Se tem um gênero que eu amo são os chick-lits! Os livros estilo Sophie Kinsella e Jane Costello são divertidíssimos, com protagonistas atrapalhadas e engraçadas (e muito gente como a gente) e que contra todas as probabilidades acabam encontrando o amor. Por isso resolvi indicar cinco ótimos (ótimos mesmo!) chick-lits para vocês conhecerem e se divertirem!

Super desapegada – Jaqueline de Marco

Esse livro conta a história da blogueira anônima Raquel, que faz o maior sucesso dando conselhos sobre amor e desapego em seu blog, o “Super Desapegada”. Só que mesmo que o nome do blog seja assim, Raquel não é nada daquilo que prega. Primeiro porque ela é completamente apaixonada pelo melhor amigo Alan mas nunca se declarou pra ele. Quando ela enfim resolve fazer isso, ela descobre que ele irá se casar com a irmã caçula de seu maior rival da adolescência, Eric. Ao invés de arrastar o chifre no gramado e esquecer o cara, ela decide que irá separar os pombinhos antes do casamento deles, e para isso conta com a ajuda justamente de quem? Eric, óbvio! E aí o resto vocês bem que imaginam né??? 
O livro é extremamente divertido e tem milhões de reviravoltas. Além disso é gradual o crescimento da Raquel, e seu envolvimento com Eric é muito fofo, apesar da implicância inicial entre eles.

Um amor de Detetive – Sarah Mason

Com uma protagonista divertida e extremamente desastrada, Um amor de detetive deve entrar na sua lista! Na história conhecemos Holly, uma repórter que acaba de conseguir um furo na coluna policial no jornal onde trabalha, e para isso ela precisa ficar algumas semanas na cola do sargento-detetive James, que simplesmente odeia a imprensa (ironias do destino). A interação entre eles é a melhor parte da obra, ainda mais porque o livro não está tão focado no romance sabe? O que torna tudo mais crível e gostoso de acompanhar.

O garoto da casa ao lado, da Mag Cabot

O garoto da casa ao lado é uma obra bastante peculiar porque é toda escrita no formato de e-mails, então se você gosta desse tipo de narrativa se liga. A história é da Mel, que também é jornalista e que está prestes a perder o emprego. Só que ao ajudar sua vizinha de 80 anos que está em coma, ela acaba por “se mudar” para a casa da senhora até que ela se recupere, e acaba trocando mensagens com o vizinho do lado, que secretamente passa a se apaixonar. Esse livro é extremamente divertido e muito envolvente, você o lê rapidamente de tanto que a história te prende. Super recomendo!

Em casa para o Natal – Callie Taylor

Beth Prince parece ter a vida perfeita, exceto as três palavras que ela faz tanto questão de ouvir: eu te amo. Em busca da grande frase, ela resolve “estimular” seu namorado a dizer as três palavras, o que não sai bem como planejado. Para piorar, estão tentando comprar o cinema local onde ela trabalha para se tornar uma grande franquia, algo que a aterroriza e que com certeza ela não vai deixar acontecer. É aí que ela conhece Matt, o gerente do tal cinema que quer comprar o lugar. E o embate entre eles renderá muitas risadas e momentos engraçados. 
Esse livro é extremamente fofo! Se você gosta de chick-lit britânicos, esse é perfeito. Apesar da capa, ele não tem nada a ver com o Natal, acredite. Mesmo assim é uma obra gostosa de ler, simples e muito engraçada, eu super recomendo!

Quase casados – Jane Costello

Quase casados é um clichê ambulante, mas meu Deus, que clichê maravilhoso! A história é da Zoe, que infelizmente é abandonada no altar pelo noivo que infelizmente “não se sente pronto”. Ansiosa para sair da pequena cidade onde vive e superar o ex, ela se muda pro outro lado do Atlântico e vai parar nos EUA para trabalhar como babá dos dois filhos de Ryan Miller. A convivência entre eles não é tão legal assim, mas aos pouquinhos Zoe vai entrando na vida de Ryan e fazendo o mudar sua opinião a respeito dela. Apesar do clichê eterno que esse livro é, a Jane tem uma escrita incrível e que me fez rir e chorar ao mesmo tempo, vocês precisam ler!
Espero que tenham gostado das indicações! Já leram algum desses livros?

Posts criados 1379

19 comentários em “Chick-lits divertidíssimos para você ler!

