No quarto ao lado – Liliane Borges | Resenha

Definitivamente a república Amor&Soca não era uma república e sim um apê, o apê do Kaiary. Pelo menos era o que ele pensava, até sua amiga e colega de apartamento Bia decidir que eles deveriam alugar o quarto vago para sua prima lá do Sul.Fala sério! Ele era o dono daquela joça, ele é quem deveria decidir!
Isso se ele não estivesse morando com um primo que exalava testosterona por onde passava e com o namorado de Bia que por sinal também era seu primo.
Moral da história?
Eles votaram, e Kaiary perdeu feio, sendo obrigado, por ironia do destino a dividir SEU espaço com a garota do quarto ao lado.
Angelina saiu praticamente fugida do Rio Grande do Sul deixando para trás família, faculdade, emprego e principalmente o ex-namorado.
Tudo o que ela queria era recomeçar do zero em um lugar onde ninguém lhe apontasse o dedo, ou lhe julgassem por algo que ela não havia feito.
Estaria tudo caminhando conforme o planejado se ela não tivesse que conviver com o irritante e atraente vizinho do quarto ao lado.

Romance | 346 páginas | Editora Publicação Independente  

Kaiary divide o apê que tem no Rio de Janeiro junto com seus dois primos, Gabriel e Rafa. Desde que Bia, uma amiga deles resolveu alugar o quarto que sobrara, o trio virou um quarteto. Mas agora Bia namora Gabriel, e o quarto ficou mais uma vez vago. A prima de Bia, Angelina, está passando por um momento ruim e precisa desesperadamente sair do Rio Grande do Sul e recomeçar. Bia acaba oferecendo o quarto vago a prima, mas Kaiary é firme quando diz que não quer outra garota dividindo o apê. Mas nem ele é forte o suficiente para parar Bia, que já chega apresentando a prima, uma morena cheia de curvas que promete abalar as estruturas de Kaiary.
Ele está decidido a ignorá-la o máximo possível, mas nem ele mesmo consegue resistir a simpatia da moça. Logo a nova vizinha de quarto não sai de seus pensamentos e Kaiary precisa decidir se quer ou não deixá-la entrar em sua vida.

No quarto ao lado é um nacional que segue o famoso clichê de personagens que se odeiam mas que precisam conviver juntos. Quem já leu Subindo pelas Paredes ou O Safado do 105, vai se deparar com o mesmo estilo de história, e apesar de soar cansativo, pra mim foi maravilhoso já que ultimamente minhas leituras tem sido bem esporádicas. 
A narrativa da Liliane é muito gostosa, leve e simples. Eu adorei conhecer sua escrita porque ela não deixa a desejar e não passa a impressão de amadorismo, coisa que eu venho percebendo muito nos nacionais que tenho lido ultimamente. Ao contrário dos demais livros assim, não senti que a autora pesou a mão nas cenas eróticas. Elas existem e aparecem até que bastante, mas não me pareceu forçado e muito menos repetitivas demais. Acho que se encaixou bem junto a trama.
Os personagens são engraçados e logo nos cativam. Angelina com sua graça e simpatia, uma mulher humilde que só quer esquecer os erros do passado e seguir em frente. É a partir disso que a trama irá ganhar um rumo. Kaiaray que poderia se mostrar um comedor e metido a fodão, é totalmente diferente. Ele é um cara tranquilo, simples e muito gente boa. O mais notável nele é que com apenas 23 anos ele acredita que a fase de ficar pegando mulher e saindo pra beber já passou. Muito maduro pra um personagem tão jovem, né mores? Foi o que eu mais gostei nele.
A trilogia vai contar a história desses três primos e eu não vejo a hora de conhecer eles melhor! Eu adorei esse livro, mas acho que ele se estendeu demais, a história poderia ter terminado há anos luz… mas okay, né? Pra quem quer um romance com algumas pitadas eróticas e muitos momentos divertidos, vai adorar No quarto ao lado.

P.S.: Gente, eu sei que quase não estou dando as caras por aqui, mas tá muito complicado a minha vida por agora. Entretanto, estarei tentando visitar os blogs e postar sempre que possível. Não desistem de mim ❤

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 thoughts on “No quarto ao lado – Liliane Borges | Resenha

  1. Oie!
    Esses dias eu estou procurando bastante romances assim para intercalar com leituras mais pesadas, então acho que esse livro seria uma boa leitura para relaxar a mente. Só não curto muito quando o romance se estende demais, mas tudo bem… haha
    Beijos
    Our Constellations

@blogcapitulotreze