Sabe quando você está lendo um livro e ele aparentemente está bom, mas quanto mais vai chegando ao ápice da leitura, mais a história vai tomando rumos diferentes e inesperados, que faz com que nós, leitores, odiemos algumas coisas que os autores fazem? Não sei vocês mas isso acontece comigo sempre, e por isso, eu resolvi falar sobre algumas decisões que os autores tomam durante a criação dos livros que eu simplesmente não entendo!

Deixar o personagem legal ficar com a guria sem graça

Toda vez que penso nessa frase, eu lembro de Percy Jackson. Quem não leu talvez não entenda a referência, mas em certo livro, não lembro qual, Percy acaba indo parar na ilha de Ogígia, onde conhece a deusa, Calipso. Ela acaba sendo amaldiçoada a ficar pra sempre na tal ilha, sempre recebendo a visita dos melhores heróis do Olimpo, onde acaba se apaixonando por todos, mas nenhum deles pode ficar. Foi triste conhecer a história da personagem porque eu senti mais empatia por ela do que pela Annabeth a série inteira, que convenhamos, foi uma personagem bem mais ou menos. 
Minha crítica é: como que o autor coloca uma personagem massa dessas na história e ela não pode ficar com o herói, deixando a guria mais ou menos legal com ele? Muito mal você Rick Riordan. Vou ser team Calipso sempre ❤

Deixar o final sem explicação

Existem alguns enredos que dão muito certo quando os autores deixam a história em aberto, deixando ao leitor a tarefa de imaginar o final. Porém, isso não vale para todos os livros. Quem já leu Eleanor e Park, pode entender bem o que eu estou falando. Imagina você acompanhar dois personagens durante a narrativa inteira tentando superar todos os problemas familiares para ficarem juntos, e no fim, a autora simplesmente cagar no final porque ao meu ver ela ficou com preguiça de escrever. Nunca senti tanta raiva de uma autora como senti da Rainbow nesse livro.


Matar os personagens mais legais

E o prêmio para autora mais cruel do mundo vai para: J.K. Rowling! Isso mesmo. A diva criadora do Harry Potter, não somente criou uma das melhores sagas do mundo, como também matou quase todos os fãs ao forçar um massacre daqueles no último livro. Nunca chorei tanto por causa de uma série só! Eu ainda não consigo entender a decisão dela, infelizmente, mas peço encarecidamente, para que os demais autores que resolverem fazer tal coisa em seus livros, pensem melhor.


Triângulos amorosos que obviamente não dão certo

Eu já cansei de ver livros de distopia e fantasia com triângulos amorosos, parece que na hora de criar as histórias é obrigatório ter no enredo algo do tipo. Como não sou fã de tal coisa, eu simplesmente DETESTO o vai e vem dos casais, e o mais chato é que os triângulos são muito desproporcionais. A personagem nunca está dividida entre dois carinhas, e sim: garota gosta do mocinho → mocinho gosta dela também → sempre tem o terceiro idiota que gosta da garota e não desencana mesmo sabendo que nunca vai rolar nada com ela. Eu cansei meu povo! Parem por favor, que já deu né?


Personagens nojentas que no fim acabam sendo mais chatas do que deveriam

Tem alguns autores também que resolvem trazer um personagem chato, geralmente a mocinha que é protagonista e resolvem fazê-la evoluir ao longo da trama. Até aí tudo bem, o problema é que ás vezes o autor pesa a mão na hora de fazer a personagem parecer chata e acaba deixando uma péssima impressão dela para o leitor. Nossa, tem personagem que dá vontade de arrancar os cabelos de tão insuportável! Realmente tem livros que dão super certo, mas há histórias que simplesmente não dão certo esse tipo de coisa. Ao invés de no fim gostarmos da evolução da pessoa, acabamos o livro aliviadas de não ter que ler mais sobre aquela pessoa sebosa. 
Despejei todo meu ódio, agora já posso respirar! E aí, vocês também não entendem essas decisões assim como eu ou aceitam elas numa boa?
Posts criados 1379

25 comentários em “5 decisões literárias que nunca vou entender

  1. Oi, Mika!
    Nem vamos começar a discutir sobre os finais escrotos…
    Pior do que fazer uma cena nada a ver só para surpreender os leitores, é deixar aquele final "entenda da forma que quiser". Não. Não faça isso. Eu preciso de um ponto final na trama. Me fala quem morreu, quem matou e o motivo de tudo isso, não deixa em aberto para eu tirar a conclusão que quiser.
    Aliás, ainda sou louca fazendo pesquisas pra saber se as pessoas acham que Capitu traiu Bentinho ou não hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

