[Resenha] O segredo de Emma Corrigan, de Sophie Kinsella @Record

Título: O segredo de Emma Corrigan
Autor: Sophie Kinsella
Lançamento: 2005
Páginas: 384
Gênero: Chick-lit / Ficção 
Editora: Record

Sinopse: Em O Segredo de Emma Corrigan , Sophie Kinsella segue a receita que fez da série Os delírios de consumo de Becky Bloom sucesso de público – foram mais de 35 mil exemplares vendidos só no Brasil – e crítica. Com humor e muito charme, ela nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultraconfidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real.
Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida?
Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional – e voltar às boas com o pessoal do escritório – Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.

Depois de ter lido uma resenha maravilhosa desse livro e conhecendo Sophie, eu já sabia que essa leitura seria divertida e prazerosa. Dito e feito! Mais uma vez me vi conquistada por um chick-lit. Nessa obra iremos conhecer Emma Corrigan. Emma é uma assistente de marketing mal resolvida com sua carreira profissional. Ela mudou de carreira mais vezes que uma mulher muda de calcinha, e não teve sucesso em nenhuma delas. 
Viajando a trabalho, Emma sonha com a promoção que pode alcançar, mas a viagem dá incrivelmente errado. Nessa maré de azar, Emma acaba ganhando da aeromoça um UP!, mudando o acento do seu voo para a área executiva. Acontece que o voo sofre várias turbulências fortes que ameaçam o avião cair. Em um ato de desespero, Emma começa a contar todo tipo de segredo que ela guarda a sete chaves para o passageiro ao lado, acreditando que irão morrer. Segredos do tipo pequenos, mas que fazem a diferença: que ela mentiu para o namorado ao dizer que usava 38, mas usa 42; que ela odeia calcinha fio dental; que sua família sempre escolhe sua prima a ela; que apesar de ter o namorado dos sonhos, sente que não o ama.

Porém, o avião pousa e eles não morrem. Não teria nenhum problema contar todos seus segredos a um desconhecido, teria? Não se vocês nunca mais fossem se ver. O problema? Ele é Jack Harper, dono da empresa onde ela trabalha, e chegou na área para ficar. Quando ambos se veem no trabalho, Emma fica desesperada e a partir daí a confusão está armada.

Eu ri muito com as confusões da Emma. Contar todos os seus segredos a uma pessoa que você não conhece é realmente perigoso. O que ela poderia fazer com as informações que você lhe deu? Emma é uma personagem muito engraçada. Não tem nada de resolvida em sua vida profissional e por isso ela sempre muda de emprego, acreditando que o sucesso virá logo. Já em sua vida emocional, ela se deu bem. Ela tem o namorado dos sonhos: atencioso, bonito, carinhoso e o melhor, que a ama. Qual o problema de ter mentido algumas coisinhas para ele durante o relacionamento?

Foto por Leitora Encantada

Achei o envolvimento de Emma e Jack rápido. Ela mal terminou com o namorado e já foi sair com o outro, coisa que eu reprovo, mas a vida é dela e nós leitores sabemos que ela não gostava tanto assim do ex, mesmo assim, eu queria ver um pouco mais de tempo de uma relação acabando para outra começar. O legal foi que mesmo se envolvendo com um bilionário, Emma não alcançou a “carreira dos sonhos”, coisa que eu sempre noto em outros livros.

Infelizmente, detestei os pais de Emma. São aqueles típicos pais que veem mil defeitos na filha e acabam dando preferência a outro membro da família, mas eles acabaram tomando uma lição daquelas e eu não pude ficar mais satisfeita.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Emma, assim podemos conhecer seus medos e melhor compreendê-la. Além disso, Sophie nos proporciona uma leitura leve, que flui naturalmente e muito divertida. Enquanto chegava ao final, acreditava que nada iria dar certo e que Emma iria acabar sem seu felizes para sempre. É como você ler e descobrir que tem poucas páginas para o final do livro, mas a Sophie acabou me surpreendendo e proporcionando um final fofo, digno de filme da Sessão da Tarde.

O segredo de Emma Corrigan é um chick-lit completamente divertido, indicado para todos os amantes do gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

23 thoughts on “[Resenha] O segredo de Emma Corrigan, de Sophie Kinsella @Record

  1. Helloo, Miriã! Tudo numa nice?!
    Ah, eu já li esse livro e gostei bastante. Não lembro bem, mas acredito que quando fiz a leitura eu tava numa vibe de ler alguns romances e me lembro de ficar chocada e rindo enquanto lia de madrugada por causa das trapalhadas da Emma. Eu achei meio que foi uma ideia legal contar tantos segredos para um estranho, porque você tem a aparente certeza de que não será julgada, pois não conhece o sujeito ahahaha. Quer dizer, é só um ponto de vista.
    Não sou de ler chick lit, li muito pouco esse gênero, acho que só uns quatro livros num todo, mas eu curti esse de verdade. A escrita foi rápida e a estória é legal. Mas como dramaqueen senti um pouco a falta do dramão e acho que isso me levou a não ler tantos livros assim porque gosto de livros bem densos.
    Enfim, mas é uma ótima leitura para intercalar, principalmente numa ressaca.
    Beijin…
    Pieces of Alana Gabriela

  2. Oi, Alana.
    Eu acredito que contar os segredos para um estranho não seja de todo mal, eu sempre acabo deixando escapar uma coisa ou outra, então não ligo. Eu gostei muito dessa história. Gosto bastante de chick-lits justamente por serem mais leves. Não sou do tipo que gosta de coisas dramáticas haha tem uns chick-lit que realmente vale a pena você ler.
    Beijão!

  3. Oiii Mika

    Preciso muito ler algo da Sophie, só escuto elogios sobre os livros dela, e as sinopses são tão amorzinho que nem sei porque ainda não li nada dela.
    Com certeza dica anotada

    beijos

    resenhaatual.blogspot.com

@blogcapitulotreze