Pude conferir na última quinta-feira o filme nacional Minha vida em Marte, e pra quem adora uma boa comédia, esse filme cai como uma luva. Os filmes com o Paulo Gustavo nunca falham e com esse não foi diferente, apesar dele não ter sido o personagem principal. A história é sobre Fernanda (Mônica Martelli), uma mulher de 45 anos que vê seu casamento de 8 com Tom (Marcos Palmeira) indo de mal a pior. 
Para evitar uma possível separação, ela e seu amigo Aníbal (Paulo Gustavo) tentam dar uma esquentada na relação, mas infelizmente nada funciona. Agora Fernanda precisará se descobrir novamente como mulher para poder superar o casamento fracassado, o que nos renderá muitas risadas por parte desses dois.
O roteiro não é lá filme de Óscar mas rende alguns momentos de reflexão, principalmente sobre o casamento. Fernanda se vê numa situação onde a paixão entre ela e seu marido não existe mais. Enquanto ele tenta manter relações sexuais com a esposa, ela já está cansada e fatigada daquilo. A personagem é o exemplo claro de muitas mulheres que acabaram se cansando e que querem coisas novas. Fernanda começa a se sentir insegura sobre ela mesma com a situação no casamento, mas o mais legal é mostrar que nós mulheres podemos ainda ser felizes mesmo depois de separadas, solteiras e com 45 anos na cara. Fernanda mostra que a caminhada nem sempre é fácil, mas é sim possível.
Aníbal é aquele amigo pau pra todas as horas, mostrando seu apoio a amiga. Ele e Fernanda possuem um negócio de eventos e são muito unidos. Paulo Gustavo está maravilhoso como sempre, e traz muita diversão ao filme, como já é de se esperar.
Não vi falhas no roteiro e pra mim o filme está perfeito como está. Pra quem gosta de comédia nacional, vai se amarrar em Minha vida em Marte.
Posts criados 1379

11 comentários em “Filme: Minha vida em Marte

  1. Oie!
    Aaah, eu adoro muito comédia nacional, principalmente quando o filme tem o Paulo Gustavo. Já sei que vai me render boas gargalhadas. Quero muito assisti-lo, fiquei feliz em ler uma resenha positiva sobre o filme.
    Beijos

  2. Oláaaa 🙂
    Eu adorei esse filme: foi super divertido e garantiu muitas risadas dos espectadores. É como você mesmo relatou, o filme, além da comédia, traz consigo um pouco de reflexão. E como não amar o Paulo Gustavo certo? Ele é incrível! E o conteúdo do filme não está apelativo, VIU PESSOAL? Está como deve ser, e de acordo com a proposta do enredo.
    Vale muito a pena conferir 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Procura algo? Digite aqui e clicle em enter para pesquisar. e ESC para sair

Conhecendo termos literários Como limpar seus livros e a sua estante? 5 formas de ler e-books 5 livros com CEO que não são babacas 8 livros para chorar