  1. Oi! Eu amei as dicas, já que atualmente estou querendo ler livros mais alegres. Eu já havia visto alguns dos indicados, mas ainda não li nenhum deles. Já o primeiro eu não conhecia e achei bel legal esta dica nacional. Vou procurar. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  2. Oiii
    Dessa vez vim conferir para ler mesmo porque adoro o gênero e sempre estou lendo para balancear as leituras. Já tinha lido Quase Casados que gostei bastante e vou anotar as outras dicas.

    Prefácio

  3. Oiii Mi

    Eu também adoro chick lits, alguns são verdadeiros clichês mas é ai que eu amo mais, é sempre uma delicia ler um chick lit porque às vezes a gente só quer e precisa daquela certeza de final feliz adocicado. Agora mesmo estou lendo trilogia da Lucy Holliday que tem me surpreendido bastante, e logo depois quero ler Daisy Jones & the Six, outro que tá na minha meta. Aliás falando em meta Quase Casados está há séculos na minha TBR mas ainda não li, preciso urgente. UM amor de detetive li faz tempão e tb gostei pacas, quero ler outros livros publicados da Sarah mason tb.

    Beijos, Ivy

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  4. Miriã!
    Adoro chick lits também, são livros bem descontraídos e servem de grande entretenimento.
    Das suas indicações li apenas O GAROTO DA CASA AO LADO e gostei muito, já anotei os outros.
    Vou indicar um que acabei de ler: Mais que amigos da Lauren Layne.
    Boa leitura!
    cheirinhos
    Rudy

  5. acho graça nas chick-lits, acho que o unico que li nessa lista foi O GAROTO DA CASA AO LADO, DA *MEG CABOT.
    Mas os outros estão anotados na minha lista do Skoob hehe

  6. Um dos gêneros mais gostosos de serem lidos! Eu amo poder me jogar num chick assim, despretensioso. Aliás, eu sempre procuro alternar uma leitura pesada e uma leve. Acho que isso ajuda até a andar mais em dia com as leituras.
    Ainda não conhecia nenhum dos livros que você citou, por isso, vamos atrás de todos né?rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  7. Olá Miriã!
    Chick-lit é tudo de bom! Sempre quando estou meio triste faço questão de pegar um livro do gênero para ler, pois sei que irei me alegrar.
    A Meg Cabot constrói protagonistas muito engraçadas que só se metem em confusão, e tenho certeza que em O Garoto da Casa Ao Lado não deve ser diferente (para a felicidade dos leitores hahahahahah).
    Outro que me chamou atenção foi Em Casa Para O Natal. Eu adoro livros que se passam na época natalina, cômicos então…Imperdíveis.
    Beijos.

  8. Acho que já não é segredo pra ninguém o quanto nossos gostos literários são opostos, miga. Na moral. Também não sou a maior fã de chick-lits, apesar de sempre me apegar a um ou outro. Por exemplo, Meg Cabot costuma me conquistar muitas vezes, mas Marian Keyes eu nem tento ler mais nada. rs

    Aliás, por falar na Cabot, tenho certeza que eu iria gostar de O Garoto da Casa ao Lado, inclusive da narrativa diferentona. Gostei de algumas coisas de Super Desapegada, como o fato da protagonista ser blogueira, mas o resto eu achei bem clichezão. E juro pra você que não tenho nada contra clichês, até acho que eu ia gostar de ler Quase Casados, por exemplo. Adoro história de noiva abandonada no altar. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br/

  9. Olá! Nossa, chocada estou! Pois amo o gênero, mas em contrapartida, ainda não li nenhuma das suas indicações (acho que estou dormindo no ponto). Um enredo mais gostoso que o outro, ai ai nem sei por onde começar… brincadeira sei sim, o que mais chamou minha atenção foi Quase casados e Em casa para o Natal, já vou procurar para ler!!!

  10. Amei o chick lits! O que eu mais me vi interessado, dentre os que você citou, foi o Garoto da Casa ao Lado, por conta da sua escrita. Já li livros em formato de carta, mas formato de e-mail nunca, e isso foi o que me chamou atenção haha Adoraria lê-lo!

  11. Oie!
    Não li nenhum dos livros da lista, mas fiquei interessada em O Garoto da Casa ao Lado, pois gosto de modelos de escritas que saem do tradicional, além da capa ter cores super vibrantes, impossível passar batido por um livro desses kkkk 🤣

  12. Adoro ler chick-lits. Não conhecia os livros acima, mas gostei bastante de todos.
    O que mais me interessei foi "Super Desapegada", já deu para perceber que essa tensão presente entre a Raquel e o Eric pode resultar em algo a mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro Conheça os contos de Blackout Review: Um amor desastroso