Indicação de livros safados, românticos e divertidos

De Sangue e Cinzas – Jennifer L. Armentrout | Resenha

Uma donzela

Escolhida desde o nascimento até a inauguração de uma nova era, a vida de Poppy nunca foi dela. A vida de donzela é solitária. Nunca sendo tocada. Nunca sendo vista. Nunca falando. Nunca experimentando prazer. Esperando o dia de sua ascensão, ela preferia estar com os guardas, combatendo o mal que tomou sua família, do que se preparando para ser considerada digna pelos deuses. Mas a escolha nunca foi dela.

Um dever

O futuro do reino inteiro repousa sobre os ombros de Poppy, algo que ela nem tem certeza de que quer para si mesma. Porque uma donzela tem um coração. E uma alma. E saudade. E quando Hawke, um honrado guarda de olhos dourados destinado a garantir sua Ascensão, entra em sua vida, destino e dever ficam emaranhados de desejo e necessidade. Ele incita a raiva dela, faz com que ela questione tudo em que acredita e a tenta com o proibido.

Um reino

Abandonado pelos deuses e temido pelos mortais, um reino caído está surgindo mais uma vez, determinado a recuperar o que eles acreditam ser deles através da violência e da vingança. E à medida que a sombra daqueles amaldiçoados se aproxima, a linha entre o que é proibido e o que é certo fica obscurecida. Poppy não está apenas prestes a perder o coração e ser considerada indigna pelos deuses, mas também a sua vida quando todos os fios encharcados de sangue que mantêm seu mundo unido começam a se desfazer.

De Sangue e Cinzas é o novo lançamento da Jennifer aqui no Brasil, que mistura fantasia com doses homeopáticas de romance. E é claro que depois de tanto hype, eu tinha que ler para tirar minhas próprias conclusões.

O livro é bastante grande mas tem uma narrativa muito fluída, e mesmo que em alguns momentos tenham sido excessivos, nada disso atrapalhou minha experiência de leitura. Aqui nós iremos conhecer Poppy, uma garota que foi escolhida pelos Deuses para ser A Donzela, o futuro do reino de Solis. Não entendemos bem o que uma Donzela faz, já que nem mesmo a protagonista entende o porquê de ser escolhida, mas logo percebemos que ser abençoada pelos Deuses requer muita força de vontade e paciência, já que Poppy vive em uma gaiola de ouro enfeitada, o que a impede de fazer até as pequenas coisas como conversar com os criados e até ter seu rosto exposto, o que a obriga a usar um véu sobre a cabeça a todo momento.

Por ser a Donzela, Poppy também não pode se colocar em perigo e experimentar os prazeres da carne, e deve esperar obedientemente até o dia de sua Ascensão, que é o momento em que os Deuses irão decidir se ela é digna ou não para passar pelo Ritual que a espera.

Não sabemos também o que de fato acontece na tal Ascensão e uma das coisas que mais deixa o leitor confuso no livro é que iremos descobrir as informações importantes a respeito do enredo a medida que a protagonista vai descobrindo também. E eu só consegui de fato entender todo o universo que a autora criou lá no finalzinho do livro, porquê até então eu estava o próprio meme da Nazaré sem entender nada.

E em meio aos preparativos para o Ritual, Poppy está mais do que disposta a experimentar tudo o que não deve. E é assim que o caminho dela acaba se deparando com o de Hawke, seu novo Guarda Real. Ele é jovem, misterioso e tudo aquilo que ela não deveria querer, mas com tantos acontecimentos envolvendo sua segurança, fica cada vez mais impossível resistir a forte atração que surgem entre eles.

Processed with VSCO with a4 preset

Minha opinião

De Sangue e Cinzas foi uma leitura muito interessante! Apesar de não ser inovador no quesito base de história, a autora consegue trazer uma envelopagem diferente para vampiros e lobisomens, e isso foi genial. Mesmo sendo confuso no início, eu imagino que a fantasia vá ganhar cada vez mais espaço nos demais livros da série (acho e espero).

O romance já mostra a que veio desde a primeira página. Essa é uma fantasia que realmente está focada em desenvolver o casal, e tem cenas maravilhosas de provocação entre os protagonistas. Então em matéria de hot, acho que vocês vão gostar bastante!

A escrita da autora é muito fácil e gostosa, e eu já li vários livros da Jennifer então estou acostumada ao tipo de desenvolvimento lento que ela faz. Mesmo assim, o enredo tem vários acontecimentos interessantes que não deixam a leitura arrastada em nenhum momento.

O único ponto negativo é que todos os plots foram óbvios e fáceis de descobrir. Só teve uma coisinha ou outra que não consegui prever, mas em matéria de fantasia, De Sangue e Cinzas segue um padrão bastante comum, com poucas surpresas pelo caminho. Fora isso, foi uma leitura realmente bem gostosa para mim e que me deixou com vontade de tentar ler as próximas histórias.

De Sangue e Cinzas #1 | 672 páginas | Editora Galera Record

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One comment on “De Sangue e Cinzas – Jennifer L. Armentrout | Resenha

  1. Olá, Mika.
    Eu vi tanta gente falando desse livro e tem uns que amam e outros odeia Eu provavelmente não vou me aventurar porque li aquela série de Ets da autora e achei péssima. Uma fanfic mal feita de Crepúsculo.

    Prefácio

Os melhores livros de máfia Review: Os primos Livros de romance com 2ª chance! Conheça os livros da série Irmãos Trewlove 5 motivos para ler De Sangue e Cinzas