Desde que o ano começou estou na vibe de ler livros Yas e NAs, se me interesso por um automaticamente termino e já vou ler outro, e isso não se mostra nem um pouco enjoativo para mim, pelo contrário, eu gosto muito. E não é a toa que eu já li muitas histórias de adolecentes interessantes e legais, com um casal fofo que a gente super torce para dar certo e alguns com problemáticas interessantes e muito bem abordadas, outras nem tanto assim mas que conseguem cativar a gente. E é justamente deles que eu vou falar, os casais que mais aqueceram meu coração em todas minhas leituras do gênero e que eu levo pra vida com um grande carinho. Vamos conhecê-los?

Rune Kristiansen e Poppy Lichtfiel, de Mil beijos de garoto
Vocês já devem ter visto a minha resenha deste livro aqui no blog. Sendo a segunda leitura do ano, Mil beijos de garoto acabou se tornando meu favorito e não é por menos. Os personagens tem grande papel nesta linda história de amor, e aos poucos vamos conhecendo a grandiosidade dos sentimentos que Poppy e Rune sentem um pelo outro. Sabe aquele casal que fazem tudo um pelo outro? Eles conseguem ser exatamente assim. É difícil você ler uma história com um casal que se conheceu na adolescência e consiga transmitir essa mesma sensibilidade que casais adultos e de muitos anos conseguem. Eu particularmente sempre acho que a adolescência é aquele momento fulgaz que é deixamos para trás em algum momento, mas Rune e Poppy conseguem mostrar que um amor adolescente pode ser sim verdadeiro e duradouro, e muito mais real que muitos amores que nós vemos por aí.

Lara Jean e Peter Kavinsky, de Para todos os garotos que já amei
Na mesma vibe que Rune e Poppy, não consigo deixar de pensar que Peter e Lara Jean se assemelham a eles de alguma forma. Esse é um casal que surgiu sem nenhuma expectativa, eu mesma achava que seria outro par que Lara Jean iria acabar ficando, mas aos poucos fui ficando completamente apaixonada por esse casal. Assim como Rune e Poppy, Lara Jean e Peter são um casal simples, que levam seus dias como quaisquer namorados do ensino médio, sem grandes aventuras, que enfrentam os mesmo problemas de ciúme e autodescobertas, nada demais. Falando sério, eu achava na maioria das vezes eles um casal mais do que parado, porque eles não faziam nada de interessante mas é justamente isso que torna Lara Jean e Peter um casal perfeito. Eles mostram que não precisam de todas as loucuras do mundo para serem melhor que ninguém, eles gostam de fazer programas juntos de casais, ficar em casa, assistir filmes, coisas que facilmente imaginamos que a vida de casado é, e foi por isso que gostei tanto deles. Eles são completamente fofos juntos e passam por cada problema na relação de cabeça erguida e sempre ouvindo um ao outro.
Hannah Wells e Garrett Graham, de O Acordo
Apesar de ter O Jogo como meu livro preferido, eu amo o casal Wells e Graham. Os dois são completamente opostos mas de alguma forma muito estranha, isso dá muito certo. Quem iria imaginar que Garrett, o astro de hóquei iria se interessar por uma caloura de música? Foi muito divertido ver a interação desse casal improvável porque desde o início Hannah não quer ajudar Garrett quando ele pede sua ajuda, e ela é totalmente caidinha por outro cara. É fofo ver a forma como Garrett vai se deixando levar pela personalidade de Hannah até que enfim ele se vê apaixonado, e depois disso, já era. Ambos os personagens começam a aprender um com o outro e se tornam aqueles casais super nojentos que não conseguem tirar a mão um do outro kkkk.
Anna Oliphant e Étienne St. Clair, de Anna e o beijo francês
Imagina só você encontrar o garoto perfeito pra você, mas descobrir que ele tem uma namorada por quem ele é completamente apaixonado? É realmente triste, né? É isso que Anna vai acabar passando quando se muda para uma nova escola em Paris. Além de estar apaixonada por um cara super legal e que tem uma namorada, sua nova amiga também é apaixonada por ele, aí fica difícil. O legal desse casal é que eles começam uma amizade muito verdadeira, sem Anna demonstrar seus reais sentimentos para Étienne, e é um ombro amigo para ele sempre que ele precisa. Assim o relacionamento de ambos vai acontecendo de forma gradativa, sem pressa e com Paris como palco de fundo.
Eleanor e Park, de Eleanor e Park
O que eu mais gosto nesse casal é que o relacionamento deles acontece bem devagar, na verdade quase parando e isso torna a história muito mais real. É fofo ver como Park aos poucos vai ganhando a confiança de Eleanor, e assim ambos começam uma amizade mais do que verdadeira no pequeno ônibus da escola. Eu amei muito esse casal porque infelizmente Eleanor é uma personagem que passa por problemas, mas é com Park que ela mostra seu verdadeiro eu. Nota para a autora: até hoje estou esperando um final decente para esta história.
E quais são seus casais preferidos desses gêneros? Vocês gostam de algum desses que citei?
Posts criados 1379

26 comentários em “Os casais mais fofos dos YAs e NAs

  1. Oiii Mika

    Hannah e Garret são muito fofos, se completam e eu gostei demais deles juntos, tinham muita quimica. Anna e Éthienne também são ótimos mas tive meus "mas…" com o Éthienne por conta de certas situações dele no livro, achei que ele enrolava a Anna até certo ponto e enfim… Lara Jean e Peter são muito amor, preciso terminar de ler essa trilogia, super maravilhosa.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  2. Olá, tudo bem?
    O único casal que conheço da sua lista é a Lara Jean e o Peter, mas não gosto muito deles não. Para mim, é um casal bem normal, as vezes até meio forçado e eu tinha muita raiva do Peter as vezes. Até torci para a Lara Jean ficar com aquele outro menino do segundo livro da trilogia. Mas gosto muito da trilogia em si.

    Beijos, Ally.
    Amor Literário

  3. Oi, Aline
    Acho que essa simplicidade deles e a normalidade foram o que me chamou atenção. Eu gosto de personagens que aparentemente não são a primeira escolha dos protagonistas por isso eu adorei o Peter.

  4. Oi, Nessa. Tomara que você goste de Amores Improváveis, eu amei essa série e já quero reler, ela é tudo amor!
    Acho que o fato do casal ter feito você chorou em Mil beijos de garoto, e ser muito dramático pode ter feito com que você não tenha gostado.
    Beijos

  5. Oi Miriã
    Dos livros que você citou só li Anna e o beijo Frances. Isto não significa que não goste do gênero, mas por alguma razão sempre vou adiando a leitura deles, como Eleanor e Park, que já comentei aqui que quero muito ler e também você em outras postagens já me deixou com um pé atrás, de qualquer forma ainda não desisti da leitura.
    Os outros provavelmente não vou ler.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar