E vamos a mais um balanço de leituras gerais que eu fiz recentemente. Lembrando para vocês que esta coluna é para dar uma opinião concisa e rápida a respeito de livros que eu li mas que não irei resenhar. 
Pai de aluguel conta a história de Tainá, uma mãe solteira que precisa de um pai de mentirinha para sua filha. Acontece que a irmã mais nova vai se casar, porém, a mãe dela só a aceitará na cerimônia se ela encontrar um homem que se passe pelo pai da criança, visto que eles são influentes e super ligados as aparências. É aí que o Gael surge. Ele é o irmão da melhor amiga de Tainá, que se oferece para fazer o papel.
O livro é clichê e bem curtinho, mas é uma história bem construída, que tem momentos bons, quentes e algumas revelações interessantes pelo caminho. Indico para quem gosta de algo leve e rápido para passar o tempo.
Nota: 4/5
Aprisionada a você é o primeiro de uma série que tem como palco de fundo a máfia russa. O livro conta a história do casal Maryia e Viktor, influentes em Moscou. Porém, depois de um tempo em missão na Itália, Viktor está de volta a cidade pronto para reaver a esposa. Só que neste meio tempo, chegou aos ouvidos de Maryia que o mesmo a estava traindo com uma italiana, e é por este motivo que ela quer evitá-lo a todo custo.
O livro é um romance dark e tem algumas cenas pesadas e com gatilhos, por isso não indico para qualquer um. Além disso os protagonistas são loucos e sádicos, a Maryia toma atitudes impensadas e o Viktor é um cara intransigente e muito escroto. Porém, é aquele livro que te prende do início ao fim, tem várias sub tramas sendo desenvolvidas e termina com muitas pontas soltas.
Nota: 5/5
Rosalie sofreu um acidente e agora acorda em um hospital sem memória alguma. O grande desafio da moça é conseguir desvendar o que aconteceu e tentar lembrar a relação com o homem frio e impessoal que está em seu quarto, alegando ser seu marido.
Eu não sou muito fã dessa temática, mas eu gostei da forma como a autora criou o enredo dessa. Porém, ele tem problemas de desenvolvimento no sentido de narrativa. É aquele tipo de livro que tem uma história muito boa, com algumas reviravoltas interessantes, mas que peca na execução.
Nota: 3/5
Não foi amor à primeira vista conta a história de Magnólia, uma dançarina/designer gótica que também faz bicos de garçonete em algumas festas. Em uma dessas, ela acaba conhecendo os irmãos Montenegro, Eros e Odin. Ouvindo a conversa deles, Magnólia acaba confundindo os irmãos e achando que Eros é o gay. 
Agora que Eros precisa da ajuda dela como coreógrafa, ele não tem como contar a verdade, ainda mais porque Magnólia só aceitou trabalhar para ele se ele a ajudasse a conquistar Odin, seu irmão.
Essa amizade entre eles acaba rendendo vários momentos divertidos, mas também tensos onde o desejo fala mais alto entre os dois.
Eu amei esse livro! Achei ele grande demais, mas é uma obra completa, com aquele slow burn que a gente ama e personagens cativantes. E ainda por cima tem uma reviravolta daquelas perto do final, o que deixa a história mais interessante ainda. Super recomendo!
Nota: 5/5
E aí, já leram algum desses livros?

Posts criados 1379

12 comentários em “O que eu achei? Últimos livros lidos #2

  1. Vou correndo para os livros 5/5. Posso dizer que eu AMO livros de Máfia mesmo com todos os seus problemas, relacionamentos que são muitas vezes tóxicos, mas é isso aí, cada um com seus gostos ne? AHAHAHHAHA Fiquei bem curiosa com esse que você trouxe 😉

  2. Olá, Miriã.
    Eu gostei bastante de Não foi amor a primeira vista também. E assim como você achei ele meio grande e dai ficou enrolando um pouco nas coisas. Ela descobrir que ele não é gay mesmo demorou metade do livro. E só ela não enxergava hehe. Me interessei por Quando eu te esqueci.

    Prefácio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro