Search here...
TOP
comédia romântica l j shen resenhas

Bad Cruz – L. J. Shen | Resenha

45 Views

Tenessee Turner é a ovelha negra da pequena cidade de Fairhope. Conhecida por sua má sorte, ela engravidou quando perdeu sua virgindade debaixo da arquibancada do campo de futebol da escola, aos 16 anos. E desde então, Nessy tem se desdobrado em duas para conseguir pagar as contas e criar seu filho Bear sozinha.

Pela péssima reputação envolvendo sua gravidez precoce e suas escolhas de vida, Nessy é constantemente ridicularizada pelas más línguas de Fairhope, o que limita bastante suas chances de conseguir um trabalho decente. É por isso que ela trabalha como garçonete no Jarry & Sons, uma lanchonete que já viu dias melhores.

Mas aparentemente as coisas podem piorar. Isso porque Trinity, sua irmã caçula, irá se casar em breve com Wyatt, o irmão mais velho do arqui-inimigo de Nessy, Cruz Costello. Ao contrário dela, Cruz sempre foi o garoto de ouro da cidade, não tendo se envolvido em nenhum escândalo, nada que manchasse sua reputação de “Sr. Perfeito”.

E agora que eles serão praticamente da mesma família, terão que conviver mais do que gostariam. Isso envolve passar dez dias em um cruzeiro para que os Costellos e os Turners possam se conhecer melhor. O problema é que Nessy acabou fazendo uma confusão nas reservas e agora ela e Cruz se veem presos em outro cruzeiro, longe de seus pais e irmãos. O que poderia se tornar uma tragédia completa começa a se mostrar uma oportunidade para que ambos possam enfim serem eles mesmos. E nesse meio tempo, muitas coisas podem mudar…

Foi minha primeira experiência lendo uma comédia romântica da L. J. Shen e ela provou que arrasa escrevendo qualquer coisa. Com uma narrativa bem sarcástica e convidativa, Bad Cruz é o livro perfeito para quem quer algo divertido e ao mesmo tempo, profundo.

Nessy é uma mulher que sofre muito o peso de seus erros, e todos não cansam de lembrá-la disso. Sua própria família é condescendente com ela, a limitando e a deixando para baixo com seus comentários sem noção. Juro que eu queria socar a mãe e a irmã dela cada vez que elas apareciam. 

A única pessoa que realmente consegue enxergar a força da protagonista é Cruz, que desde a infância nutre uma paixão platônica por ela. As circunstâncias da vida fizeram com que eles nunca tivessem tido uma oportunidade, mas as coisas começam a mudar no cruzeiro. Lá Cruz pode ser quem ele quiser, sem o peso das expectativas dos outros, assim como Nessy poderá baixar a guarda pela primeira vez. Mas essa convivência não será fácil! Os dois brigam muito e se envolvem nas maiores confusões, deixando a história ainda mais divertida.

A relação da Nessy e com seu filho Bear é muito legal e bem explorada. A gente percebe o quanto ela ama o garoto, e ele também é bem divertido e tem os melhores comentários. 

O livro não tem tantas cenas quentes assim, e é mais focado no relacionamento vai-ou-não-vai dos protagonistas. Nessy tem uma reputação bem ruim, enquanto Cruz tem a dele imaculada. E se não bastasse as inseguranças dos dois, ainda tem gente tentando meter o bedelho onde não deve, dando um toque a mais no drama dos dois. Enquanto Cruz já tá a 100 por hora, a Nessy ficava de doce e colocando empecilho entre eles, e isso me irritou um pouco. Mas entendi suas razões e acredito que cada um tem seu tempo.

No geral, foi uma história bem leve e que me prendeu bastante. Espero que alguma editora traga pra cá porque vale a pena vocês conhecerem essa história. Recomendo!

Bad Cruz | 378 páginas | Publicação Independente

I would say Dr. Cruz Costello is my archenemy.
But that would require acknowledging one another, which we haven’t done in over a decade.
He’s the town’s golden child. The beloved quarterback-turned-physician.
I’m the girl who got knocked up at sixteen and now works at a diner.
He is Fairhope royalty.
I get my monarch dose from tabloid gossip.
He’s well-off.
I’m…well, off.
When our siblings get engaged, Cruz’s parents invite both families to a pre-wedding cruise.
Except Cruz and I find ourselves stuck on a different ship from everyone else.
Cue ten horrible, insufferable days at sea with a man I cannot stand.
(My fault, of course.)
But when the alcohol pours in, the secrets spill out, and I’m left with one question:
Can I take another chance on love?

Miriã Mikaely

Sou viciada em livros de romance e adoro falar pelos cotovelos. Tenho um canal no YouTube em que eu compartilho meus surtos literários.

«

»

2 COMMENTS

  • Alessandra Salvia

    Oi Mi, preciso dar continuidade aos livros da L.J.Shen que estão publicando por aqui.
    Esse, por ser em inglês, vou deixar passar porque ainda não estou nesse nível kkkk, mas gosto da autora, então quero que esse chegue por aqui traduzido também! kkkk
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

  • Silvana Crepaldi

    Olá, Mika.
    Vou ficar na torcida pra vir pra cá também, porque me interessei muito pelo livro. Adoro essas premissas que a gente já sabe onde vai dar hehe. E já prevejo como é a interação entre eles.

    Prefácio

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.