Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se deu conta de que seu obituário seria um tanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente “acordar para a vida”.

Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, Chloe encontra alguém que — mesmo a contragosto — pode ajudá-la nessa missão. Seu vizinho Red Morgan é um motoqueiro misterioso, que tem várias tatuagens e mais sex appeal que uma estrela de Hollywood.

No entanto, um acordo leva Chloe e Red a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões um do outro estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, o amor nunca perde a chance de surpreender.

Livro cedido em parceria com a editora 


Chloe é uma mulher que sofre com fibriomalgia, uma doença crônica que causa bastante dor nos músculos e articulações, o que deixa a vida dela bem debilitante e com excesso de cuidados. Por causa de sua condição, Chloe acabou se tornando um pouco antissocial, já que no passado já sofreu com o descaso de amigos devido a sua situação.


Mas após quase sofrer um acidente de carro, a vida até então chata de Chloe é colocada sob outra perspectiva. Disposta a mudar, ela cria uma lista com várias tarefas que considera aventureiras o bastante para que possa “acordar” pra vida. E a primeira delas é morar sozinha.


Morando em um novo apartamento, Chloe conhece Reford Morgan, o zelador do prédio. Red é um grandão ruivo que gosta muito de ajudar os outros e sempre está com um sorriso no rosto. Exceto para Chloe. Eles não tiveram um bom começo e as primeiras impressões (erradas inclusive) foram as que ficaram. 

Porém, depois de um episódio um tanto constrangedor, Red resolve ajudar Chloe a cumprir as tarefas da lista, enquanto ela desenvolve um website para o trabalho dele. Essa improvável amizade irá acender uma paixão gostosa de acompanhar, mas será que ambos estarão prontos para se envolver?

Acorda pra vida, Chloe Brown é aquele livro pra qualquer momento. Uma leitura fofa, leve e divertida, ótima para quem precisa sair da ressaca literária. A narrativa da Talia é sarcástica e consegue te cativar desde o primeiro momento, e também agrada os leitores mais fogosos, já que temos cenas bem sensuais.
O livro tem muita representatividade pois traz uma protagonista gorda e negra, mas o que realmente fica em xeque na obra é a sua saúde, já que a mesma faz com que ela tenha inseguranças e evite ao máximo sair da zona de conforto. A autora vai nos mostrar que apesar da condição que Chloe se encontra, isso não deve ser impedimento para ela se divertir e viver um pouco. 
O Red é um fofo! Ele é aquele personagem que você já começa amando e gostando mais ainda se possível. Com seu jeitinho despretensioso, ele vai mostrar para Chloe que ela é muito mais do que a fibriomalgia. E vê-los entrando nessa aventura para conseguir cumprir as tarefas é o mais emocionante da história, ao mesmo tempo que vão se envolvendo emocionalmente.
Uma coisa interessante apontar que Red saiu de um relacionamento abusivo e que ainda está lidando com as sequelas desse relacionamento. A autora não aprofunda muito essa questão, mas só de trazer um personagem masculino lidando com esse problema, eu já achei que foi um ponto positivo.
A trama segue uma comédia romântica, a escrita é fluída, muito leve e você se apega facilmente aos personagens. Estou animada para conhecer as outras irmãs de Chloe que serão as protagonistas dos outros livros. Super recomendo! 

As irmãs Brown #1 | COMPRE ONLINE | 256 páginas | Editora Paralela

Posts criados 1379

6 comentários em “Acorda pra vida, Chloe Brown – Talia Hibbert | Resenha

  1. Olá, Miriã.
    Eu peguei esse livro para ler porque me interesso muito nesses enredos que tem algum tipo de lista. E agora lendo sua resenha gostei bastante de saber que tem um relacionamento abusivo com o personagem masculino, que nunca vi em nenhum livro. Assim que der vou ler ele.

    Prefácio

  2. Oi, Mi! Tudo bom?
    Ai que boooooom que é bom! Eu vi tanto hype em cima dele que a curiosidade só aumentou, fico feliz de saber que vou encontrar uma leitura gostosinha pra ficar de boas. Com tanta fantasia e scifi nas TBR, tô precisando!
    E que bacana que a autora deu uma subvertida na expectativa ali com a relação tóxica, é bom a gente ver outras óticas desse tipo de relacionamento, né.

    Beijos, Nizz.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações