O Setembro Amarelo começou! Apesar da batalha contra o suicídio ser diária, o mês de setembro é destinado principalmente a prevenção e conscientização sobre o tema. O time do Google pediu para que nós, criadores de conteúdo, criassem alguns web stories sobre a campanha. E por ser um assunto tão importante, resolvi trazê-lo em formato de artigo para o blog para ajudar mais pessoas.

Alguns dados importantes:

  • O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos, sendo 79% deles ocorridos em países de média e baixa renda.
  • O Brasil contabiliza mais de 13 mil suicídio por ano, e mais de 1 milhão no mundo.

A gente sabe que as pessoas que se suicidam não têm um perfil exato e que não devem cair em estereótipos. Porém, especialistas apontam que é possível identificar alguns sinais de comportamento suicida, por isso, se atente a eles!

Depressão

Nem todos os depressivos tem tendências suicidas, porém grande parte dos suicídios estão relacionados a depressão. Se você percebe que a pessoa não tem interesse na vida ou ânimo para fazer as atividades mais básicas, este é um sinal importante.

Hábitos diferentes

A pessoa tem uma mudança brusca no seu comportamento usual. Por exemplo: uma pessoa que ama fazer esportes, resolve parar de fazê-lo, ou uma pessoa vaidosa para de cuidar da sua aparência. Se atente as mudanças repentinas que ocorrem com essas pessoas.

Mudança de humor

Geralmente a pessoa apresenta bastante irritabilidade e agressividade. Mas também pode apresentar uma “melhora” de humor repentina, para depois ter uma grande recaída.

Alteração no sono

A pessoa começa a ter insônia e tem dificuldade para dormir, ou passa a dormir demais e nos horários mais diversos.

Pesquisa sobre o assunto

Compartilhar nas mídias sociais sobre morte e formas de morrer dá a entender que a pessoa andou pesquisando sobre o assunto. Preste atenção nas mensagens que ela compartilha por aí!

Frases de alarme

A pessoa constantemente solta frases como “quero morrer”, “não aguento mais” e se sente um fardo para as pessoas.

Como você pode ajudar uma pessoa que está pensando em suicídio?

  1. Se atente aos sinais.
  2. Pratique a escuta ativa e tente entender o ponto de vista dela.
  3. Jamais a julgue ou reforce seu desejo de morrer.
  4. Não pratique bullying ou diminua sua autoestima.
  5. Seja amigo e a apoie.
  6. Procure o Centro de Valorização a Vida (CVV) – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.
24 anos. Ama escrever e falar pelos cotovelos.
Posts criados 98

2 comentários em “Como identificar comportamento suicida?

  1. Olá, Miriã.
    Esse é um assunto tão delicado. Porque infelizmente tem gente que não apresenta nenhum sinal. Eu quase perdi uma prima e ninguém percebeu o que estava acontecendo até quase ser tarde demais.

    Prefácio

  2. Oi Mi,
    Essa postagem é muito necessária. Há 10 anos, eu perdi meu pai para a depressão e foi um tombo muito grande.
    Por mais que eu tivesse ciência da doença, não existia um diálogo tão aberto em como ajudar pessoas com tendências suicídas. Setembro além de ser aniversário do meu pai, é focado nessa causa e hoje entendo que informação nunca é demais.
    O mundo precisa de empatia e temos sim que fazer nossa parte.
    beeeijos e parabéns pela iniciativa
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso