Oi gente, como vai? Ultimamente estou com o tempo corrido devido aos trabalhos e provas da faculdade, ainda mais com a iminente ameaça de greve por parte dos estudantes, então tudo está uma loucura. Como não estou lendo nenhum livro e as leituras não estão rendendo, trouxe o quadro Abandonei sem dó para vocês dessa vez com um romance de época, um dos poucos livros do gênero que resolvi chutar pra frente.

Do que se trata a história? O livro é o terceiro volume da série os Rothwells e conta a história de Roselyn Longworth. Depois que Timonthy, seu irmão, fraudou o banco que era dono e fugiu com o dinheiro dos clientes, Rose se viu completamente arruinada. Sem fortuna alguma e muito menos chance de ser desposada, a moça caiu nas graças de Lorde Norbury e acabou se deitando com ele, achando que ele se casaria com ela. Mas na verdade ele queria outras coisas da dama, e vendo seu pedido ser recusado por Rose de torná-la sua amante, o cara resolve leiloá-la em uma de suas festinhas como prostituta. Diante da completa humilhação, Kyle Bradwell, um jovem arquiteto de origem humilde, resolve salvar Rose daquela situação e acaba a comprando. O que era para ser simples se torna complicado assim que todos em Londres descobrem o que aconteceu, para não dizer que a fama de Rose já não estava a das melhores. A única saída seria se casar com Kyle, mas será que essa decisão seria a mais fácil a se tomar?
Em que página você parou? Na página 103.

O que achou do(a) personagem principal? Gostei da Rose, ela é orgulhosa e um pouco teimosa, mas mesmo assim se preocupa com a irmã mais nova e com Tim, apesar dele tê-la arruinado completamente. Meu problema com ela é que a achei muito bobinha, um pouco sem graça e fácil de ser iludida, acho que faltou mais atitude da parte da personagem. Ainda assim, sua forma de lidar com a situação que ela mesma causou ganhou pontos comigo, já que ela não culpa terceiros pelo ocorrido. Se a culpa foi dela, ela não fica esperando alguém passar a mão em sua cabeça, ela simplesmente vai atrás de tentar resolver a situação, mesmo que as consequências disso sejam bem difíceis.
Por que resolveu abandonar o livro? O que mais prejudicou a leitura foi à falta de conexão com os personagens. Não consegui me apegar a eles, então eles me pareciam estranhos durante a narrativa. Não me conectei com a história de nenhuma forma, e isso me fez perder completamente o interesse. Eu tentei ler diversas vezes o livro e demorei a decidir se abandonaria ou não, mas não dá pra ficar tentando engolir uma história que não te agrada. A narrativa é boa, a premissa parece perfeita, mas os personagens não cativam de forma alguma.
É isso pessoas! Infelizmente não rolou essa leitura, então resolvi colocar o livro para troca no Skoob. Se alguém quiser lê-lo ou já leu a história, comenta aí o que achou dela.
Posts criados 1379

14 comentários em “Abandonei sem dó: Jogos do Prazer – Madeline Hunter

  1. Oi, Thiago
    Eu já li três livros tirando esse e curti, mas só o primeiro da série que realmente me cativou. Acho que a Madeline tem uma escrita diferente das demais autoras famosas, preciso ler mais dela para realmente gostar.

  2. Oiii Mika

    Não conectar com a trama e os personagens é horrivel, sempre penso que melhor abandonar sem dó do que ficar contando as páginas pra saber quantas faltam na expectativa de terminar o martírio. Quen pena que não funcionou esse último da série da Hunter pra ti, as capas desses livros são lindas de morrer e a premissa, apesar de típica em romances, tinha pinta de ser boa. Mas, tem vezes que não dá mesmo, e acho que tu fez certinho em dar um tempo, quem sabe mais adiante tu retome a leitura e até termine se surpreendendo, a gente vai mudando tanto com o tempo que às vezes o que agrada deixa de agradar e o que não curtimos se torna interessante em leituras…rsrs

    Beijokas

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  3. Oi, Mika!
    Eu não li o livro e nem os dois anteriores. Uma pena que você não tenha se conectado com eles, mas gosto muito de que você não tenha dó de abandonar.
    Antes eu tentava ler até o fim, só para não abandonar. Mas aprendi que é melhor usarmos nossas horas de leitura para ler algo que nos acrescente ou nos dê prazer do que ler forçada, né?
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

  4. Oi, Alice
    Acho que posso gostar da leitura depois já que muita gente no Skoob gostou das obras, talvez eu só não esteja no momento certo para a leitura. Mesmo assim eu abandono mesmo, não tenho essa de ficar postergando algo que não vai dar certo.

  5. Oi, Mi
    Acredita que eu só curtir o primeiro? Achei o segundo com a personagem principal muito estranha também, não senti empatia por ela. Acho que posso voltar a ler este, mas no momento não deu certo.

  6. Oi Mi,

    Já vi alguns posts sobre esses livros da autora e, apesar de adorar demais romances de época, nunca li um livro dela.
    Te digo que não tenho tanto interesse assim em ler.
    Me frustro muito quando os personagens não são cativantes e me mantém distante da história. Nessa hora eu fico em dúvida se sigo na leitura, por orgulho, ou se abandono para então começar uma leitura que realmente valha o meu tempo (na minha opinião, claro).
    Espero que consiga trocá-lo logo.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

  7. Olá Mi, como vai?
    Um livro que eu abandonei sem dó foi O Teorema Katherine do John Green, simplemente não consegui ler.
    Livros de romance nunca foram de minha preferencia, esse então eu provavelmente não irei ler hahaha.
    Amei o quadro flor.

    Beijão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

O que esperar da 3ª temporada de Sex Education 5 motivos para você ler O Inverno entre Nós A moda presente nos romances de época Autores nacionais para conhecer Um clichê, um livro