  2. Oi oi Queridaaaaaa! Kkkkkkkkk(desculpe, fiquei emocionada com o post)
    Bom, adorei o post e acho que vou resumir a mru comentário para: CONCORDO COM VOCÊ E ASSINO EM BAIXO!
    Não curto triângulo amoroso, porque só deixa o protagonista dividido e indeciso ainda mais. E sobre matar os nossos personagens? Não recomendo que leia alguns livros da editora que tem um I, porque essa editora adora publicar livros com personagens que vão arrancar nossos corações ♥

    P.S e tbm quero falar de finais incompletos. Não gosto porque a autora já escreveu muito e fez tanto, e no final quis parar para não ficar grande…aff

    Beijoss, Enjoy Books

  3. Oi Mi! Realmente concordo com você em vários pontos, mas principalmente, na questão dos triângulos amorosos. Tem autor que sabe fazer um triângulo amoroso que pelo menos eu fico dividida em quem a personagem vai escolher, mas tem outros que eu fico com tanto ódio que o meu desejo é jogar o livro pela janela.

  4. Olá!
    Nossa, eu concordo plenamente com tudo o que você citou hahahha, eu odeio aqueles personagens chatos (principalmente quando são os protagonistas), penso mil vezes antes de continuar a leitura. Às vezes, não me arrependo porque o personagem evoluiu e não continuou tão chato, mas às vezes eu fico com raiva por ter ido até o final do livro.. aqueles finais sem explicação também me deixam (????????) na maioria das vezes, mas, como você citou, em alguns livros isso funciona.
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

  5. Olá, Mika.
    Amei sua postagem. Falou tudo o que sempre pensei. Acho que eles fazem esse tipo de coisa para ver se torna a história diferente de tantas outras que existe e acaba sendo além de deixar o leitor irritado, mais do mesmo. Eu odeio final aberto, explica logo o que aconteceu ou vou ficar achando que nem o autor sabia como terminar hehe. E acho que matam os personagens para ficar todo mundo falando do livro, só pode.

    Prefácio

  6. Olá Mika!
    Adorei a ideia do post 🙂
    Acho que o mais concordo sem sombra de dúvidas é sobre os autores que matam os melhores personagens hahaha
    Eu amo as histórias e os autores, e às vezes até entendo o porque da morte do personagens, mas é difícil de aceitar hahaha
    Beijos!

    Books & Impressions

  7. Oi, Mari. Final em aberto é um dos piores, tenho certeza. Tem livros que realmente funcionam assim mas geralmente, a gente gosta de livros com todas as pontinhas amarradas e um final assim é bem deprimente. Eu já fiz uma peça sobre Dom Casmurro e na minha humilde opinião, ela não traiu ele haha

  8. Oi, Alice. Acho que triângulos amorosos é o que nunca irei gostar, a autora deixa todo mundo indeciso e esse vai e vem dos casais é um saco, nossa, dá até agonia! Do jeito que sou uma banana, vou evitar os livros dessa editora porque choro por tudo!

  9. Oi, Ale. É que tem realmente coisas que eu vejo fazerem tanto e mesmo com as incontáveis críticas, eles continuam fazendo haha eu não ligo muito do personagem morrer, agora se for morte em massa é triste demais.

  10. Eu amo os seus post's, mas depois deste, estou apaixonada pelo seu blog.
    Por mais que os livros que você tenha usado como exemplo sejam livros que eu não tenha lido, para cada tema, eu pensei em um livro que eu realmente não conseguia entender o que se passou na cabeça do autor.
    Mas o melhor deste post é que você explicou algo que me incomoda muito: os triângulos amorosos. Estou correndo de livros assim. E como você disse, nunca é realmente um triângulo e nunca existe realmente uma dúvida da mocinha, como em A Seleção com a América, o Maxon e o Aspen. Era nítido com quem ela ia ficar.
    Amei o seu post. Ficou muito verdadeiro.
    Magia é Sonhar

  11. Concordo com toooodas as 5! Eu fico muito puta quando acontece essas coisas, mas principalmente o final sem explicação. Cara o escritor ou escritora teve tanto trabalho escrevendo todo o enredo, pra no fim deixar vago e sem explicações ou até com uma fajuta que até meu irmão de 9 anos escreveria melhor? E reaaaal Eleanor & Park, fiquei manifestada!!!

    Beijos
    Próxima Primavera

  12. Oi. É a mesma coisa com Crepúsculo, todo mundo via que o Jacob não tinha a menor chance mas mesmo assim, o idiota tentava. Sério, cansei de triângulos, é um saco! Faz a gente ficar muito dividido ao longo do enredo.

  13. Oi, Clarissa. É uma tristeza quando o autor deixa o final em aberto, aquele digno de reclamação. É bem quando a gente precisa de explicações e ele resolve não dar :/ Eleanor e Park me fez ter esperança de ter outro livro mas acho que não vai rolar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Compre agora o novo Kindle Paperwhite! Músicas para quem ama o universo de League of Legends Spoiler: 3º ato de Arcane Músicas com representatividade LGBTQ+ Bully Romance: o que é + indicações