antes da violência, tudo o que ele mais quer é fugir dali.

Só que a fuga não dá certo e agora Elias se vê como um Máscara. E para piorar, ele é um dos escolhidos para participar das Eliminatórias, um torneio mortal que irá decidir quem será o próximo o imperador.

Nessa jornada, Laia e Elias vão acabar tendo suas vidas entrelaçadas e terão que enfrentar muitos percalços se quiserem sair vivos dessa história.

Processed with VSCO with a4 preset

Fazia muito tempo que eu queria ler esse livro mas nunca tinha um bom motivo para começar, só que enfim aconteceu! Essa é a primeira leitura do Pandora Book Club, um clube do livro que eu organizo com algumas amigas, e acho que acertamos em cheio na escolha porque esse livro é maravilhoso!

No início eu achei ele meio lento, apesar da narrativa ser bastante fluída, mas quando Laia enfim se infiltra na Academia, aí sim as coisas começaram a se desenrolar para um ponto mais interessante.

Achei a Laia bem tapada em alguns momentos. Ela obviamente não é a heroína corajosa que estamos acostumados nos livros de fantasia, e essa garra vai sendo construída ao longo da história. Mas ainda assim achei que algumas pistas sobre a intenção dos personagens ficavam na cara e ainda assim, ela era burra o suficiente para não captar.

E justamente por isso, eu não confiei em ninguém, muito menos na Resistência, que parecia bastante suspeita ao longo da leitura. Mas também não posso deixar de comentar o quão injusto é esse universo em que somos inseridos. O Império Marcial é uma ditadura escrota que acha que tudo bem escravizar e matar pessoas inocentes só porque eles não tem como se defender bélicamente. É simplesmente revoltante! Além disso, temos a escrota da Comandante que é uma das piores vilãs que eu já vi no quesito maldade. Não vejo a hora dessa diaba morrer, sério!

Já o Elias eu gostei bastante. Achei que ele tem uma boa construção de “anti-herói” e até curti a amizade dele com a Helene em alguns momentos (em outros eu só queria que ela explodisse mesmo). Já ele e a Laia são meu shipp do ano. Tô torcendo muito pra acontecer!

Enfim, fiquei muito animada com essa leitura e gostei bastante da construção da história. Ressalvas para as cenas de violência que são bem gráficas e pode gerar gatilhos. Mas fora isso, é uma leitura surpreendente. Amei demais e já quero o próximo volume!

Uma chama entre as cinzas #1 | 403 páginas | Editora Verus

Uma história épica e eletrizante sobre liberdade, coragem e esperança
Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre.
No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso.
Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império.
Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.

Miriã Mikaely

Sou viciada em livros de romance e adoro falar pelos cotovelos. Tenho um canal no YouTube em que eu compartilho meus surtos literários.

«

»

2 COMMENTS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.